Podcast – Cientista também é inquieto com Alan Brito

5
(1)

Você precisa conhecer o Prof. Alan Brito e ouvir o episódio da semana do podcast é uma ótima oportunidade pra isso 🙂 

Prof. Alan é o segundo de cinco filhos da Dona Janice e de Seu Daniel. É um pesquisador negro, gay, nordestino de Feira de Santa no interior da Bahia. É o primeiro da sua família a estudar em uma universidade e o único a completar programas de mestrado e doutorado

Em seu Currículo Lattes, Alan acumula a graduação em Física na Universidade Estadual de Feira de Santana, mestrado e doutorado em Astrofísica Estelar na USP. Durante o doutorado, realizou estágios no Chile, na Austrália e nos Estados Unidos. Realizou estágios de pós-doutorado no Chile e na Austrália, em que atuou como Science Fellow na Australian National University.

Desde 2014 é professor e pesquisador no Instituto de Física da UFRGS, em que também faz parte do Núcleo de Estudos Africanos, Afro-brasileiros e Indígenas. É diretor do Observatório Astronômico da UFRGS desde 2017.

Como se não bastasse, é autor de 2 livros de divulgação em ciências, finalista do Prêmio Jabuti em 2020.

Na sua bagagem, Alan carrega a força da voz e da alegria de sua mainha, como uma grande ferramenta para resistir às violências estruturais do nosso país e continuar acreditando nos sonhos. 

É doutor em Astrofísica, estuda a evolução química de diferentes populações estrelares da Via-Láctea e trabalha na divulgação científica de projetos de Astronomia e Física e as intersecções desses conhecimentos científicos com questões decoloniais, étnicos-raciais e de gênero. 

Esse bate papo é para pensar qual é o nosso papel diante da necessidade de transformar urgentemente realidades, mas também é uma dose extra de energia para correr atrás dos sonhos. 

Para ouvir é só entrar nesse link e apertar o play 🙂

O que você achou disso?

Mande corações

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.