fidelização e retenção – como manter alunos entre graduação e pós-graduação

Compartilhe esse post:

A fidelização pode custar até 80% menos do que a aquisição de novos alunos. Manter um estudante em sua universidade é também uma oportunidade de deixar um legado maior e se aprofundar no seu papel principal que é educar.

Qual é a taxa de fidelização da sua instituição de ensino? É baixa? No marketing aprendemos que manter um cliente é até 7 vezes mais barato do que adquirir um novo cliente. Além disso, o ciclo de venda na fidelização tende a ser menor do que na captação. Agora que você já pode medir o impacto da fidelização no seu orçamento, vamos aos pontos.

Engajamento

O engajamento é a principal métrica de retenção no marketing educacional. Para entender melhor o que é engajamento, indicamos a leitura deste post. 

De modo geral, alunos que alcançaram seus objetivos e obtiveram sucesso de acordo com suas expectativas pessoais possuem maior inclinação para continuar estudando na mesma instituição de ensino. E isto é bastante óbvio, quanto mais sucesso ele obtém, maior é o valor percebido por ele. Mas o inverso também é verdadeiro, quanto menor o engajamento, menor a chance do aluno continuar estudando no mesmo lugar.

Segmentação de base

Atualmente a segmentação da base de alunos é feita com informações triviais, como o curso, notas, local de residência e informações sócio-econômicas. A maioria das instituições de ensino param por aqui. No entanto, há disponível no mercado diversas soluções de inteligência de negócios que auxiliam e muito a segmentar a base de alunos e melhorar as vendas.

A melhor prática de segmentação de base é aquela que leva em consideração o perfil acadêmico de cada aluno, assim, a sua instituição conseguirá entender as preferências pessoais de cada estudante e poderá personalizar a oferta de cursos.

Fidelização = Oferecer o curso certo

As estratégias atuais utilizadas pelas instituições de ensino são muito generalistas e passivas, pega-se uma base de e-mails de um curso de graduação específico e comunica a todos os alunos sobre a existência de uma pós-graduação. Pode ser que um ou dois alunos sejam realmente impactados, no entanto, para todos os demais, esta comunicação foi uma péssima experiência.

Ao entender o perfil acadêmico de cada aluno, o marketing da universidade pode oferecer os cursos que mais fazem sentido para a carreira de cada aluno. Isto permite que o marketing atue de forma ATIVA na fidelização destes alunos. Quando a instituição faz a segmentação da base de alunos fica muito mais fácil realizar uma oferta que entregue valor para os estudantes.

Ferramentas de marketing digital

Existe um conjunto de ferramentas que ajuda muito neste processo de segmentação de base e trabalhar o marketing de maneira ativa. A nossa dica é utilizar as soluções da Mettzer e o RDStation.

A Mettzer é um editor de texto online que faz a formatação automática de trabalhos acadêmicos nas Normas da ABNT, quandos os estudantes da sua instituição de ensino utilizam a ferramenta em trabalhos como o TCC, ela extrai informações para a criação de perfis de alunos e realiza a segmentação da base de maneira muito mais inteligente.

Já o RDStation é uma ferramenta completa de automação de marketing digital que permite ao departamento comercial trabalhar as segmentações de base, melhorar a comunicação com os clientes e ajuda a oferecer cursos de maneira mais ativa para estes alunos.

Em resumo:

  • – Engaje seus alunos
  • – Segmente a sua base da graduação com inteligência de negócios
  • – Ofereça cursos ativamente de acordo com perfil acadêmico de cada aluno
  • – Use ferramentas de segmentação de base e automação de marketing para ajudar neste processo

Espero ter ajudado, mãos à obra!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.