Ter uma produção científica relevante cumpre o principal papel de uma instituição de ensino superior, que é o de gerar conhecimento capaz de apoiar as demandas da sociedade.

Além disso, quando essa produção científica é robusta, com conteúdo inédito e inovador, acaba, consequentemente, refletindo em uma melhor avaliação dos cursos e da IES como um todo.

Neste post, vamos abordar alguns pontos de atenção e de investimento que uma IES deve focar para incentivar uma produção científica de qualidade, com aspecto social relevante, e que permita a evolução dos resultados da instituição nos processos de avaliação dos órgãos reguladores ligados ao MEC.

Capacitação do corpo docente

Você pode ter a melhor estrutura, recursos tecnológicos de ponta, um baita planejamento de comunicação e marketing para atrair mais alunos, mas nada disso impactará significativamente a produção científica da sua IES sem seu principal elemento humano: o professor.

Ter um corpo docente altamente qualificado tem papel fundamental para um melhor nível de pesquisa e geração de conhecimento científico.

Para isso, sua IES precisa atrair os melhores profissionais disponíveis, seja com benefícios, bons salários e um plano de carreira, seja com um programa de investimento em qualificação, que permita capacitar e evoluir o trabalho dos docentes que já fazem parte do seu quadro de colaboradores.

Laboratórios e bibliotecas

A ciência propriamente dita e o conhecimento que gera reflexão e mudanças não surgem do nada.

Professores e alunos precisam de equipamentos, de estrutura que lhes permitam experimentar, descobrir. Precisam ter acesso aos estudos que precederam os seus, a boas referências capazes de despertar curiosidade, novos olhares e mais ousadia para alavancar o nível da pesquisa realizada na sua IES.

Ter laboratórios bem equipados em todos os cursos e bibliotecas atualizadas com o que há de mais novo e relevante em cada área, em âmbitos nacional e internacional, estimula a produção científica de qualidade na sua IES.

Além dessa estrutura, por si só, já impactar positivamente nas avaliações feitas pelo MEC, a longo prazo ela também irá estimular a produção científica relevante.

Programas de pesquisa

Fique atento para que a sua IES consiga atrelar os projetos de seu corpo docente e discente ao maior número possível de programas e agências de fomento à pesquisa.

Dentre eles, destacamos o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap).  

Quanto mais projetos atrelados a esses órgãos, mais bem avaliada é produção científica desenvolvida pela sua IES.

Incentivo à publicação

Como já abordamos em um post anterior, sobre como estimular a publicação de artigos científicos, sua IES precisa definir estratégias para o incentivo à publicação de tudo o que é produzido por seus professores e alunos.

Além de artigos científicos em revistas e periódicos relevantes ao meio acadêmico, invista também na publicação de livros e na apresentação dos trabalhos realizados em fóruns nacionais e internacionais, levando o conhecimento gerado ao debate público, de forma que seus resultados impactem a realidade, em seus mais diversos aspectos.

Tecnologia que facilite a gestão da produção científica

Por último, mas não menos importante, para realizar uma produção científica relevante, que seja capaz de melhorar o desempenho da sua IES em avaliações reguladoras, é preciso contar com ferramentas tecnológicas que facilitem a gestão de tudo o que é produzido, publicado, citado e repercutido em futuros trabalhos.

Uma grande tecnologia facilitadora da gestão da produção científica é o Mettzer.

Quer saber detalhadamente como o Mettzer transforma a gestão da produção científica em uma instituição de ensino, permitindo o avanço nos quesitos avaliados pelos órgãos ligados ao MEC? Então converse com a gente.

 

Summary
Article Name
Produção científica relevante: melhore a avaliação da sua IES
Description
Ter uma produção científica relevante cumpre o principal papel de uma instituição de ensino superior, que é o de gerar conhecimento. Além disso, quando essa produção científica é com conteúdo inédito e inovador, acaba, consequentemente, refletindo em uma melhor avaliação dos cursos e da IES.
Author
Publisher Name
Ensino Privado