Referência bibliográfica nas Normas ABNT: guia completo

Compartilhe esse post:

Você já deve saber que em trabalhos acadêmicos as citações e referências bibliográficas dever estar certinhas!

Neste sentido, a confiabilidade do seu trabalho vai depender de serem observadas todas essas questões.

Sabendo disso, e pensando em garantir que você não cometa erros ao citar um trabalho acadêmico no seu TCC, preparamos um guia de como fazer referência bibliográfica nas normas ABNT.

Ademais, explicamos mais detalhadamente as diferenças entre as referências e como gerar as suas de forma automática.

1- Por que referenciar?

O melhor jeito de garantir a defesa da própria ideia é a referência.

É a partir das teorias utilizadas que você poderá provar o seu texto tem embasamento, e respaldo de outros estudos.

Essas referências serão das citações utilizadas.

Neste sentido, é preciso muito cuidado para não cometer erros ou acabar incorrendo em plágio.

Essas regras, apesar de chatinhas e de parecerem, num primeiro momento, desnecessárias, foram pensadas pelo órgão regulador, a ABNT, para que os textos acadêmicos tenham unidade, isso quer dizer, obedeçam ao mesmo formato.

Assim também se torna mais fácil encontrar os textos originais de onde as citações foram retiradas para verificação do conteúdo.

Tudo seria uma grande bagunça sem padronização!

Questões básicas sobre as referências bibliográficas

Referência bibliográfica é um “conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documento, que permite sua identificação individual”.

Ou seja, a referência bibliográfica nas normas ABNT é:

Uma forma de localizar o artigo original com maior facilidade, de forma que se aumente o entendimento sobre o que foi descrito dentro de um trabalho e o aprofundamento da questão, além da verificação dos dados utilizados no TCC.

Todas as obras citadas no artigo acadêmico devem estar referenciadas na bibliografia.

2- Itens obrigatórios a qualquer referência bibliográfica

As informações exigidas para uma referência, em ordem, são: autor, título da obra, local, editora e data de publicação.

Autoria

Em primeiro lugar, vamos falar da autoria. Ela ser o primeiro item da referência bibliográfica nas normas ABNT não é sem razão.

Quem escreveu a ideia, ou seja, a autoria, deve ser o fator mais importante para determinar a origem da citação.

A quantidade de autores ou mesmo a natureza da autoria mudam a forma como os sobrenomes devem ser colocados, mas vamos explicar isso melhor abaixo.

Título da obra

Em seguida, o título da obra também é auto-explicativo, já que seria impossível saber do que se trata sem nomear o artigo citado.

Ele pode estar negritado e caso haja subtítulo, ele é separado do título por dois pontos, sem negrito.

Local

Também é importante deixar claro o local, complementando com a informação referente à editora. Desta forma é praticamente impossível que dois trabalhos publicados por editoras de nomes semelhantes sejam confundidos.

Data

Por último, mas igualmente importante, é a data de publicação.

Que é uma forma, ao mesmo tempo, de determinar se o estudo citado está de acordo com as últimas descobertas e também de diferenciar artigos com títulos semelhantes ou iguais, o que é mais comum do que se pensa.

3- Exemplos de referências bibliográfica nas normas ABNT

Artigo de periódico

METTZER, Editor. Título do artigo. Título do periódico. Local de publicação (cidade), volume, número, nº fascículo, páginas inicial-final, dia, mês e ano.

LIVROS – Apenas 1 autor

METTZER, Editor. Título: subtítulo (se houver). Edição (se houver). Local de publicação: Editora, data de publicação da obra.

LIVROS – Até 3 autores

METTZER, Editor; MANDAWALLI, Felipe; MARTINS, Everton. Título: 5. Ed. (número de edição). Local: Editora, ano.

LIVROS – Mais de 3 autores

METTZER, Editor. El al.. Título: 5. Ed. (número de edição). Local: Editora, ano.SILVA, L. et al. Como a Poluição Afeta nossa Saúde. 1 ed. Curitiba: Editora Sol Nascente, 2002.

LIVROS – Autor desconhecido

TÍTULO DO LIVRO, Local: Editora, ano.

Constituição federal ou estadual

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988. Página.

Legislação comum

BRASIL. Lei nº X.XXX, de XX de mês de ANO. Função da lei. Diário Oficial da União, Brasília, DF, v. XX, n. XX, data de publicação do diário onde a lei foi divulgada. Seção, páginas.

Artigo apresentado em um evento

 

METTZER, Editor. Título do trabalho apresentado seguido da expressão. In: TÍTULO DO EVENTO, nº do evento, ano de realização, local (cidade de realização). Título do documento (anais, resumos, etc.). Local: Editora, ano de publicação. Página inicial – final da parte a ser referenciada.

Monografia, dissertação ou tese

METTZER, Editor. Título: subtítulo. Ano de apresentação. Número de folhas ou volumes. (Categoria e área de concentração) – Instituição, Local, ano da defesa.

Obras coletivas ou de autoria de entidades

SÃO PAULO, Prefeitura Municipal de. Secretaria de Cultura. Dados sobre os aspectos culturais de São Paulo. São Paulo, 2017.

Referência de sites e artigos online (com autoria conhecida)

METTZER, Editor. Título. Disponível em: link. Acesso em: data de acesso no formato 25 set. 2014.

Referência de sites e artigos online (sem autoria conhecida)

BLOG METTZER. Pagar para fazer trabalho acadêmico é ilegal. Disponível em: link. Acesso em: data de acesso no formato 25 set. 2014.

Artigo de Revista

METTZER, Editor. Título do artigo. Título da Revista, (abreviado ou não) Local de Publicação, Número do Volume, Número do Fascículo, Páginas inicial-final, mês e ano.

Software

DEVC: Construção de Programas na linguagem c++. Version 2.6.5. [S.l.]: Apta Corparation, 2018. Disponível em: . Acesso em: data de acesso.

Artigo de Jornal

METTZER, Editor. Título do artigo – Nome do Jornal- Local- data (dia, mês, ano) – número do caderno – Seção – páginas (inicial – final)

referências bibliográfica nas normas ABNT

4- Apud em referência bibliográfica

O apud é uma citação de citação.

Utilizada caso você precise utilizar uma citação usada por um autor em um dos seus textos de base mas não ter acesso ao original.

O apud não é muito indicado, porque compromete a confiabilidade na citação, mas caso seja a única forma, é bom fazê-lo da maneira correta.

Para isso, é importante que você realize as regras para citação de citação, pois você pode estar utilizando a passagem com a mesma intenção do autor que citou, e não do primeiro autor, mas no momento é impossível averiguar se esse é o caso.

Exemplo:

ORIGINAL, Autor. Título do texto original em negrito. Cidade: Editora, 2011 apud CITANTE, Autor. Título do texto de onde a passagem foi tirada. Cidade: Editora, 2017.

5- Et al em referência bibliográfica

Sigla em latim que deve ser utilizada quando for feita uma citação ou menção de um texto que tenha autoria de mais de três pessoas.

Por exemplo:

METTZER, et al. O editor de texto que formata o seu trabalho automaticamente nas normas da ABNT. Florianópolis: Editora, 2019.

Referência bibliográfica de obras coletivas ou de autoria de entidades

As regras explicadas acima seguem como base os dados exigidos para incluir no referencial as publicações em forma de livro.

Entretanto, nas referências bibliográficas nas normas ABNT existem pequenas diferenças quando o tipo de texto que está sendo utilizado é outro.

Igualmente há casos em que o autor não é um único sujeito.

Esse é o caso quando há um editor, coordenador, compilador e etc. É também o caso de textos em que a autoria é um órgão público ou comunitário.

Segundo as normas de referências bibliográficas da ABNT, nos casos com um indivíduo responsável, o nome deste é colocado da mesma forma que o nome de um autor em uma referência comum, mas é seguido do título de sua função na publicação entre aspas e resumido.

Dessa forma, o editor aparece como (Ed.), o compilador como (Comp.), o organizador como (Org.) e o coordenador como (Coord.).

Quando a obra é de uma entidade, seu nome é colocado no lugar do autor.

Caso o nome do órgão seja genérico, como por exemplo Secretaria de Cultura, ele é precedido pelo órgão superior. Exemplo:

Exemplo de referência bibliográfica de obras coletivas:

SÃO PAULO, Prefeitura Municipal de. Secretaria de Cultura. Dados sobre os aspectos culturais de São Paulo. São Paulo, 2017.

6- Regras especiais de referência bibliográfica

  • Quando a informação ou citação utilizada no texto está presente em uma edição específica da publicação:

Neste caso o número da edição deve ser especificado entre o nome da publicação e a cidade.

  • Edição tenha realizada para revisão, aumento ou atualização:

 é preciso que se coloque o resumo do termo, que no caso seriam, respectivamente: rev., aum. e atual.

  • Se a cidade de publicação tiver o mesmo nome de uma outra cidade:

Da mesma forma aqui será preciso utilizar o estado.

É o mesmo caso de Ouro Branco, que dá nome a uma cidade em Minas Gerais e a uma no Rio Grande do Norte.

Caso não seja possível determinar a cidade de publicação, utiliza-se entre colchetes a abreviatura de sine loco: [S.l.].

  • Quando a autoria do artigo ou publicação está ausente por algum erro de registro bibliográfico anterior ou erro dos autores:

é possível referenciar o texto sem uma autoria, começando a partir do título do trabalho.

  • Quando a cópia do texto à qual se teve acesso não consta uma data de publicação, é trabalho do autor do TCC pesquisar para poder incluir a informação.

No caso, a data é colocada entre colchetes. Caso não seja possível apurar com precisão, ficando a data entre um ano ou outro, é possível colocar uma data como [2016 ou 2017], de forma a comunicar a incerteza para o leitor.

Se o intervalo de incerteza for maior, o autor pode colocar o ano mais provável entre colchetes com um ponto de interrogação. Exemplo: [2011?]

Caso o intervalo de dúvida seja muito grande, coloca-se [entre 1960 e 1965]. Isso não deve ser feito com intervalos maiores do que vinte anos.

Consulte este post específico para Referência de site e artigos online!

7- Principais atualizações

A nova norma ABNT NBR 6023: Referências foi publicada em novembro de 2018 e apresentou várias mudanças.

A norma que na edição anterior tinha 24 páginas, agora passou para 68!

E para que você não precise ir atrás de todas essas páginas, nós compilamos aqui as principais alterações.

Não se esqueça que o editor do Mettzer já está com tudo atualizadinho!

Sobre a quantidade de autores a serem informados

Em caso de referência de até 3 autores: sempre indicar todos;

Se forem quatro ou mais autores: convém indicar todos, mas também permite-se que se indique apenas o primeiro, seguido da expressão et al.

O uso de traço sublinear na lista de referências

Que era utilizado para indicar obras com o mesmo autor e de mesmo autor e título foi extinto na versão atual da norma.

Uso de itálico

Passou a ser adotado para as expressões como In e et al.
In: que indica parte de uma obra;
et al. para indicação de obras com mais de 4 autores.

Novos tipos de documentos foram inseridos

Publicações em redes sociais, podcasts, entre outros;

Além de Documentos civis e de cartórios, como: certidão de nascimento entre outros;
E também atos administrativos normativos, como: circular, contrato, deliberação, edital, estatuto, parecer técnico entre outros.

Uso de “<>” em links foi retirado

Nas referências de documentos de acesso online foram suprimidos os sinais < > que eram utilizados antes e depois do link de acesso.

Indicação de orientador em teses e dissertações

Atualmente poderá ser informado após o título.

Supressões em título longo

Também as indicações de supressões de parte de um título ou subtítulo longo, podem ser realizadas desde que não seja alterado o sentido.

Deve ser indicado por reticências entre colchetes […].

8- Formatação de referência bibliográfica automática nas normas da ABNT

Você pode economizar seu tempo e energia formatando as referências e citações de forma automática com o Mettzer!

Como adicionar citações no Mettzer

Para você entender como o Mettzer pode te ajudar nesta missão, fizemos um passo a passo de como adicionar uma referência na lista de referências e na citação utilizando o nosso editor:

Citação Direta Longa e referencia bibliográfica no Mettzer
Citação Direta Longa no Mettzer
Citação Direta curta referencia bibliográfica no Mettzer
Citação Direta curta no Mettzer

Caso você tenha feito uma citação indireta, ou seja, descreveu um trecho do livro com as suas próprias palavras, NÃO é necessário informar o número de páginas.

referencia bibliográfica no Mettzer

Além disso, você deve escolher como deseja que a referência apareça no texto, marcando uma das opções disponíveis.

A primeira opção, com todas as informações entre parênteses, é a opção padrão.

Você também poderá editar isto a hora que quiser.

Como fica no texto

Neste sentido, o editor cria para você a referência na citação e também adiciona a referência lá na lista, com a formatação correta e em ordem alfabética. Legal né?

Bom, você quer saber com toda certeza se uma citação tem a sua referência adicionada corretamente no Mettzer?

Basta colocar o cursor do mouse em cima da referência na citação, se ela ficar azul é por que você fez tudo certinho.

Resultado na lista de referência bibliográfica

Como já foi dito, a referência vai automaticamente para a Lista de Referências, com a formatação correta e na ordem correta.

Mais uma vez, no Mettzer não tem erro, se você usar direitinho, toda citação tem referência e toda referência tem citação.

9- Como acessar o Mettzer

É bastante coisa para lembrar, certo?

Ao criar referências no Mettzer você só precisará inserir as informações solicitadas. Se for periódico, livro ou artigo científico

Ele mesmo configura automaticamente e você não perde tempo tentando descobrir a ordem certa de cada item!

Que tal fazer um teste gratuito?

Resumo
Artigo
Referência bibliográfica nas Normas ABNT: guia completo
Descrição
Para que você não cometa erros ao citar um trabalho acadêmico no seu TCC, separamos abaixo um guia de como fazer referência bibliográfica nas normas ABNT.
Autor
Publicador
Mettzer

4 comentários sobre “Referência bibliográfica nas Normas ABNT: guia completo”

  1. Boa noite!
    Usei o software Mettzer para formatar um trabalho da faculdade, porém quase levei um zero, porque o professor disse que a formatação está incorreta. O Software possui alguma documentação ou algo que possa ser mostrado como embasamento para contestar a nota?
    Aguardo a resposta, obrigado

    1. Oi Cássio, tudo bem? Você pode nos explicar melhor quais ponto o seu professor disse que estava incorreto?

      Algumas universidades possuem um padrão que é diferente da ABNT. Você cuidou isso no momento que estava fazendo o seu trabalho?

      Abraços

    1. Oi Luiz, tudo bem?

      O mettzer também deixa sua referência 100% nas normas ABNT e você não precisa se preocupar com as referências, assim como precisa no Mendeley. 🙂

      Já testou o Mettzer?

      Abraços

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.