RUF – Ranking Universitário Folha e as melhores universidades do Brasil

5
(2)

O Ranking Universitário Folha, conhecido pela sigla “RUF” é uma avaliação do ensino superior publicada anualmente no mês de setembro.


O que é o Ranking Universitário Folha (RUF)?

O Ranking Universitário Folha, conhecido pela sigla “RUF” é uma avaliação do ensino superior que acontece anualmente, desde 2012 pela Folha de S.Paulo. Sempre publicada em setembro.

Desta forma, a metodologia é inspirada em rankings internacionais de universidades, contando com cerca de 400 referências para revisão de literatura de avaliação de ensino superior, algo que será abordado no decorrer do texto.

Rankings internacionais

Ainda em 2003, foi lançado pela China o primeiro ranking internacional de universidades, em que 500 instituições de todo o mundo foram analisadas.

Neste caso, a proposta foi comparar as universidades chinesas com instituições de elite no mundo para definir políticas públicas na China.

Atualmente, outro ranking internacional de destaque é o QS World University Rankings, que classifica as 1000 melhores universidades do mundo.

Neste ano, o Massachusetts Institute of Technology (MIT) foi nomeado o número um do mundo pelo oitavo ano consecutivo e a Universidade de Buenos Aires (UBA) é a mais bem classificada das 88 universidades latino-americanas que figuram entre as 1000 melhores, e a única universidade da América Latina a figurar entre as 100 melhores do mundo.

Rankings nacionais

Além destes rankings, há muito tempo surgiram iniciativas de rankings regionais de universidades com metodologias próprias (BRICs, Under 50, latino-americano etc).

Neste sentido, no primeiro deles, surgido nos EUA, 1983, feito pelo “U.S.News”, a ideia era orientar especialmente alunos estrangeiros que planejavam estudar nos EUA.

Atualmente os rankings são o principal produto do “U.S.News”; veículo que ranqueia universidades, colleges, escolas, hospitais, dentre outros.

É nesta categoria, de ranking nacional, que se encaixa o RUF – Ranking Universitário da Folha.

Metodologia do RUF

Neste sentido, o Ranking Universitário da Folha utiliza uma metodologia baseada em indicadores comuns em rankings nacionais e internacionais já consolidados e traz novos indicadores que avaliam o cenário local.

Inicialmente, a proposta foi apresentada no Fórum do Observatório de Rankings da Unesco, na Varsóvia, Polônia (2013), em que cerca de 400 referências bibliográficas sobre construção de rankings internacionais e nacionais.

Para quem interessa o RUF?

O RUF é utilizado e importante para um número grande de pessoas e profissionais.

Desde estudantes, pais, gestores de instituições de ensino, governo, pesquisadores, jornalistas, dentre outros.

Por isso, no site é possível avaliar as instituições de acordo com cada um dos indicadores ou subindicadores

Como é feito o RUF?

Inicialmente, a coleta dos dados que fazem parte dos indicadores de avaliação do RUF é feita por uma equipe da folha em bases do Censo da Educação Superior Inep – MEC, Enade, Inpi, SciELO, em agências de estímulo à ciência e em pesquisas nacionais exclusivas realizadas pelo Datafolha.

Desta forma, o ranking é dividido em duas categorias:

Ranking de Universidades

Em primeiro lugar, o Ranking Universitário Folha avalia e classifica as 197 instituições credenciadas como Universidades pelo MEC, da rede pública e privada, por meio de cinco indicadores: Pesquisa, Internacionalização, Inovação, Ensino e Mercado.

Ranking de Cursos

Já, para o ranking de cursos, o RUF avalia os 40 cursos de graduação com maior ingressantes no país, como Administração, Comunicação Social, Direito e Medicina, de acordo com dados do último Censo da Educação Superior.

Entretanto, a nomenclatura desses cursos não é padronizada, algumas instituições dão nomes diferentes para cursos semelhantes, como é o caso de “Ciências Jurídicas”, que é equivalente ao curso de Direito.

Indicadores do RUF para a categoria Universidades

Desta forma, conforme o site da Folha, o ranking de universidades do RUF é feito da seguinte forma:

Ranking universitário folha

RUF – Indicadores de Pesquisa

  • Total de publicações 7%: Artigos científicos publicados pela universidade, que constem no currículo lattes;
  • Total de citações 7%: Relevância de trabalhos científicos a partir do total de citações recebidas, que podem ser analisadas pelo Google Acadêmico;
  • Citações por publicação 4%: Média de citações para cada artigo científico da universidade;
  • Publicações por docente 7%: Média de artigos científicos por professor;
  • Citações por docente 7%: Média de citações por professor;
  • Publicações em revistas nacionais 3%: Artigos científicos em revistas brasileiras;
  • Recursos recebidos por instituição 3%: Valor médio de recursos obtidos por docente;
  • Bolsistas CNPq 2%: Percentual de professores da universidade considerados produtivos pelo CNPq;
  • Teses 2%: Número de teses defendidas por docente.

Bases: Web of Science (de 2012 a 2016 para publicações e 2017 para citações), Capes, CNPq e agências federais de fomento (2017), SciELO (de 2012 a 2016).

RUF – Indicadores de Ensino

  • Opinião de docentes do ensino superior 20%: Pesquisa feita pelo Datafolha com professores distribuídos pelo país;
  • Professores com doutorado e mestrado 4%: Percentual de professores com doutorado ou mestrado;
  • Professores em dedicação integral e parcial 4%: Percentual de docentes em regime de dedicação integral ou parcial;
  • Nota no Enade 4%: Leva em conta a nota média da universidade no Enade.

Bases: pesquisa Datafolha (2017, 2018 e 2019), Enade (2015, 2016 e 2017), Censo (2017).

RUF – Indicadores de Mercado

Já, para o mercado, se considera a opinião de empregadores sobre preferências de contratação.

Base: pesquisa Datafolha (2017, 2018 e 2019)

RUF – Indicadores de Inovação

  • Patentes 2%: Número de patentes pedidas pela universidade;
  • Parceria com empresas 2%: Quantidade de estudos da universidade em parceria com o setor produtivo.

Bases: Fontes: Web of Science (2012 a 2016) e INPI (2008-2017).

Internacionalização

  • Citações internacionais por docente 2%: Média de citações internacionais pelos trabalhos dos docentes;
  • Publicações em coautoria internacional 2%: Percentual de publicações em parceria com pesquisadores estrangeiros.

Bases: Web of Science (de 2012 a 2016 para publicações e 2017 para citações).

Como melhorar indicadores das IES

Tendo em vista que o Ranking Universitário da Folha analisa uma série de fatores, e que, muitos deles podem ser melhorados com base em  fomento e gestão, o Mettzer pode auxiliar por meio de sua plataforma que ajuda na captação de recursos para pesquisa, a gestão de projetos e editais, na gestão do conhecimento e no desenvolvimento e orientação dos trabalhos.

Dentro disso, a PUC/PR é um ótimo caso de análise, pois utiliza a nossa solução para captar recursos para pesquisa e aparece muito bem colocada no RUF.

Entre em contato agora mesmo para aumentar a captação de recursos e reduzir diversos custos no processo de gestão e desenvolvimento de pesquisas, e melhore a posição da sua universidade no RUF em 2020!

O que você achou disso?

Mande corações

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Junte-se aos mais de 750 mil estudantes que usam o Mettzer todos os dias

Das anotações de aulas até a tese de doutorado

Você nem precisa cadastrar o cartão para testar!

Contato


Parque Tecnológico Alfa – módulo 10, SC-401 – João Paulo, Florianópolis – SC, 88030-000
suporte@mettzer.com

Recursos



A plataforma que ajuda estudantes, pesquisadores e universidades a desenvolver pesquisas e trabalhos acadêmicos.