Mestrado: conteúdo completo sobre esse tipo de pós-graduação

Compartilhe esse post:
Tempo médio de leitura: 6 minutos

O Mestrado é um grau acadêmico concedido por uma instituição de ensino superior, que normalmente fica entre a licenciatura ou bacharelado e o doutorado.


O que é Mestrado?

O mestrado é um curso de pós graduação destinado a formar pesquisadores em áreas específicas do conhecimento.

Ou seja, é um grau acadêmico concedido por uma instituição de ensino superior, normalmente por uma universidade. Na hierarquia dos graus acadêmico, o mestrado está entre a licenciatura ou bacharelado e o doutorado.

Por isso, o mestrado é considerado um curso de pós-graduação stricto sensu.

Ao completar o curso de mestrado você receberá o título de mestre ou mestra na área específica que foi estudada.

Para tanto, deve-se apresentar uma dissertação sobre determinado tema que seja de interesse para o ramo de estudo escolhido.

Além de escrever a dissertação, ela também deverá ser defendida em uma banca qualificada formada por, pelo menos, doutores e doutoras, ou profissionais com notório saber na área.

Qual é o tempo de um mestrado?

A duração de um curso de mestrado é de 18 a 24 meses, podendo se estender até, no máximo, 5 anos em casos onde a pesquisa atrase e se tenha autorização.

Isso muda em casos de mestrado profissional, quando o curso passa a durar de 12 a 18 meses.

Mestrado profissional

Além disso, outra modalidade que está ganhando espaço é o mestrado profissional.

Este tem o enfoque de qualificar mestres para o mercado de trabalho, ao contrário do modelo tradicional de mestrado que encaminha o aluno para o meio acadêmico.

O Mestrado Profissional está orientado pela Portaria MEC nº 389, de 23 de março de 2017.

O que é stricto sensu?

Pós-graduação Stricto Sensu

Stricto sensu é uma expressão latina que significa “em sentido estrito”.

Assim, é utilizada para referir que determinada interpretação deve ser compreendida no seu sentido estrito.

Além da classificação da pós-graduação, ela também pode ser utilizada em outros idiomas, além de áreas de estudo específicas como Biologia, Direito, Linguística, Semiótica, dentre outras.

No Brasil, as expressões latinas “lato sensu” e “stricto sensu” foram introduzida no sistema de ensino para distinguir os cursos de pós-graduação de menor ou maior nível.

Lato sensu

Lato Sensu significa “em sentido amplo” e compreende os cursos de pós-graduação voltados para alguma especialização. Somente poderão participar de um curso Lato Sensu aqueles que tiverem concluído alguma graduação, independente da área.

Normalmente, a pós-graduação é escolhida por aqueles que já trabalham, seja para auxiliar na sua profissão, no seu emprego atual ou para buscar novas oportunidades (reposicionamento do mercado de trabalho).

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), os cursos da modalidade Lato Sensu devem ter, no mínimo, 360 horas de duração. Os alunos que completarem essa pós-graduação não receberão um diploma, mas um certificado comprovando a conclusão do curso.

Quem pode cursar?

De acordo a Resolução nº 1/2007, artigo 1º, parágrafo 3, estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC)

apenas portadores de diploma de curso superior podem fazer matrícula em cursos de pós-graduação lato sensu.

Portanto, apenas estudantes que finalizaram a graduação e colaram grau sem nenhuma dependência podem iniciar qualquer especialização.

O mesmo vale para cursos de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado).

Mestrado e doutorado: principais diferenças

O doutorado normalmente está vinculado à capacitação como pesquisador ou pesquisadora. Assim como o Pós-Doutorado e/ou a livre-docência.

Entretanto, recorde-se que o mestrado não é pré-condição obrigatória para o ingresso no doutorado.

Pessoas com bom desempenho ou notório saber podem ser aceitos diretamente em alguns programas de doutorado, dependendo do edital.

Diferença no tempo de duração

Uma das grandes diferenças é o tempo de duração de cada um dos cursos.

Enquanto o mestrado tem duração média de dois anos, o doutorado pode variar entre quatro e cinco anos.

Imersão na pesquisa

A segunda maior diferença está na intensidade e profundidade do que está sendo estudado.

Enquanto o mestrado traz um estudo maior sobre alguma área ou assunto vistos durante a graduação. E é normalmente indicado para quem gosta da pesquisa e da área acadêmica.

O doutorado, por sua vez, é indicado para quem quer aprofundar ainda mais o seu conhecimento sobre determinada área, atuando diretamente na pesquisa.

Trabalho de conclusão

Ainda, o trabalho de conclusão de ambos é bastante diferente entre essas pós-graduações.

Neste sentido, no mestrado a orientação também envolve a seleção das disciplinas e o acompanhamento na elaboração de sua dissertação.

A dissertação é o resultado das pesquisas realizadas durante o curso e não precisa ser inédito.

Já, no doutorado quem pretende se candidatar deverá entregar um projeto de pesquisa para elaborar uma tese, que deve ser inédita e representar um avanço no conhecimento da área pesquisada.

Mestrado no Brasil

No Brasil o Mestrado é o primeiro nível de um curso de pós-graduação stricto sensu, que tem como objetivo, e se organiza da seguinte forma: Os cursos de mestrados, assim como os de doutorado, são formados exclusivamente por professores doutores, com suas respectivas linhas de pesquisa e profunda experiência na sua área.

Assim, os alunos propõem um projeto de mestrado para ser aceito num determinado programa.

Você pode consultar a lista dos programas de pós-graduação no Brasil, com seus respectivos conceitos se encontra na página da CAPES.

Além de frequentar disciplinas avançadas, que incluem uma parcela significativa de pesquisa bibliográfica individual, de leitura e de trabalho de interpretação, é desenvolvido um trabalho de pesquisa científica, que deve ser apresentado em forma dissertativa. Esta pesquisa pode ser realizada através de inúmeros tipos de pesquisa.

A banca examinadora é formada pelo professor orientador e dois professores convidados, especialistas no assunto tratado.

Necessariamente um deles deverá ser de instituição de ensino superior distinta daquela em que se está cursando. Poderão ser convidados especialistas no assunto que não tenham título de Doutor, mas que tenham evidente contribuição naquele campo.

Por outro lado, em alguns países como Portugal, o mestrado é um grau acadêmico incorporado aos cursos de licenciatura.

Com o Processo de Bolonha (acordo que estabelece o Espaço Europeu de Ensino Superior), os estudantes de licenciatura recebem o título de mestres automaticamente, assim que terminam os seus estudos, pois o curso de mestrado é integrado ao de licenciatura.

É obrigatório fazer mestrado antes do doutorado?

Mesmo sabendo que as pós-graduações seguem uma ordem evolutiva de sua complexidade e sobrecarga, considerados os cursos de pós-graduação lato sensu como mais “iniciais” em questão de aprofundamento em uma matéria.

Já os stricto sensu, como o mestrado e doutorado, são mais especializados e “complexos” em relação ao estudo de certo tópico.

Deste modo, o doutorado é considerado como o curso mais profundo e, assim, o que necessita de uma maior dedicação do estudante em relação aos estudos. Mas o mestrado, como você já viu, não é condição obrigatória.

Caso o projeto de pesquisa e o currículo acadêmico do candidato tenham destaque, a universidade pode aceitá-lo no doutorado antes do mestrado.

Contudo, como o doutorado traz uma continuação de uma pesquisa que normalmente se inicia no mestrado, pode haver uma diminuição ou complexificação do conhecimento adquirido pelo estudante.

Mestrado no ensino à distância (ead)

Atualmente, com a ajuda das novas tecnologias de informação e comunicação, o número de cursos de mestrado à distância vem crescendo.

Está é uma modalidade de ensino não-presencial, ou seja, é dispensável a presença física de um professor ou tutor para ministrar as aulas, podendo ser assistidas a partir de computadores em qualquer lugar do mundo, por exemplo.

Entretanto, é necessário que a instituição siga algumas determinações do MEC (Ministério da Educação) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Já a metodologia dos cursos de mestrado EaD deve variar de acordo com o programa da instituição que o oferece.

Mesmo sendo à distância, essas aulas têm encontros e atividades presenciais como provas, qualificação e apresentação da dissertação (sendo que pelo menos um professor da banca deve ser de fora da instituição).

Para poder oferecer um curso de mestrado a distância, a instituição de ensino precisa ser reconhecida pelo MEC. Além disso de submeter o programa à autorização da Capes e comprovar que mantém um grupo de pesquisa na mesa área de conhecimento do curso oferecido.

Se cumpridas essas premissas, o diploma do mestrado EaD terá a mesma validade que o curso presencial.

Mestrado Sanduíche

O mestrado sanduíche possibilita que o estudante realize uma parte do curso em outra instituição do exterior.

Entretanto, as bolsas na modalidade do mestrado são mais escassas que as de doutorado sanduíche, devido a maturidade acadêmica e à concorrência para as oportunidades.

Formatação automática de dissertações nas normas da ABNT

Uma pós-graduação lato sensu vai te ajudar, e muito, na construção de um bom currículo lattes.

Para tanto, você deverá dominar as técnicas da produção científica, que vão desde a metodologia até os tipos de pesquisa.

E para isso, conte com o Mettzer, o editor que formata automaticamente qualquer trabalho nas normas da ABNT.

x

Resumo
Artigo
Mestrado: conteúdo completo sobre esse tipo de pós-graduação
Descrição
O Mestrado é um grau acadêmico concedido por uma instituição de ensino superior, feito após a licenciatura ou bacharelado. Veja o material completo aqui!
Autor
Publicador
Mettzer

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.