Dissertação de mestrado nas normas ABNT: o guia completo

Compartilhe esse post:

Quando chega a hora de fazer a dissertação de mestrado, sempre existe aquela dúvida maior: como aplicar as normas ABNT no trabalho acadêmico? As regras são complicadas e muitas vezes podem acabar causando confusões.

Para te ajudar acertar com as normas ABNT, resolvemos preparar este Guia Completo de Formatação de dissertações de Mestrado. Claro que a dissertação só inicia depois do Projeto de mestrado

Dessa forma, você pode tirar aqui várias dúvidas sobre o que precisa fazer e como fazer.

Vamos lá!

A estrutura das Normas ABNT

As regras ABNT preveem três tipos de elementos como parte da sua dissertação de mestrado: os pré-textuais, os textuais e os pós-textuais.

Diferente da monografia ou TCC, a dissertação de mestrado conta com mais elementos pois, assim como a tese, tem um caráter mais completo. Abaixo você confere uma lista dos elementos:

  1. Pré-Textuais
    1. Capa
    2. Folha de Rosto
    3. Folha de Aprovação
    4. Dedicatória
    5. Agradecimento
    6. Epígrafe
    7. Resumo
    8. Resumo em Inglês
    9. Sumário
    10. Listas
  2. Textuais
    1. Introdução
    2. Desenvolvimento
    3. Conclusão
  3. Pós-Textuais
    1. Referências
    2. Apêndices
    3. Anexo

1.1 – Capa

A Capa é o primeiro elemento a ser observado e é portanto o cartão de visitas do trabalho.

Uma Capa mal formatada é o tipo de primeira impressão que é melhor evitar. Elas deve contar o nome da instituição na primeira linha e o título do trabalho centralizado.

Exatamente no meio do caminho entre o título da dissertação e o da universidade deve vir o autor. Nas duas últimas linhas, o local onde a publicação foi feita e o ano.

As margens da capa, bem como do restante de todo o trabalho, devem ser de 3 centímetros no topo e à esquerda e de dois centímetros abaixo e à direita.

Todo o texto da capa deve estar alinhado como centralizado.

1.2 – Folha de Rosto

A folha de rosto tem como função conter dados sobre o trabalho que poderiam estragar a estética da capa. O nome dessas informações é Nota de Indicação.

Para formatar a folha de rosto, basta copiar a capa e tirar a instituição do topo.

Coloca-se então a Nota de Indicação, que é uma descrição curta do trabalho, entre o título e os dados das linhas inferiores, subindo o nome do autor e o título na página.

A Nota de Indicação deve estar recuada cerca de sete ou oito centímetros da margem da esquerda.

1.3 – Folha de Aprovação

Normalmente é fornecida pela secretaria do departamento responsável pela sua pós-graduação. Contém espaços para os nomes dos professores da banca e para suas notas.

1.4 – Dedicatória

A Dedicatória ocupa uma folha própria e deve estar nas últimas linhas da folha, com um recuo de oito centímetros com relação à margem da esquerda. É onde o autor homenageia alguém ou algo sem o qual não poderia concluir seu trabalho.

1.5 – Agradecimentos

A folha seguinte à Dedicatória carrega os Agradecimentos. O autor deve listar todas as pessoas que acredita mereceram menção em sua dissertação de mestrado por terem sido relevantes em sua vida ou para sua pesquisa.

1.6 – Epígrafe

O autor da dissertação pode optar por fazer a epígrafe ou não. Trata-se de uma citação seguida de autoria, necessariamente relacionada com o assunto tratado no trabalho. Deve ser formatado nas normas ABNT da mesma forma que a Dedicatória.

1.7 – Resumo

O Resumo é uma explicação genérica do conteúdo da dissertação de mestrado.

Segundo as normas ABNT, você deve escrever Resumo no topo da folha, centralizado, e então pular dois espaços duplos.

Em seguida, deve fazer uma sequência de frases concisas e objetivas que não ultrapassem 500 caracteres totais, descrevendo o assunto abordado na dissertação.

Deve então pular mais dois espaços duplos e escrever “Palavras-chave:”, seguido de quaisquer palavras que possam descrever de forma ainda mais resumida o assunto do trabalho, facilitando o trabalho de pesquisa.

1.8 – Resumo em Inglês

Para fazer o resumo em Inglês, também conhecido como Abstract você pode simplesmente traduzir frase a frase seu Resumo. A formatação também é idêntica.

1.9 – Sumário

O Sumário é a paginação da dissertação de mestrado, descrevendo em que página podem ser encontradas as informações. Por isso costuma ser o último elemento a ser feito.

Para formatar o Sumário, você vai precisar listar mais do que simplesmente os elementos. Deve também descrever as páginas onde vão se encontrar, por exemplo, cada capítulo dos elementos textuais, com seus títulos.

1.10 – Lista de Ilustrações

A Lista de Ilustrações funciona como um Sumário, mas ao invés de descrever onde encontrar o texto, descreve em que página da dissertação você vai achar cada uma das ilustrações utilizadas para auxiliar o trabalho acadêmico.

Só deve ser usado como elemento da dissertação se houver ilustrações.

1.11 – Lista de Tabelas

Assim como a Lista de Ilustrações, a de Tabelas também é um sumário específico e não obrigatório, dessa vez das tabulações de dados. Caso não se faça uso de tabelas de dados, ela pode ser retirada do trabalho acadêmico.

1.12 – Lista de Abreviaturas e Siglas

Diferente das listas anteriores, esta não apresenta número de páginas. É na verdade uma listagem em ordem alfabéticas de todas as abreviações e siglas usadas ao longo do trabalho para economizar espaço e tempo.

As explicações de suas origens são concentradas aqui para evitar que o leitor perca tempo procurando em meio ao texto o que cada uma significa.

1.13 – Lista de Símbolos

Funciona como a Lista de Abreviaturas, mas para os símbolos e signos visuais usados ao longo da dissertação para facilitar a passagem de informações, como por exemplo °C para Graus Celsius.

2.1 – Introdução

O primeiro dos elementos textuais é a Introdução, que pode ser dividida em capítulos.

Como todos os elementos textuais, ele deve dar início em uma página distinta e com o título do elemento na primeira linha. Após a palavra Introdução, deve-se pular um espaço de mais ou menos um centímetro e meio antes de começar a redigir o texto.

A numeração progressiva deve seguir como 1.1, 1.2 e assim por diante.

As margens dos elementos textuais continuam 3 centímetros acima e à esquerda e 2 centímetros à direita e abaixo.

2.2 – Desenvolvimento

As regras de formatação do Desenvolvimento são as mesmas da Introdução. Ele também deve ser iniciado em uma página distinta.

2.3 – Conclusão

Da mesma forma que os demais elementos textuais, a Conclusão deve começar em uma página própria. As mesmas regras de formatação se aplicam à esse elemento da dissertação.

3.1 – Referências

As Referências dizem respeito aos dados de onde as citações e dados foram retirados. Deve estar em ordem alfabética a partir do sobrenome do autor principal.

Existem várias regras específicas para cada tipo de obra referenciado. Você pode verificar cada uma no nosso texto sobre referências bibliográficas.

3.2 – Apêndices

São textos feitos pelo autor que representam valor argumentativo com relação às ideias defendidas dentro dos elementos textuais, mas que caso fossem aplicados dentre eles acabariam atrapalhando o fluxo de texto.

Devem ser listados com um Sumário próprio, com o título de cada Apêndice seguido da página onde se encontra.

Os Apêndices podem ser usados, por exemplo, para explicar os aparatos utilizados na pesquisa de forma mais aprofundada ou de forma a explicar conceitos que exigem mais do que as referências para serem entendidos dentro da dissertação de mestrado.

3.3 – Anexos

Para as normas ABNT, a diferença de um anexo e um apêndice é que estes últimos são de autoria do mesmo responsável pela obra onde estão conectados, enquanto os primeiros são de outras autorias.

Você pode se utilizar de todo tipo de trabalho acadêmico ou artigo como anexo, desde que consiga a autorização do autor original dos textos. A formatação do elemento Anexos tem o mesmo formato que a dos Apêndices.

Achou tudo muito complicado? Calma, existe uma forma de simplificar tudo isso.

Estamos falando do Mettzer, um editor de textos especializado em artigos acadêmicos com ferramentas perfeitas para te ajudar a formatar sua dissertação de mestrado dentro das normas ABNT.

Resumo
Artigo
Como formatar Dissertação de mestrado nas Normas ABNT
Descrição
Para te ajudar acertar com as normas ABNT, resolvemos preparar este Guia Completo de Formatação de Dissertações. Vamos lá!
Autor
Publicador
Mettzer

2 comentários sobre “Dissertação de mestrado nas normas ABNT: o guia completo”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.