Estudo de caso: como utilizar em TCC, pesquisa científica e negócios

Compartilhe esse post:
Tempo médio de leitura: 6 minutos

O estudo de caso visa analisar um tema observado na realidade e explicar como e porque ele ocorre, identificando os fatores que contribuem para que o tema em questão se materialize.


O que é o estudo de caso

Em termos gerais, o estudo de caso busca analisar um tema observado na realidade, explicando como e porque ele ocorre. Além de identificar os fatores que contribuem para que o tema em questão se materialize.

Neste sentido, um estudo de caso se propõe a identificar um problema, analisar as evidências, desenvolver argumentos lógicos, avaliar e propor soluções.

Este é um dos inúmeros tipos de pesquisa, e se vale da coleta de dados qualitativos, sendo que esta coleta pode ocorrer por meio de um ou mais métodos, e não segue uma linha de investigação rígida.

Qual é o objeto do estudo de caso?

O objeto do estudo de caso pode ser qualquer unidade individual, como uma pessoa, um grupo, uma comunidade, uma organização, etc.

Qual é a utilidade?

Um estudo de caso busca descrever e analisar uma situação ou um problema único, mas onde há diversas variáveis a serem investigadas.

É com a investigação de todas as variáveis que será possível compilar os resultados obtidos para a formulação de conclusões sobre aquele tema estudado.

Deste modo, a utilidade do estudo de caso é mais clara em situações onde se quer utilizar um exemplo real para explicar um fenômeno descrito na teoria ou quando se quer compreender as causas de algo, por exemplo.

Essas aplicações tornam o estudo de caso uma ótima abordagem para se utilizar em monografias e TCCs, pois é capaz de gerar muitas informações e explicar de forma mais clara um determinado problema.

Como elaborar um estudo de caso

Para realizar o estudo de caso, é preciso saber escolher quais procedimentos devem ser adotados para se chegar ao objetivo da investigação.

Essa é uma parte fundamental da elaboração do estudo de caso, pois esta abordagem não prescreve métodos rígidos de pesquisa que devem ser seguidos, sendo que o autor do estudo tem a liberdade de escolher a metodologia de coleta de dados mais adequada à sua pesquisa.

Também é preciso selecionar quais serão as ferramentas utilizadas para a investigação, uma vez que o estudo de caso não ocorre totalmente dentro de uma biblioteca, mas também demanda uma pesquisa de campo.

Deste modo, é preciso reunir recursos que serão importantes para a elaboração da pesquisa, tais como:

  • Obter acesso ao objeto do estudo;
  • Selecionar entrevistados-chave;
  • Desenvolver um procedimento para coleta de dados e análise de dados;
  •  Estabelecer uma agenda clara com as atividades de pesquisa;
  • Outros itens que podem ser necessários para o estudo de caso.

Após coletar e analisar os dados, você terá as evidências do seu caso, que são constituídas pelos resultados das análises realizadas.

As fontes de evidências constituem-se de toda a documentação, registro, entrevistas, observação direta e demais recursos que você tenha considerado pertinentes para o estudo.

A partir das evidências encontradas, você poderá cruzar os resultados da sua investigação com as teorias que servem de fundamentação, criando um cenário onde você pode mostrar a aplicação prática de uma teoria e suas consequências, trazendo muito mais solidez para seu trabalho acadêmico.

É importante ter em mente que o principal objetivo de um trabalho acadêmico é gerar conhecimento sobre um fato, uma situação, um problema, etc, e o estudo de caso é uma ótima técnica de pesquisa para explicar um contexto.

Exemplos de estudo de caso

Como utilizar na área acadêmica

Segundo Gil (2007, p. 54), esta modalidade de pesquisa é largamente utilizada nas ciências biomédicas e sociais.

Ainda, para Alves-Mazzotti (2006, p. 640), os exemplos mais comuns para esse tipo de estudo são os que focalizam apenas uma unidade:

  • um indivíduo (como os casos clínicos descritos por Freud);
  • um pequeno grupo (como o estudo de Paul Willis sobre um grupo de rapazes da classe trabalhadora inglesa);
  • uma instituição (como uma escola, um hospital), um programa (como o Bolsa Família)
  • um evento (a eleição do diretor de uma escola).

Entretanto, segundo a autora, podemos ter também estudos de casos múltiplos, onde vários estudos são conduzidos simultaneamente.

Por exemplo: vários indivíduos (como, por exemplo, professores alfabetizadores bem-sucedidos), várias instituições (como, por exemplo, diferentes escolas que estão desenvolvendo um mesmo projeto).

Exemplo da utilização do estudo de caso em TCC

Além disso, conversamos com o jornalista, mestre e doutorando interdisciplinar em Ciências Humanas João Marcelo Faxina, que deu uma ótima contribuição sobre o assunto.

Durante a graduação em jornalismo, utilizei o estudo de caso como um dos métodos de meu trabalho de conclusão de curso (TCC), que buscou investigar as tensões e sobreposições entre os campos da saúde e da beleza em uma revista de circulação nacional. Uma vez a pesquisa em questão envolvia a análise de poucos objetos – matérias jornalísticas – de modo a conhecê-los em profundidade, a escolha pareceu adequada a esse propósito. Além disso, acredito que uma das vantagens desse método é sua versatilidade, já que pode ser combinado a outras ferramentas, qualitativas ou quantitativas. Eu o associei, por exemplo, à análise de conteúdo e também a uma perspectiva discursiva (Análise Crítica do Discurso).

Devo adotar o estudo de caso no meu TCC?

A principal questão, conforme explicou João Marcelo Faxina, está relacionada ao tamanho do corpus, que deve compatível com as exigências da aplicação do método.

Quanto às desvantagens, uma delas se dá pelo fato de que muitas vezes “estudo de caso” parece servir a tudo, não demandando definições metodológicas mais precisas, o que pode atrapalhar o desenvolvimento da investigação.

Ademais, o estudo de caso privilegia um evento da realidade, logo a tentação de descrevê-lo como “único” ou excepcional é grande.

Deste modo, deve-se atentar para que aquele corpus seja pensado em uma teia de relações, discursivas ou não, que são significativas e que existem por si só, mas que não podem ser pensadas como completamente autônomas de outros fatos sociais.

Da área acadêmica para a área de negócios

Neste mesmo sentido, a metodologia do estudo de caso pode ser utilizada em modelos de negócios.

Ainda que os objetivos e resultados tenham um viés um pouco diferente, a metodologia aplicada tem os mesmos princípios.

Assim, uma boa estratégia é aliar o estudo de casos do TCC a uma estratégia de negócio, o que já pode ser uma oportunidade de aumentar o seu portfólio e abrir espaço mercado de trabalho.

Segundo o Insper:

um dos principais desafios das instituições de ensino superior é preparar profissionais competentes para enfrentar o dia-a-dia em um ambiente de trabalho competitivo, que muda frequentemente e que demanda decisões rápidas e trabalho em equipe.

Deste modo, o estudo de caso se torna um aliado pedagógico eficiente para apoiar o desenvolvimento dessas competências, ao colocar o aluno no papel de protagonista em situações realistas e complexas que simulam o cotidiano corporativo.

Para exemplificar, utilizamos a lista abaixo dos casos também do Insper.

Administração, Organizações e Estratégia (AE)
Comportamento Organizacional e Recursos Humanos (CR)
Finanças (FF)
Marketing (MK)
Operações e Tecnologia (OP)

Formatação de estudo de caso nas normas da ABNT

De todos os estudos de caso e das possibilidades, além da metodologia, outra característica em comum será a necessidade de descreve-los.

Isto porque, para ser um estudo, deve-se ter um resultado apto para publicação e publicização, ou, em âmbito privado, para a leitura e estudo.

Neste sentido, você pode utilizar o Mettzer, o editor que formata automaticamente qualquer trabalho dentro das normas da ABNT.

Referências

ALVES-MAZZOTTI, A. J.; GEWANDSZNAJDER, F. O método nas ciências naturais e sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. São Paulo: Pioneira, 1998.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002. Apostila.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

Resumo
Artigo
Estudo de caso: como utilizar em TCC, pesquisa científica e negócios
Descrição
O estudo de caso se propõe a identificar um problema, analisar as evidências, desenvolver argumentos lógicos, avaliar e propor soluções. Veja o material!
Autor
Publicador
Mettzer

Um comentário sobre “Estudo de caso: como utilizar em TCC, pesquisa científica e negócios”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.