Um guia rápido sobre metodologia da pesquisa

compartilhe

De modo geral, a metodologia de pesquisa é o caminho que o trabalho vai seguir para alcançar seus objetivos.

Publicado em 25/09/2019. | Atualizado em 03/02/2022.


Não tem como fugir. É fundamental definir a metodologia de pesquisa do seu trabalho antes de começar a escrever.

Eu sei que é bastante comum que universitários achem esse tema bastante complexo e deixem pra lá. No entanto, a metodologia é essencial para dar rigor científico ao trabalho.

Sem contar que, depois que se entende bem esses conceitos, o desenvolvimento da pesquisa fica muito mais simples.

Bom. Já viu que não dá pra pular essa etapa, né?

Pensando nisso, preparei esse post para te explicar os conceitos que envolve a metodologia e como descrevê-la no seu trabalho.

Ao final, espero que você se sinta confortável para escolher o que melhor se adapta aos objetivos do seu trabalho.

Mas, se ficar com alguma dúvida, não deixa de me escrever. Combinado? 🙂

Por que escolher uma metodologia de pesquisa?

Antes de escrever qualquer conteúdo do seu projeto, você precisa ter clareza sobre os processos e os modo de execução que seguirá no trabalho.

Nesse ponto, é importante explicar que a metodologia é um conjunto de processos de um trabalho acadêmico.

A partir da metodologia, a pesquisa ganha autenticidade, confiabilidade e valor científico.

Vou explicar melhor. A pesquisa científica é a investigação de um fenômeno. O objetivo de qualquer pesquisa vai ser sempre encontrar a solução para algum problema. É por isso que todos os professores dizem que toda pesquisa parte de um problema de pesquisa.

Para realizar essa construção e chegar à uma metodologia ideal para seu trabalho, é necessário selecionar as técnicas e abordagens mais adequadas ao seu tema.

É através da metodologia que você vai ter clareza sobre o caminho que precisa seguir para atingir os objetivos, além de facilitar a compreensão de quem vai ler o seu estudo.

Por fim, você deve descrever esse caminho. É o que possibilitará que outras pessoas repitam os testes e alcancem os mesmos resultados. Ou resultados diferentes. Essa possibilidade de falseabilidade é o que define o método científico.

O que é metodologia de pesquisa?

A metodologia de pesquisa nada mais é do que a descrição do processo de pesquisa do trabalho. Isto é, a definição de quais serão os procedimentos para a coleta e para a análise da dados.

Isso significa que delimitar uma metodologia não é adotar um conjunto de diretrizes fixas que se deve seguir à risca. Mas construir um procedimento de pesquisa que se adapte aos objetivos do trabalho.

Depois de escolher as etapas e procedimentos, você vai precisar apenas formalizar suas escolhas e descrevê-las no trabalho. Também é fundamental justificar as suas escolhas.

Nesse contexto, você precisa definir:

  • o tipo de pesquisa;
  • os instrumentos utilizados na coleta de dados;
  • a amostragem;
  • os procedimentos da coleta dos dados;
  • os procedimentos para análise e interpretação dos dados.

Tipos de metodologia de pesquisa

A metodologia da pesquisa compreende uma série de tipos de pesquisa. É por isso que, para descrever a metodologia do seu trabalho, você deve fazer escolhas estratégicas dentre:

  • Abordagem do trabalho
  • Natureza da pesquisa
  • Objetivos do TCC
  • Procedimentos

Antes de escolher, você precisa ficar por dentro do que cada tipo de metodologia representa. Vamos lá.

Metodologia TCC quanto aos procedimentos

Os procedimentos técnicos são as características práticas de uma pesquisa.

Quanto aos procedimentos técnicos, as pesquisas são bibliográfica, documental, experimental, ex-post facto, estudo de coorte, levantamento, estudo de campo, estudo de caso, pesquisa-ação e pesquisa participante.

Pesquisa bibliográfica

pesquisa bibliográfica utiliza materiais e outras pesquisas como fontes. Em geral, usam-se livros e artigos científicos.

Pesquisa documental

pesquisa documental difere-se da pesquisa bibliográfica apenas pela natureza das fontes. As fontes da pesquisa documental são documentos. Usa-se, por exemplo, cartas, diários, regulamentos, ofícios.

Pesquisa experimental

pesquisa experimental é realizada a partir da delimitação de um objeto de estudo e a seleção de variáveis que seriam capazes de influenciá-lo. A partir de então, define-se formas de controle e de observação dos efeitos que a variável produz no objeto.

Um exemplo dessa pesquisa é um teste de laboratório.

Pesquisa Ex-Post Facto

Ex-Post Facto significa “a partir do fato passado”. A pesquisa Ex-Post Facto é realizada em momento posterior aos fatos e tem como objetivo analisar a existência de relações entre variáveis.

Em outras palavras, essa pesquisa tem o objetivo de analisar os impactos de um fato passado no tempo atual.

Estudo de coorte

O estudo de coorte ocorre a partir da análise de um grupo de pessoas com características em comum. A análise desse grupo vai constituir uma amostra.

Levantamento

O levantamento é o questionamento direto com pessoas relevantes ao objeto de pesquisa. Após a coleta, é feita uma análise quantitativa dos dados obtidos.

A partir do levantamento feito com integrantes de um grupo pesquisado, obtém-se um censo.

Pesquisa de campo

pesquisa de campo é uma análise mais profunda de dados coletados de determinado grupo pesquisado. Assim como o levantamento, também é feito questionamento direto às pessoas relevantes ao objetivo da pesquisa.

O pesquisador realiza a pesquisa pessoalmente, no local que ocorre o fenômeno. É um procedimento que exige bastante disponibilidade do pesquisador.

Estudo de caso

estudo de caso é um estudo profundo e exaustivo de um ou de poucos objetos. Dentre os propósitos do estudo de caso, verifica-se a intenção de explorar e descrever situações reais, formular hipóteses, desenvolver teorias e explicar variáveis de causa de um fenômeno complexo.

Pesquisa-ação

A pesquisa-ação acontece quando os pesquisadores se envolvem ativamente, de forma cooperativa e participativa, com o grupo de pessoas do fenômeno estudado.

Pesquisa participante

pesquisa-participante acontece quando o objeto de estudo também se envolve na análise de sua própria realidade. Como, por exemplo, quando uma comunidade estudada passa a analisar os dados de sua própria realidade.

A pesquisa-participante tem um caráter participativo e objetiva promover transformação social para o grupo estudado.

Quanto à abordagem

A abordagem da pesquisa refere-se à forma que se faz a análise dos dados coletados. É o caminho para compreender o objeto de pesquisa. Pode ter características quantitativas, qualitativas ou a combinação de ambas.

 Qualitativa

A pesquisa qualitativa busca compreender os fenômenos a partir de sua explicação e motivos. A interpretação e a análise dos dados atribuem significados aos fenômenos.

A análise dos dados leva em consideração as subjetividades e os nuances que não são quantificáveis. É mais comum em pesquisas das Ciências Humanas.

Quantitativa

A pesquisa quantitativa busca compreender os fenômenos a partir da tradução dos dados em métricas e números. Ou seja, a análise feita a partir da quantificação dos dados.

Para isso, costuma-se usar gráficos, tabelas e porcentagens. De forma geral, utilizam instrumentos padronizados, como questionários. É mais comum em pesquisas das Ciências Exatas.

Quali-quantitativas

As pesquisas quali-quantitativas combinam elementos da pesquisa quantitativa com a qualitativa.

De forma geral, a pesquisa se divide em duas partes. Na primeira parte, se faz a análise quantitativa dos dados. Depois, passa-se a uma análise mais subjetiva dos dados, que é qualitativa.

Quanto à natureza

A natureza da pesquisa relaciona-se à contribuição de suas conclusões à ciência. Quanto à natureza, as pesquisas podem ser básicas ou aplicadas.

Básica

pesquisa básica objetiva gerar conhecimentos novos para o avanço da ciência. Contudo, não se preocupa com a aplicação prática desses conhecimentos.

Isso significa que a contribuição da pesquisa à ciência não é imediata. Normalmente, as pesquisas básicas envolvem verdades e valores universais.

Aplicada

pesquisa aplicada também objetiva gerar conhecimentos novos. Entretanto, tem o foco de aplicar esses conhecimentos para solucionar problemas específicos.

Há, portanto, a preocupação com a aplicação prática da pesquisa. De forma geral, as pesquisas aplicadas envolvem interesses específicos de um lugar.

Quanto aos objetivos

Quanto aos objetivos, as pesquisas podem ser exploratórias, descritivas ou explicativas. Trata-se do grau de familiaridade do tema e o quanto será aprofundado.

Exploratória

A pesquisa exploratória tem o objetivo de conquistar maior familiaridade na compreensão de um fenômeno que foi pouco estudado. Ou seja, casos que não existem tantos dados e informações disponíveis.

Costuma-se estar associada à pesquisa bibliográfica e ao estudo de caso. Um estudo de caso em uma comunidade indígena recém descoberta na Amazônia, por exemplo, é um caso de pesquisa exploratória.

Descritiva

A pesquisa descritiva é a que descreve um fenômeno ou objeto de estudo e analisa a relação entre suas variáveis.

Em termos gerais, a pesquisa científica apresenta o levantamento e o registro de características de um fenômeno. Como, por exemplo, a distribuição por gênero de específico grupo de consumidores de um produto.

Para tanto, costuma-se utilizar instrumentos de coleta de dados padronizados, como questionários.

Explicativa

A pesquisa explicativa exige maior grau de complexidade. Por esse motivo, encontra-se em dissertações de mestrado e em teses de doutorado. A preocupação central desse tipo de pesquisa é identificar e explicar fatores que contribuem para a ocorrência de determinados fenômenos.

É o tipo de pesquisa com maior aprofundamento, porque objetiva explicar a realidade. Uma pesquisa para explicar o motivo de faltar água em determinados bairros de uma cidade é um exemplo de pesquisa explicativa.

Tipos de metodologia de pesquisa
Tipos de metodologia de pesquisa

Como descrever a metodologia do trabalho?

Você já sabe que, além de escolher a metodologia, você precisará descrevê-la e justificar os motivos que te levaram a escolher dessa forma.

É por isso que você deve criar um subtítulo “procedimentos metodológicos” ou “metodologia” no seu trabalho e seguir a seguinte estrutura.

Propósito

Em primeiro lugar, você deve definir e explicar o propósito da pesquisa. Ou seja: qual é a finalidade do seu trabalho.

Essa parte deve ser breve. Pense em algo entre um ou dois parágrafos, já que não é uma questão muito problemática ou polêmica.

Abordagem

Na sequência, você deve focar na abordagem do trabalho. Isso significa explicar como serão analisados os dados da pesquisa: serão dados qualitativos ou quantitativos?

Lembre-se, contudo, que uma abordagem não exclui a outra. É possível combinar uma análise quantitativa-qualitativa ao fazer pesquisas acadêmicas.

Técnicas ou procedimentos

Por último, você deve selecionar as técnicas para a coleta de dados do trabalho. Como você já sabe, deve-se escolher apenas os métodos que servem para alcançar o objetivo da pesquisa.

Quer dizer: escolha apenas os procedimentos que fazem sentido para seu trabalho.

Editor de formatação automática nas normas da ABNT

Além do mais, você não pode esquecer que independentemente do tipo de trabalho – TCC, monografia, artigo, tese ou dissertação – você precisa seguir as normas da ABNT. A boa notícia é que você não precisa passar por isso sozinha.

Para formatar todos seu trabalho, conte com a gente e use a tecnologia ao seu favor 🙂

Mettzer é o melhor editor de texto do mercado, que formata qualquer trabalho nas normas da ABNT de forma automática.

Apresentação Geral - Mettzer

Basta você inserir suas informações e pronto! Seu trabalho será formatado de forma automática.

Que tal fazer um teste gratuito por 7 dias? 🙂

O que é metodologia de pesquisa?

A metodologia é um conjunto de processos para alcançar os objetivos do trabalho.

Quanto à abordagem, quais os tipos de metodologia de pesquisa existem?

Pesquisa qualitativa e quantitativa.

Quanto à natureza, quais os tipos de metodologia de pesquisa existem?

Pesquisa básica e aplicada.

Quanto aos objetivos, quais os tipos de metodologia de pesquisa existem?

Pesquisa exploratória, descritiva e explicativa.

compartilhe

12 comentários em “Um guia rápido sobre metodologia da pesquisa”

  1. Não tenho o hábito de postar comentários. Mas, após ler este artigo, não deu para “passar batido” .
    Bem que alguns professores de metodologia poderiam ler esta página….

    Responder
  2. Os métodos de abordagem não seriam: métodos (ou raciocínio) dedutivo ou Indutivo, hipotético-dedutivo, dialético? Ou nas ciências humanas/socais não se usa dessa forma?

    Responder
    • Oi, Marcos.

      Sim. Os métodos de abordagem são esses. Temos um post bem completo sobre isso.
      Mas a pesquisa também pode ser caracterizada quanto à abordagem. Nesse caso, é quali, quanti, quali-quanti.
      São coisas diferentes 🙂

      Um abraço!

      Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Teste agora nosso editor que formata trabalhos nas Normas da ABNT e APA

Modelos customizáveis de acordo com sua universidade