Pesquisa descritiva: conceito, características e aplicação

Compartilhe esse post:

A pesquisa descritiva, como o nome já diz, é aquela que descreve uma realidade de forma imparcial, sem interferências de quem está pesquisando.


1. O que é pesquisa descritiva?

O conceito de pesquisa descritiva pode ser definido como aquela que descreve uma realidade, como o próprio nome diz.

Por exemplo, as pesquisas de opinião, as pesquisas eleitorais, as pesquisas de mercado, governamentais são tipos de pesquisas que se encaixam nesta categoria.

Além disso, é uma abordagem de pesquisa bastante encontrada em TCCs e monografias, que tem, pro natureza, caráter mais exploratório ou descritivo.

Aplicação da pesquisa descritiva

Em primeiro lugar, é interessante notar que a pesquisa descritiva não tem uso apenas científico. Ela pode agregar valor também em pesquisas voltadas ao mercado, como é o exemplo do marketing.

Neste sentido, cruzam-se dados mercadológicos existentes, com o objetivo de gerar informações estratégicas para embasar tomadas de decisões.

Por isso este mesmo tipo de pesquisa pode ser aplicado aos consumidores, visando obter informações psicográficas e geográficas, identificar comportamentos, inquietações, desejos e necessidades.

Ou seja, a utilização deste modelo de pesquisa, nestes casos, pode auxiliar na busca de oportunidades para desenvolvimento de novos produtos, mudanças no posicionamento e na comunicação de empresas, produtos ou marcas.

Os populares levantamentos do IBGE, que servem de base para a implementação de políticas públicas ou corporativas, também são bons exemplos da aplicação da pesquisa descritiva.

Nestes casos, a ação intelectual se dá na utilização dos dados obtidos e não na obtenção deles, de modo que o pesquisador não interfere na realidade.

Conforme o princípio da espontaneidade, quando a metodologia está correta, é o objeto pesquisado que oferece as respostas.

2. Como fazer uma pesquisa descritiva?

O sucesso de uma uma pesquisa descritiva é confrontar as hipóteses e correlacionar as variáveis para obter as respostas e analisá-las.

De modo geral, a pesquisa descritiva parte de um amplo grau de generalização.

Para a obtenção das respostas é necessário utilizar o princípio da naturalidade, que implica no estudo dos fatos em seu modo natural, quer dizer: sem influências.

Ainda, outro aspecto importante da pesquisa descritiva é que ela se debruça sobre sistemas em permanente movimento de mudança.

Tomemos o exemplo de uma pesquisa eleitoral cuja realidade refletida pode não ser a mesma ao longo de poucos dias, e dificilmente é. É natural que o resultado de uma pesquisa descritiva não seja definitivo.

Por isso, são modos de pesquisa que devem ser aplicados continuamente, para acompanhar as mudanças e variações do fenômeno pesquisado, cada caso requerendo uma frequência determinada.

Umas das principais características da pesquisa descritiva é naturalidade de suas análises, sem interferências ou julgamentos de cunho pessoal.

Portanto, a pesquisa descritiva segue uma linha de ação, que consiste em observar, interrogar, coletar, analisar, registrar e interpretar.

Fontes de pesquisa descritiva

A pesquisa descritiva pode se utilizar de diversas modalidades de fontes.

Neste conteúdo trouxemos apenas exemplos das principais delas, sem soar limitante.

Inicialmente, e principalmente, a pesquisa descritiva é elaborada a partir de documentos, levantamentos e abordagens de campo.

Neste sentido, algumas técnicas de coleta de dados padronizadas podem ser elaboradas, por exemplo:

  • Uso de questionários;
  • Entrevistas;
  • Observação sistemática;
  • Levantamento de dados;
  • Análise de Documentos;
  • Abordagens de campo;
  • Formulários;
  • Testes diversos.

3. Tipos de pesquisa descritiva

A pesquisa descritiva pode ser encontrada, ou elaborada, em diversas subcategorias. Veja abaixo as principais:

a) Levantamento

Pretende angariar informações sobre práticas ou opiniões atuais de um determinado núcleo populacional.

Levantamento Normativo

Já, esta modalidade de pesquisa tem estritas normas de coleta de dados com relação às amostras.

b) Correlacional

Explora as relações entre as variáveis, com exceção da relação causa x efeito.

Este tipo de pesquisa precede uma pesquisa experimental.

c) Desenvolvimentista

Busca investigar mudanças de comportamento ao longo de um intervalo de tempo, buscando informações sobre as variáveis do estudo.

d) Formação de Consenso

É mediada pelo investigador, pela utilização de questionários sobre projeções de acontecimentos (estudos de caráter exploratório) ou sobre objetivos a serem fixados (estudos de caráter normativo).

e) Estudo de caso

Aborda um fenômeno individual com profundidade para compreender a situação e também situações similares.

Podem ser de cunho interpretativo, quando usam a descrição, ou avaliativos, quando usam descrição e interpretação.

Método do estudo de caso na pesquisa descritiva

Envolve uma análise aprofundada e o estudo de indivíduos ou grupos.

Além disso, leva a uma hipótese e amplia o escopo da investigação de um fenômeno.

No entanto, não são usados ​​para determinar causa e efeito, uma vez que não têm a capacidade de fazer previsões precisas, porque pode haver um viés por parte do pesquisador.

A outra razão pela qual os estudos de caso não são uma maneira precisa de realizar pesquisas descritivas é porque poderia haver um entrevistado atípico e sua descrição levaria a generalizações ruins e a abandonar a validade externa.

f) Análise de trabalho

Busca determinar o foco de um trabalho particular ou o treinamento necessário para que esta demanda tenha sucesso.

4. Método de observação da pesquisa descritiva

O método de observação é o mais eficaz para realizar a investigação descritiva.

Tanto a observação quantitativa como a observação qualitativa são usadas.

Observação quantitativa

Primeiramente, o modo quantitativo visa a coleta objetiva de dados que se concentra principalmente em números e valores.

Os resultados da observação quantitativa são obtidos usando métodos de análise estatística e numérica como idade, forma, peso, volume, escala, etc.

Observação qualitativa

Na observação qualitativa não se envolvem medições ou números, apenas características de monitoramento.

Nesse caso, as características observadas são naturais e eficazes.

Aplicada na pesquisa descritiva, o pesquisador pode escolher entre ser um observador completo, observando como participante, participante observador ou participante completo.

5. Diferença entre pesquisas exploratória, descritiva e explicativa

Pesquisas Exploratórias

Inicialmente, as pesquisas exploratórias visam uma maior familiaridade do pesquisador com o tema, que pode ser construído com base em hipóteses ou intuições.

Os assuntos das pesquisas exploratórias, geralmente, são pouco conhecidos e, por isto, este tipo de pesquisa costuma envolver grandes levantamentos bibliográficos, citações e exemplos que facilitem o entendimento do assunto, além de entrevistas com pessoas que passam pelo problema ou já o superaram.

Deste modo, pesquisas bibliográficas e estudos de caso são muito utilizados nas pesquisas exploratórias, que contam muito com a intuição do pesquisador, dependendo bastante de seu trabalho.

Pesquisa exploratória e descritiva

Ela se assemelha bastante com a pesquisa exploratória em sua metodologia, sendo que a principal diferença é que na pesquisa descritiva o investigador já possui maior familiaridade com o tema analisado.

Portanto, sua principal contribuição é proporcionar uma nova perspectiva sobre determinada realidade já observada.

Pesquisas Descritivas

Neste sentido, as pesquisas descritivas fazem uma análise minuciosa e descritiva do objeto de estudo (população, empresa, governo, situação-problema).

Investe-se na coleta e no levantamento de dados qualitativos, mas, principalmente, quantitativos. Utilizam-se gráficos de sexo, idade, nível de escolaridade e localidade, por exemplo.

A finalidade da pesquisa descritiva é analisar os dados coletados sem que haja a interferência do pesquisador.

Costuma fazer uso de levantamentos para coleta de dados e descreve, minuciosamente, experiências, processos, situações e fenômenos.

Portanto, a principal diferença em relação à pesquisa exploratória é que o assunto pesquisa já é conhecido, já foi estudado, você irá fazer, entretanto, um aprofundamento no tema.

Pesquisas Explicativas

Desta forma, as pesquisas explicativas buscam identificar e explicar as causas de determinado problema do objeto de estudo.

Portanto mostram a realidade ao explicar o porquê das coisas.

Por isso, costumam dar continuidade às pesquisas descritivas e exploratórias, uma vez que oferecem uma visão mais detalhada do assunto e do tema estudado.

Deste modo, a maioria das pesquisas explicativas costumam utilizar dois procedimentos técnicos: o ex-post facto e os e a pesquisa experimental.

Pesquisa exploratória e explicativa

Ao contrário da pesquisa exploratória e da explicativa, a ação intelectual do autor da pesquisa se resume a identificar as relações entre um conjunto de variáveis e informações contidas nos levantamentos feitos e relatórios apresentados.

6. Como desenvolver uma pesquisa descritiva e suas características

A pesquisa descritiva se propõe a estudar, registrar, analisar e interpretar um problema de pesquisa sem a interferência de quem está investigando.

Desta maneira, seu objetivo é identificar características e variáveis que se relacionam com o fenômeno que é objeto de estudo da pesquisa, buscando estabelecer as relações entre todos estes fatores.

Assim, pode-se utilizar diversos métodos para a coleta de dados, como análise documental, estudos de campo, levantamentos, observação e entrevistas, apenas para citar alguns exemplos.

Além disso, ela possui duas características principais, que são a naturalidade, isto é, o problema de pesquisa é analisado em seu estado natural, e um alto grau de generalização, pois as conclusões devem levar em conta todo o conjunto de variáveis que se relacionam com o objeto do estudo.

7. Como formatar trabalhos acadêmicos automaticamente nas normas da ABNT

Por fim, não basta escolher um método ou metodologia para sua pesquisa, artigo científico ou projeto, os resultados da pesquisa também importam muito, e devem ser publicados e publicizados.

Desta forma, a formatação do seu trabalho pode ser feita de forma automatizada com o Mettzer.

O editor que formata qualquer trabalho acadêmico de acordo com as normas ABNT de forma automática e torna produção dos seus trabalhos acadêmicos muito mais prazerosa!

Resumo
Artigo
Pesquisa descritiva: conceito, características e aplicação
Descrição
A pesquisa descritiva se propõe a estudar, registrar, analisar e interpretar a realidade. Neste material reunimos as informações mais relevantes. Confira!
Autor
Publicador
Mettzer

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.