Metodologia científica: aprenda como delimitar na sua pesquisa

|
Tempo médio de leitura: 9 minutos
5
(1)

 A metodologia científica é o conjunto de processos escolhidos para investigar um fenômeno com rigor científico.


Você sabe a diferença entre uma pesquisa científica e o conselho da sua avó de tomar chá de boldo para dor no estômago?

São os métodos e as técnicas científicas. A partir de uma metodologia científica, o pesquisador pode testar, verificar e comprovar fenômenos de forma científica.

É comum que a metodologia científica não seja bem compreendida e que os conceitos sejam confundidos. Contudo, depois que os conceitos são entendidos, o desenvolvimento da pesquisa se torna muito mais simples.

E ainda garantem o rigor científico da pesquisa. Por isso, não podemos pular essa etapa.

Pensando nisso, nós elaboramos esse artigo para explicar os conceitos que envolvem a metodologia da pesquisa para que, ao final, você se sinta confortável para escolher o que melhor se adapta ao seu projeto de pesquisa, TCC ou monografia.

O QUE É METODOLOGIA CIENTÍFICA?

Metodologia científica é um conjunto de processos realizados em um trabalho acadêmico. A partir da metodologia, a pesquisa ganha autenticidade, confiabilidade e valor científico.  

Vamos explicar melhor. A pesquisa científica é a investigação de um fenômeno. O objetivo da pesquisa é encontrar a solução para um problema.

É por isso que todos professores dizem que toda pesquisa parte de um problema.

A metodologia científica é, portanto, o conjunto de procedimentos utilizados nesse processo da investigação. Os procedimentos de investigação são os mecanismos de coleta e de análise de dados.

Por essa razão, a descrição da metodologia científica é a definição de quais procedimentos serão utilizados para a coleta e para a análise dos dados.

Isso não significa dizer que existe um conjunto de diretrizes imutáveis para seguir à risca. Mas que é necessário construir um procedimento de pesquisa que se adapte às necessidades e aos objetivos da pesquisa.

Na construção de uma metodologia de pesquisa ideal, é necessário selecionar as técnicas e as abordagens mais adequadas ao tema de sua monografia.

Depois de escolhidas todas as etapas de investigação, você vai precisar formalizar as opções selecionadas e justificar o que o motivou a optar pelas escolhas que fez. Essa é a descrição da metodologia da sua pesquisa.

É por isso que é necessário conhecer quais as técnicas, métodos e abordagens podem fazer parte de seu processo de investigação. Por isso vamos falar sobre esses conceitos.

A IMPORTÂNCIA DE DESENVOLVER UMA METODOLOGIA CIENTÍFICA

Daí a importância de desenvolver uma metodologia científica que seja adequada ao seu projeto de pesquisa. A aplicação correta e clara da metodologia científica garante o rigor científico da pesquisa. Ou seja, a metodologia científica dá o valor e a confiabilidade científica à pesquisa.

Em outras palavras, protege a pesquisa da subjetividade do pesquisador e a direcionam à produção de conhecimentos válidos e científicos.

Isso quer dizer que uma pesquisa que não segue uma metodologia científica correta ao seu caso ou que é aplicada de forma displicente pode ser reduzida a mera experiência ou intuição do pesquisador.

CLASSIFICAÇÃO TEÓRICA DA METODOLOGIA CIENTÍFICA

Para descrever a metodologia científica de seu trabalho de forma teórica, você deverá escolher estratégias dentre a abordagem, a natureza e os objetivos da pesquisa.  

A metodologia científica pode ser, portanto, classificada teoricamente a partir dessas estratégias. Retomamos conceitos importantes para que você possa fazer a melhor escolha para sua pesquisa.

tipos de pesquisa científica

Quanto à abordagem

A abordagem da pesquisa refere-se à forma que serão analisados os dados coletados. É o caminho mais adequado para compreender o objeto de pesquisa. Pode ter características quantitativas, qualitativas ou a combinação de ambas.

 Qualitativa

A pesquisa qualitativa busca compreender os fenômenos a partir de sua explicação e motivos. A interpretação e a análise dos dados são feitas atribuindo significados aos fenômenos.

A análise dos dados é feita a partir de subjetividades e nuances que não são quantificáveis. É mais comum em pesquisas realizadas nas Ciências Humanas.

Quantitativa

A pesquisa quantitativa busca compreender os fenômenos a partir da tradução dos dados em métricas e números. Ou seja, a análise feita a partir da quantificação dos dados.

Para isso, costuma-se usar gráficos, tabelas e porcentagens. De forma geral, utilizam instrumentos padronizados, como questionários.

É mais comum em pesquisas realizadas nas Ciências Exatas.

Quali-quantitativas

As pesquisas quali-quantitativas combinam elementos da pesquisa quantitativa com a qualitativa.

De forma geral, a pesquisa é dividida em duas partes. Na primeira parte, é feita a análise quantitativa dos dados. Depois, passa-se a uma análise mais subjetiva dos dados, que é qualitativa.

Quanto à natureza

A natureza da pesquisa relaciona-se à contribuição de suas conclusões à ciência. Quanto à natureza, as pesquisas podem ser classificadas como básicas ou aplicadas.

Básica

A pesquisa básica objetiva gerar conhecimentos novos para o avanço da ciência. Contudo, não se preocupa com a aplicação prática desses conhecimentos.

Isso significa que a contribuição da pesquisa à ciência não é imediata. Normalmente, as pesquisas básicas envolvem verdades e valores universais.

Aplicada

A pesquisa aplicada também objetiva gerar conhecimentos novos. Entretanto, tem o foco de aplicar esses conhecimentos para solucionar problemas específicos.

Há, portanto, a preocupação com a aplicação prática da pesquisa. De forma geral, as pesquisas aplicadas envolvem interesses específicos de um lugar.

Quanto aos objetivos

Quanto aos objetivos, as pesquisas podem ser exploratórias, descritivas ou explicativas. Trata-se do grau de familiaridade do tema e o quanto será aprofundado.

Exploratória

A pesquisa exploratória tem o objetivo de conquistar maior familiaridade na compreensão de um fenômeno pouco ou nada estudado. Então, é desenvolvida em casos que não existem tantos dados e informações disponíveis.

Costuma-se estar associada à pesquisa bibliográfica e ao estudo de caso. Um estudo de caso em uma comunidade indígena recém descoberta na Amazônia, por exemplo, é um caso de pesquisa exploratória.

Descritiva

A pesquisa descritiva é a que descreve um fenômeno ou objeto de estudo e analisa a relação entre suas variáveis.

Em termos gerais, a pesquisa científica apresenta o levantamento e o registro de características de um fenômeno. Como, por exemplo, a distribuição por gênero de determinado grupo de consumidores de um produto.

Para tanto, costuma-se utilizar instrumentos de coleta de dados padronizados, como questionários.

Explicativa

A pesquisa explicativa exige maior grau de complexidade. Por esse motivo, encontra-se em dissertações de mestrado e em teses de doutorado. A preocupação central desse tipo de pesquisa é identificar e explicar fatores que contribuem para a ocorrência de determinados fenômenos.

É o tipo de pesquisa com maior aprofundamento, porque objetiva explicar a realidade. Uma pesquisa desenvolvida para explicar o motivo de faltar água em determinados bairros de uma cidade é um exemplo de pesquisa explicativa.

CLASSIFICAÇÃO QUANTO AOS PROCEDIMENTOS TÉCNICOS DA PESQUISA

Os procedimentos técnicos são as características práticas de uma pesquisa.

Quanto aos procedimentos técnicos, as pesquisas podem ser classificadas como bibliográfica, documental, experimental, ex-post facto, estudo de coorte, levantamento, estudo de campo, estudo de caso, pesquisa-ação e pesquisa participante.

Pesquisa bibliográfica

A pesquisa bibliográfica utiliza materiais já elaborados como fontes. Em geral, usam-se livros e artigos científicos.

Pesquisa documental

A pesquisa documental difere-se da pesquisa bibliográfica apenas pela natureza das fontes. As fontes da pesquisa documental são documentos. Usa-se, por exemplo, cartas, diários, regulamentos, ofícios.

Pesquisa experimental

A pesquisa experimental é realizada a partir da delimitação de um objeto de estudo e a seleção de variáveis que seriam capazes de influenciá-lo. A partir de então, define-se formas de controle e de observação dos efeitos que a variável produz no objeto.

Um exemplo dessa pesquisa é um teste de laboratório.

Pesquisa Ex-Post Facto

Ex-Post Facto significa “a partir do fato passado”. A pesquisa Ex-Post Facto é realizada em momento posterior aos fatos e tem como objetivo analisar a existência de relações entre variáveis.

Em outras palavras, essa pesquisa tem o objetivo de analisar os impactos de um fato passado no tempo atual.

Estudo de coorte

O estudo de coorte ocorre a partir da análise de um grupo de pessoas com características em comum. A análise desse grupo vai constituir uma amostra.

Levantamento

O levantamento é o questionamento direto com pessoas relevantes ao objeto de pesquisa. Após a coleta, é feita uma análise quantitativa dos dados obtidos.

A partir do levantamento feito com integrantes de um grupo pesquisado, obtém-se um censo

Pesquisa de campo

A pesquisa de campo é uma análise mais profunda de dados coletados de determinado grupo pesquisado. Assim como o levantamento, também é feito questionamento direto às pessoas relevantes ao objetivo da pesquisa.

O pesquisador realiza a pesquisa pessoalmente, no local que ocorre o fenômeno. É um procedimento que exige bastante disponibilidade do pesquisador.

Estudo de caso

O estudo de caso é um estudo profundo e exaustivo de um ou de poucos objetos. Dentre os propósitos do estudo de caso, verifica-se a intenção de explorar e descrever situações reais, formular hipóteses, desenvolver teorias e explicar variáveis de causa de um fenômeno complexo.

Pesquisa-ação

A pesquisa-ação acontece quando os pesquisadores se envolvem ativamente, de forma cooperativa e participativa, com o grupo de pessoas do fenômeno estudado.

Pesquisa participante

A pesquisa-participante acontece quando o objeto de estudo também se envolve na análise de sua própria realidade. Como, por exemplo, quando uma comunidade estudada passa a analisar os dados de sua própria realidade.

A pesquisa-participante tem um caráter participativo e objetiva promover transformação social para o grupo estudado.

MÉTODO CIENTÍFICO

Para alinhar a metodologia científica de sua pesquisa, você deverá selecionar o método científico que será utilizado.

O método científico é o caminho sistemático que você deve seguir para chegar a uma conclusão. Ou seja, é a estratégia de investigação da pesquisa, que deve seguir regras e padrões específicos.

Tipos de métodos científicos

Método indutivo

O método indutivo é baseado na experiência. Ou seja, a partir de dados particulares obtém-se conclusões gerais sobre um fenômeno. Parte do específico para o geral.

Um exemplo é a pesquisa de intenções de voto em eleições. A partir de um grupo específico de pessoas entrevistadas pressupõe-se o resultado geral das eleições.

Método dedutivo

O método dedutivo parte de dados gerais para inferir conclusões sobre casos específicos. Ou seja, parte-se de uma situação geral para uma específica.

Um exemplo é a aplicação da Constituição Federal. Parte-se de uma lei geral e universal para aplicar em um caso específico.

Método histórico

O método histórico é focado em investigar acontecimentos e ações do passado para entender a influência que exercem no presente.

Um exemplo é a investigação sobre os impactos da aplicação do Plano Real na economia atual do Brasil.

Método comparativo

O método comparativo é o que tenta analisar os pontos similares e os pontos distintos entre indivíduos e fenômenos.

Método tipológico

O tipológico é o método que o pesquisador criar um modelo ou tipo ideal para estudar e compreender fenômenos sociais complexos.

COMO DESCREVER A METODOLOGIA CIENTÍFICA?

A metodologia científica deve ser bem explicada no trabalho acadêmico. Tenha atenção de descrever e contextualizada cada item da metodologia. Não se deve apenas pontuar cada um deles.

Você pode criar um subtítulo de procedimentos metodológicos ou incluir a metodologia como parte da introdução do trabalho.

O ideal que é que você consulte as normas da sua instituição de ensino. Confirme se eles seguem as normas da ABNT. Caso contrário, procure o regulamento do TCC da sua faculdade.

Para organizar suas ideias, siga a estrutura que preparamos:

Natureza da pesquisa

Em primeiro lugar, você precisa delimitar a natureza da pesquisa. Se ela será básica ou aplicada.

Objetivo da pesquisa

Você também precisa descrever os objetivos de sua pesquisa. É ideal que você tenha definido o tipo de pesquisa que será realizado. Se ela será exploratória, descritiva ou explicativa.

Abordagem da pesquisa

Depois, você deve definir como serão trabalhados os dados de sua pesquisa. Se os dados serão analisados de forma quantitativa ou qualitativa.

Lembre-se que uma abordagem não exclui a outra. É bastante comum utilizar uma combinação quantitativa-qualitativa no desenvolvimento de pesquisas acadêmicas.

Métodos utilizados para entender o problema

Nesse tópico, você deve definir quais métodos serão utilizados na pesquisa. Será o método indutivo ou dedutivo? Histórico? Comparativo?

Técnicas da pesquisa

Em último lugar, você deve selecionar os procedimentos técnicos que serão aplicados para a coleta de dados. As técnicas estão relacionadas à finalidade, à abordagem e ao método da pesquisa. Por essa razão, devem ser selecionadas por último.

As técnicas são os mecanismos utilizados para coletar os dados de sua investigação. Existem, por exemplo, as entrevistas, análise documental, revisão bibliográfica e pesquisa de campo.

Como foi visto, a delimitação da metodologia científica depende de muitas etapas que, de forma geral, tomam muito tempo. Mas se você planeja desenvolver uma pesquisa científica, pode contar com a ajuda do Mettzer.

Trata-se do melhor editor do mercado para o desenvolvimento de qualquer trabalho acadêmico. Dessa forma, você pode focar na pesquisa e não se preocupar com a formatação nas normas da ABNT

Faça um teste gratuito agora mesmo!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Resumo
Artigo
Metodologia científica: aprenda como delimitar na sua pesquisa
Autor

1 comentário em “Metodologia científica: aprenda como delimitar na sua pesquisa”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.