Quer aprender tudo sobre estudo de coorte?

|
Tempo médio de leitura: 5 minutos
()

Estudo de coorte é um tipo de pesquisa, que serve para comparar a experiência de um grupo exposto a um agente em relação à experiência de outro grupo que não foi exposto ao agente.


Se você quer aprender tudo sobre estudo de coorte, você está no lugar certo.

Se no final do post, você ainda tiver alguma dúvida, não deixe de me escrever. Combinado? 🙂

O que é estudo de coorte?

O estudo de coorte é um tipo de pesquisa observacional. De forma geral, serve para comparar a experiência de um grupo exposto a um agente em relação à experiência de outro grupo que não foi exposto ao agente.

Ou seja: divide-se os participantes em dois grupos a partir do status de exposição ao agente: grupo dos expostos ou grupo dos não expostos.

O termo coorte vem do latim cohorte e significa parte de uma legião de soldados do antigo Império Romano. Para pesquisa acadêmica, um coorte é um grupo de pessoas da mesma população, que têm uma experiência comum.

Em outras palavras, o estudo de coorte constitui um tipo de pesquisa que parte de um grupo de pessoas com características comuns para selecionar uma amostra. Em seguida, acompanha-se essa amostra por um período de tempo, com o objetivo de verificar o que acontece com ela.

Utiliza-se muito esse tipo de pesquisa nas Ciências da Saúde.

Objetivo do estudo de coorte

Então, o objetivo do estudo de coorte é comparar dois grupos de pessoas de status diferentes para verificar causas de problemas.

Metodologia do estudo de coorte

Para compreender a metodologia do estudo de coorte em sua totalidade, é importante partir de uma tipologia mais abrangente.

Os estudos se dividem em experimentais e observacionais. Nas pesquisas experimentais, o pesquisador tem controle sobre a exposição dos participantes a um fator. Pode ser, por exemplo, exposição a um agente causador de uma doença ou a um remédio. Nas pesquisas observacionais, não existe esse controle.

Ou seja, a diferença entre essas dois tipos de pesquisa está na possibilidade de o pesquisador ter controle ou não sobre a exposição dos agentes.

Os estudos de coorte, como você já sabe, é um dos tipos de estudo observacional.

Indo mais além, os estudos observacionais se dividem em descritos e analíticos. Como o próprio nome diz, os estudos descritivos limitam-se a descrever os fenômenos, enquanto os analíticos avaliam uma possível relação entre causas e efeitos.

Os estudos de coorte são um tipo de estudo observacional analítico.

Ou seja: nos estudos de coorte, os pesquisadores apenas observam os grupos de exposição e de não exposição ao agente, não interferindo, nem tampouco controlando o status de exposição. Além do mais, analisam e comparam as experiências entre esses grupos.

Tipos de estudo de coorte

Os estudos de coorte podem ser prospectivos ou retrospectivos.

Prospectivos ou contemporâneos

São os estudos do coorte que estão acontecendo no tempo presente, com previsão de acompanhamento por um tempo específico.

Nesse caso, estipula-se uma observação do tempo presente até uma data futura. A exposição pode já ter acontecido ou não, mas o desfecho ainda não aconteceu.

Retrospectivos ou histórico

São estudos de coorte que se analisa a partir de registros do passado até a data presente. Esse tipo de estudo só é viável quando existem dados e arquivos organizados e completos.

Nesse caso, a exposição e o desfecho já aconteceu antes de a pesquisa começar. Ou seja: analisa no presente os desfechos relativos a uma exposição que aconteceu no passado.

De forma geral, são pesquisas mais rápidas do que os estudos prospectivos, porque usam dados que já estão prontos.

Exemplo de estudo de coorte

Um exemplo de estudo de coorte é uma pesquisa para verificar a relação entre a incidência de câncer de pulmão e a exposição à fumaça do cigarro. Começa-se selecionando o grupo de indivíduos expostos à fumaça do cigarro e outra amostra de indivíduos que não são expostos.

Depois, após um período específico, verifica-se o quanto os indivíduos expostos ao cigarro estão mais sujeitos ao câncer de pulmão.

Outro exemplo pode ser a análise da eficácia de uma vacina. Em primeiro lugar, separa-se um grupo de pessoas que tomaram vacina e outro grupo de pessoas que não tomaram. Em seguida, compara-se a incidência da doença em pessoas que tomaram a vacina entre a incidência de pessoas que não tomaram.

Etapas do estudo de coorte

O estudo de coorte compreende as seguintes etapas:

1. Definição dos objetivos da pesquisa

Em primeiro lugar, deve-se revisar o problema de pesquisa e os objetivos da pesquisa. Afinal de contas, deve-se entender qual é a pergunta que a pesquisa deve responder e pra onde deve ir.

2. Seleção dos participantes

Em seguida, deve-se selecionar as pessoas que participarão da pesquisa.

3. Verificação da exposição ao fator objeto de estudo

Dentre todos os participantes, deve-se entender quais estão expostos ao fator objeto de estudo e quais não estão.

4. Seleção do grupo de comparação

A partir da etapa anterior, deve-se dividir os dois grandes grupos, a partir do status de exposição.

5. Acompanhamento do que aconteceu com a amostra

Essa etapa consiste em acompanhar o que está acontecendo com a amostra ao longo do tempo específico da pesquisa.

6. Análise do tipo de exposição que causou o desfecho

Analisar o resultado e verificar qual foi o tipo de exposição que resultou nas conclusões.

7. Análise das variáveis que podem confundir o resultado

Verificar a existência e o comportamento de variáveis que podem levar à confusões.

8. Confecção do relatório

Por último, é o momento de formalizar os resultados da pesquisa em um relatório.

FORMATAÇÃO AUTOMÁTICA DE PESQUISAS CIENTÍFICAS

Agora que você já sabe como fazer um estudo de coorte, mãos à obra? 🙂

Só não se esqueça que, independentemente do tipo de trabalho acadêmico – seja um TCC, uma monografiadissertação e até tese, você deve respeitar as normas da ABNT.

E nisso nós podemos te ajudar. O Mettzer é o melhor editor de textos do mercado, que formata de forma automatizada qualquer trabalho nas normas ABNT: desde a capa até às referências bibliográficas.

Apresentação Geral - Mettzer

Assim, você ganha tempo e tranquilidade e pode se dedicar exclusivamente à sua pesquisa científica.

Se interessou? Faça um teste gratuito agora mesmo.

O que você achou disso?

Mande corações

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.