Monografia: confira o guia completo para garantir uma nota dez

|
Tempo médio de leitura: 20 minutos
5
(1)

Publicado em 10 de julho de 2018. | Atualizado por Beatriz Coelho em 10 de fevereiro de 2021.

A monografia é um tipo de trabalho que tem como objetivo estudar um assunto específico, e geralmente é cobrada ao final de cursos de graduação.


Você está aí, olhando para a tela branca de seu computador e não sabe como começar a sua monografia?

Calma! Nós podemos te ajudar.

Escrever uma monografia realmente não é uma tarefa fácil, mas existem alguns caminhos para facilitar esse percurso.

Então, vamos lá. Esse é um guia sobre todos os aspectos da monografia que você precisa saber para começá-la com o pé direto. Vem cá conhecer 🙂 

O que é monografia?

O primeiro passo é entender o que é uma monografia.

A monografia é um tipo de trabalho que tem como objetivo estudar um assunto específico, a partir de leituras, observações, investigações, reflexões e críticas.

De forma geral, a monografia é um requisito para obtenção de algum grau, na conclusão de cursos de graduação e pós-graduação. Então, é uma dissertação, uma tese ou um TCC.

A principal característica da monografia é abordar um único tema. Daí porque se chama assim: “mónos” = um só e “graphein” = escrever.

Isto é, relaciona-se a um único problema de pesquisa e em um único contexto sobre uma área do conhecimento.

Existe diferença entre monografia e TCC?

É bastante comum confundir os termos e os conceitos desses tipos de trabalhos acadêmicos. Mas, sim, existe uma diferença entre TCC e monografia. Só que a diferença é apenas conceitual, não estrutural.

O conceito de TCC é um trabalho de conclusão de curso. De forma geral, os trabalhos de conclusão de cursos de graduação são monografias. Por isso, muitas pessoas utilizam termos de monografia e de TCC como sinônimos.

Mas, não confunda. Também existem outros tipos de TCC. O formato pode ser diferente em cada universidade ou curso. O TCC de um curso de arquitetura, por exemplo, pode ser um projeto urbanístico ou arquitetônico.

A monografia é, de forma geral, a análise de alguma teoria de outro autor, que vai ser reforçada ou refutada, a partir do desenvolvimento da pesquisa. Ou seja, se discute apenas um tema.

A monografia é um formato de TCC. O TCC de um curso de direito, por exemplo, é uma monografia.

Em resumo, toda monografia é um TCC, mas nem todo TCC é uma monografia.

JORNADA DA MONOGRAFIA EM 13 PASSOS

Bom, já vimos que a monografia é requisito para finalizar o curso.

Mas o percurso de escrita da pesquisa depende de uma soma de fatores, que não são sósó práticos e técnicos, mas também são emocionais.

E sentimentos de confusão e insegurança são absolutamente comuns durante esse processo.

Mas existem alguns atalhos que podem te ajudar. Aqui estão nossas 13 dicas 🙂

Desenvolva agora sua monografia usando um modelo pronto

Deixamos um modelo de monografia pronto, basta você desenvolver o conteúdo e está pronta para entregar

1. Comece de algum lugar

Em primeiro lugar, saiba que muitos clichês passam a fazer sentido durante a escrita, inclusive o “comece do começo”.

Você vai precisar começar de algum lugar, não tem como fugir da tela em branco. Daí a necessidade de se pensar em um planejamento realista.

Você vai precisar ter uma visão clara de todas as atividades que serão necessárias. É muito importante trabalhar de forma organizada e eficiente. Isso vai ajudar muito o começo.

VocÊ vai economizar tempo e evitar estresse desnecessário.

Para tornar tudo mais simples, você pode adotar algumas técnicas que facilitam a produtividade acadêmica.

Outra dica é colocar atenção em alguns hábitos que podem prejudicar o processo, como, por exemplo, a procrastinação.

2. Estabeleça prazos e metas possíveis

Um dos aspectos mais importantes para conseguir ganhar tempo escrevendo o TCC é estipular prazos.

Mas, vamos lá. Não basta apenas estipulá-los. Você deve cumprir os prazos.

Deste modo, o ideal é criar um cronograma detalhado para a sua monografia desde o início.

Você pode fazer uma tabela simples com a ordem de execução, o nome da tarefa, a data de início e a data de entrega. Divida as tarefas no maior número possível e evite prazos muito longos.

Considere que a pesquisa bibliográfica e a análise dos dados tendem a ocupar mais tempo. Por isso, divida essas etapas em mais tarefas. Por exemplo, dividir a pesquisa por assuntos principais e dividir a análise de dados em cada objetivo específico.

Tome cuidado para estabelecer prazos que sejam possíveis de cumprir. Um prazo inexequível também é inútil.

3. Defina um tema que você tenha afinidade para sua monografia

Após estabelecer um planejamento e cronograma de atividades, está na hora de focar a sua atenção no seu tema.

O objetivo principal da monografia é reunir informações, análises e interpretações científicas que contribuam ao tema geral.

Então, ao escolher seu tema, foque em critérios como afinidade e interesse, relevância para a sociedade e para os fins científicos.

Deixe a sua imaginação fluir, faça uma lista extensa com todas as opções de tema que aparecerem, depois vá lapidando as ideias.

4. Não ignore a formatação da monografia

A monografia deve obedecer às normas da ABNT.

Existem diversas formas de fazer com que a formatação do seu trabalho não seja um problema.

A primeira delas é: não deixe para formatar ao final. Desde o começo configure um arquivo dentro dos padrões.

A segunda e a principal forma é contar com a ajuda do Mettzer.

Ao abrir um novo projeto, o Mettzer já prepara a estrutura do trabalho toda pronta, esperando apenas pelo seu conteúdo.

Dessa forma fica praticamente impossível errar a formatação. Além de, é claro, economizar muito tempo.

5. Construa a justificativa com atenção

Após selecionar um tema para seu trabalho acadêmico, você deve justificar sua escolha.

Por isso, a justificativa é importante para mostrar a relevância do tema e defender a continuidade da sua pesquisa.

Portanto, a justificativa deve apresentar as razões, acadêmicas e pessoais, que te fizeram escolher esse tema.

Entretanto, a justificativa deve ser assertiva e breve. Apenas pontue as principais características do tema e a sua relevância para a produção de conhecimento científico na área.

6. Escolha o orientador ou orientadora com cuidado

A orientação é de fundamental importância para a monografia.

A pessoa que vai te orientar nesta trajetória tem um papel muito importante, inclusive na fase de definição do tema.

Você pode conversar abertamente para receber feedbacks, ponderações e recomendações importantes de leituras e bibliografias. Além do mais, durante o processo de escrita, a orientação fará correções também.

Se você tiver a oportunidade de escolher quem será essa pessoa, pense em professores com os quais você tem certa afinidade e abertura. Mas, a escolha também deve se basear em afinidade com o tema e área de pesquisa.

7. Defina os objetivos da monografia de forma clara

Os objetivos são elementos essenciais de qualquer monografia, pois eles apresentam a finalidade do trabalho e a direção que a pesquisa deve seguir.

O objetivo geral e os objetivos específicos auxiliam a estabelecer o escopo de investigação do trabalho.

Uma dica é: definir os objetivos irá ajudar com a divisão de capítulos e, mais tarde, na conclusão do trabalho acadêmico.

O objetivo geral apresenta a ideia central do trabalho acadêmico, enquanto os objetivos específicos aprofundam o objeto, podendo ser um ou mais por capítulo.

diferença entre objetivo geral e especifíco
Objetivo geral e específico

8. Saiba os métodos e metodologia de pesquisa

Depois que você já definiu seu tema, sua justificativa e seus objetivos, é preciso definir a metodologia de pesquisa que vai utilizar.

Para tanto, você deve optar por um dos tantos tipos de pesquisa científica.

O método científico é um conjunto de regras sistematizadas para realizar uma pesquisa científica. Dentre outras funcionalidades, ele auxilia a proteger o pesquisador da subjetividade, contribuindo para a imparcialidade.

9. Delimitação e delineamento

Na sequência, você deve fazer o delineamento da pesquisa, para formular a esquema e o modelo de coleta de dados do trabalho.

O delineamento deve levar em consideração cinco elementos principais:

  • O tipo de pesquisa;
  • Os instrumentos de coleta de dados;
  • A amostragem;
  • Os procedimentos da coleta dos dados;
  • Os procedimentos para análise e interpretação dos dados.

Existe diferença entre delineamento e delimitação. Enquanto o delineamento está relacionado à forma pela qual o trabalho vai ser feito e qual será a metodologia, a delimitação tem a função de estabelecer limites para a pesquisa.

A delimitação deve seguir dois fatores:

  • O assunto, selecionando um tópico específico a fim de impedir que o tema se torne muito extenso ou muito complexo.
  • A extensão, porque nem sempre se pode abranger todo o âmbito no qual o problema se aplica.

10. Coleta de dados

Você deve realizar a coleta de dados de forma criteriosa.

Isso evita que se reúnam informações inconsistentes, o que pode conduzir a conclusões que comprometem a qualidade e cientificidade da monografia.

Para isso, você pode seguir esses quatro passos:

1- Defina se a pesquisa será exploratória, descritiva ou explicativa.

2- Defina qual vai ser a natureza e o grau de detalhamento da pesquisa e se a abordagem será quantitativa ou qualitativa.

3- O passo seguinte é definir a amostragem da pesquisa, isto é, qual será o objeto do estudo.

4- E, finalmente, deve-se selecionar as técnicas e os procedimentos de coleta de dados.

11. Análise de dados da monografia

A próxima etapa é a análise da dados. É o momento que se deve processar toda a informação, para validar as hipóteses.

O método de análise é diferente em cada tipo de pesquisa e em cada abordagem da coleta de dados.

O objetivo é compreender o significado dos dados e facilitar o entendimento dos conteúdos, através de alguma classificação sistematizada.

12. Adote uma rotina de escrita

As monografias costumam ter muitas páginas. Então, pensa comigo. Como escrever com todo cuidado tantas páginas em poucos dias? Parece bem difícil, não é mesmo?

Para evitar isso, organize-se para escrever um pouco todos os dias. Você vai criar o hábito de escrever e a produção do conteúdo vai aumentando aos poucos.

Alguns dias você não vai conseguir escrever três linhas e outros dias que vai escrever muitas páginas sem nem perceber.

O mais interessante dessa dica é justamente conseguir respeitar seu fluxo de escrita, porque você vai ter bastante tempo

Além do mais, isso vai ajudar na revisão do texto e no desenvolvimento das ideias.

13. Se prepare para a banca de defesa

Fazer uma monografia não é apenas pesquisar, escrever, imprimir e entregar. Você também vai precisar defender suas ideias e sua metodologia na banca de defesa.

A apresentação deve ser breve. Se prepare para resumir seu trabalho em uma apresentação de 15 ou 20 minutos. Inclusive, cada instituição de ensino estabelece um tempo específico. Se certifique qual é o tempo da sua universidade.

Na defesa da banca, em primeiro lugar, apresente o tema e o problema de pesquisa. Depois, contextualize e explique os argumentos do trabalho. Também é importante apresentar a metodologia, de forma breve. Ao final, exponha as conclusões.

É possível que, depois de sua apresentação, os professores da banca façam perguntas e comentários sobre o trabalho.

Você pode também utilizar algumas dicas de oratória para facilitar esse processo.

Confira outras dicas de: Como fazer uma ótima apresentação final

Como fazer monografia nas normas da ABNT

Para facilitar seu processo de escrita, é importante pensar em uma estrutura básica para a sua monografia.

As estruturas garantem que você não vai esquecer de tópicos importantes do trabalho.

Então, vamos fazer as pazes com as estruturas? <3

As normas da ABNT estabelecem uma estrutura para a monografia que compreende os elementos pré-textuais, os textuais e os pós-textuais;

Uma dica é que, antes mesmo de pensar no título do trabalho, você volte ao seu projeto de pesquisa e colete todas as informações relevantes. Você já pode começar a pensar qual informação encaixa em cada parte da estrutura.

Aqui vai nossa sugestão de estrutura para uma monografia:

Elementos pré-textuais da monografia

Os elementos pré-textuais são aqueles que antecedem o cerne da pesquisa em si.

De forma geral, apenas a capa, a folha de rosto, o resumo (e o abstract) e o sumário são elementos pré-textuais obrigatórios.

elementos-pré-textuais
Elementos pré-textuais

Confira uma breve explicação sobre cada um elemento desses:

Capa

A capa é o primeiro elemento obrigatório da estrutura de um trabalho acadêmico e serve para apresentar e identificar a pesquisa.

Para te auxiliar, preparamos um modelo de capa, com toda formatação nas normas da ABNT.

A ABNT NBR 14724 estabelece que é necessário que a capa compreenda nessa ordem:

Nome da instituição de ensino

O nome da instituição de ensino é o primeiro elemento da capa.

Nem sempre é obrigatório. Mas a maioria das instituições de ensino opta por inserir o seu nome e sua logo na capa do trabalho, especialmente para facilitar a identificação.

Formatação:
  • Alinhamento centralizado
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Tamanho da letra 12
  • Letras maiúsculas e sem destaque
  • As margens devem ser de 3 cm superior e esquerda e 2 cm inferior e direita.
Nome do curso

O nome e o tipo de curso podem ser informados logo depois do nome da instituição de ensino.

Por exemplo: Curso de pós-graduação em Direito. Ou, Curso de graduação em Biologia.

Formatação:
  • Alinhamento centralizado
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Tamanho da letra 12
  • Letras maiúsculas e sem destaque
  • As margens devem ser de 3 cm superior e esquerda e 2 cm inferior e direita.
Nome do autor ou autora do trabalho

Além de obrigatório, identificar o autor ou autora do trabalho é fundamental!

É recompensador ver o seu nome na capa de um trabalho feito com tanto cuidado.

Caso tenha mais um autor, deve-se apresentar os nomes em ordem alfabética.

Formatação:
  • Alinhamento centralizado
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Tamanho da letra 12
  • Letras maiúsculas e sem destaque
  • As margens devem ser de 3 cm superior e esquerda e 2 cm inferior e direita.
Título do trabalho

O título do trabalho é fundamental para apresentar o tema da sua monografia.

Formatação:
  • Alinhamento centralizado
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Tamanho da letra 12
  • Letras maiúsculas e em negrito
  • As margens devem ser de 3 cm superior e esquerda e 2 cm inferior e direita.
Subtítulo

O subtítulo é um elemento opcional. Nem todas as monografias têm ou terão subtítulos. Isso vai depender do seu critério e da necessidade da sua pesquisa.

Formatação:
  • Alinhamento centralizado
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Tamanho da letra 12
  • Letras maiúsculas e sem destaque
  • As margens devem ser de 3 cm superior e esquerda e 2 cm inferior e direita.
Número de volumes

O número do volume é exigido em monografias que são divididas em partes. Ou seja, em trabalhos que têm mais de um volume.

Formatação:
  • Alinhamento centralizado
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Tamanho da letra 12
  • Letras maiúsculas e sem destaque
  • As margens devem ser de 3 cm superior e esquerda e 2 cm inferior e direita.
Local da instituição de ensino

Em seguida, informe qual é a cidade que sua monografia foi desenvolvida. Isto é, a localização da instituição de ensino. Essa informação também é relevante para, posteriormente, fazer a referência do seu trabalho.

Formatação:
  • Alinhamento centralizado
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Tamanho da letra 12
  • Letras maiúsculas e sem destaque
  • As margens devem ser de 3 cm superior e esquerda e 2 cm inferior e direita.
Data da entrega do trabalho

A data de entrega da monografia também é importante. De maneira geral, solicita-se que seja informado o mês e o ano de entrega.

Formatação:
  • Alinhamento centralizado
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Tamanho da letra 12
  • Letras maiúsculas e sem destaque
  • As margens devem ser de 3 cm superior e esquerda e 2 cm inferior e direita.
capa abnt
Capa

Folha de Rosto

A folha de rosto – ou contracapa é um elemento pré-textual obrigatório. Ela deve vir logo em seguida à capa.

Perceba que, ainda que seja um elemento pré-textual, a folha de rosto faz parte da parte interna do trabalho. Isso é o que a diferencia imediatamente da capa.

A folha deve ser utilizada em ambos lados. Ou seja, frente e verso.

É importante lembrar que, assim como para as capas, as universidades podem estabelecer critérios específicos de formatação. Então, vale à pena ficar por dentro das normas e padrões da instituição de ensino.

Na frente deve constar:

Nome do autor ou da autora do trabalho

O nome do autor ou da autora do trabalho é a primeira informação da folha de rosto.

Formatação:
  • Alinhamento centralizado
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Tamanho da letra 12
  • Letras maiúsculas e sem destaque
Título do trabalho

Em seguida, deve vir o título do trabalho, que deve ser bastante claro em relação ao tema da sua monografia.

Formatação:
  • Alinhamento centralizado
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Tamanho da letra 12
  • Apenas as iniciais devem ser em letras maiúsculas
  • Em negrito
  • Caso tenha subtítulo, ele deve ser separado do título por dois pontos, em letras minúsculas e sem destaque.

Natureza e objetivo do trabalho

É o espaço para apresentar mais detalhes sobre a pesquisa.

Você deve escrever o tipo e o nome do curso. Por exemplo: Curso de mestrado em Direito.

Também deve indicar o objetivo do trabalho. Por exemplo: Dissertação para obtenção do grau de mestra em Biologia.

Formatação:
  • De forma geral, exige-se alinhamento justificado
  • Recuo da margem esquerda do parágrafo para a marca de 7,5 centímetros.
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Tamanho da letra 12
  • Sem destaque

Nome do orientador ou orientadora

Em seguida, coloca-se o nome do orientador, com a mesma formatação. Também é o local em que se identifica o co-orientador. Antes dos nomes de ambos, é praxe especificar que se tratar do orientador ou co-orientador.

Por exemplo: Orientadora: Maria da Silva

Formatação:
  • Alinhamento justificado
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Letras minúsculas, exceto nomes próprios
  • Sem destaque
  • Tamanho da letra 12

Cidade e data de entrega do trabalho

Na parte inferior da folha de rosto, nas últimas duas linhas da página, deve-se indicar a cidade da instituição de ensino e o mês e ano da entrega do trabalho.

Formatação:
  • Alinhamento centralizado
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Sem destaque
  • Letras maiúsculas
  • Tamanho da letra 12

No verso, deve vir a ficha catalográfica, para referenciar o trabalho.

A ficha segue às regras do Código de Catalogação Anglo-Americano, que é o padrão adotado pelas bibliotecas brasileiras. É importante que você verifique com seu orientador sobre a necessidade de incluir a ficha catalográfica em sua monografia

folha de rosto
Folha de rosto

Dedicatória

A dedicatória é um item opcional na estrutura da monografia. Apesar disso, é difícil um trabalho que não use essa oportunidade para homenagear uma pessoa que auxiliou muito no processo de escrita.

Então, a dedicatória é uma das partes da monografia cujo texto não entra para a avaliação da banca. Apesar disso, existem regras que devem ser seguidas segundo a ABNT.

Formatação:
  • O texto precisa estar recuado em 8 centímetros em relação à margem esquerda.
  • O alinhamento deve ser justificado.
  • Deve localizar-se próxima ao rodapé. A última linha da dedicatória deve ser a última linha possível da página.
  • A dedicatória precisa ser curta. O recomendado é que não ultrapasse 5 linhas.

Agradecimentos

Os agradecimentos também são opcionais no trabalho acadêmico. O objetivo é que você agradeça quem contribuiu para a realização do trabalho.

Formatação:
  • Os agradecimentos devem vir em seguida à dedicatória, em uma folha específica para isso.
  • O título agradecimentos deve ser centralizado, em letras maiúsculas, com ou sem destaque.
  • O texto seguinte deve ser em fonte Times ou Arial, tamanho 12, espaçamento entre linhas 1,5 e alinhamento justificado.

Epígrafe

A epígrafe é um pequeno texto, escrito em prosa ou em verso, em que são colocadas citações ou pensamentos que fazem sentido para o trabalho.

Trata-se de mais um elemento opcional na estrutura de um trabalho acadêmico. Entretanto, é um componente interessante para inserir o leitor no contexto do trabalho logo no início do texto.

Formatação:
  • Fonte em tamanho 10 (Arial) ou 12 (Times New Roman).
  • Espaçamento entre linhas 1,5 cm.
  • Alinhamento justificado com 7,5 cm de recuo da margem esquerda.
  • Citação em itálico.
  • Nome do autor entre parênteses e alinhado à direita.
  • A epígrafe fica no final da página e não deve ser indicado um título “epígrafe”.

Resumo

O resumo e o abstract são os cartões de visita da pesquisa do trabalho. Junto ao título, são responsáveis por despertar ou não o interesse do leitor em ler sua pesquisa.

Lembre-se que não há espaço para reflexões ou divagações. Além da limitação do tamanho do texto, que exige concisão, é necessário escrever o resumo de forma objetiva e interessante.

O abstract é uma versão do resumo em inglês. Mas não é uma tradução direta e literal. O foco é traduzir as ideias e não só as palavras.

O resumo e o abstract também devem apresentar no mínimo 3 palavras-chave, separadas por ponto e vírgula. Essas palavras devem apresentar de maneira direta os principais tópicos abordados no trabalho, para que seja possível localizá-lo em diretórios acadêmicos, como no google acadêmico por exemplo.

Formatação:
  • O titulo do resumo deve respeitar  ser em fonte Arial ou Times New Roman. O tamanho da fonte deve ser 12, todo em maiúsculo com negrito e o alinhamento do texto deve ser centralizado.
  • Ao longo do texto, a fonte deve ser tamanho 12 e sem recuo na primeira linha do parágrafo. O espaçamento entre linhas deve ser simples.
  • As palavras-chave devem ser separadas do texto por um espaço de 1,5 entre linhas e as palavras precisam ser separadas por um espaço e ponto e vírgula.
  • O resumo e o abstract devem variar entre 100 e 500 palavras (dependendo do tipo de trabalho e de suas exigências específicas, 100 para artigos e 150 para TCC), todas em um único parágrafo, sem quebra do texto
  • O texto deve ser escrito na 3ª pessoa do singular, com verbo na voz ativa.
  • Não use citações bibliográficas e evite abreviações.

Sumário

O sumário serve para organizar o conteúdo da monografia e facilitar a leitura e a pesquisa.

Em linhas gerais, o sumário é a relação dos capítulos e das seções do trabalho, na ordem em que aparecem, incluindo a numeração do título ou capítulo ou seção e o número da página em que estão.

O sumário é o último elemento pré-textual da monografia. Ou seja, deve vir antes da introdução do trabalho.

Deve conter um esquema para a subordinação dos itens que o compõem, tanto em relação à formatação, quanto em relação à numeração. Ou seja, se o título de um capítulo estiver em letras maiúsculas, também deve estar em letras maiúsculas no sumário. A numeração também deve obedecer a mesma lógica.

No sumário não devem ser listados os elementos pré-textuais, como resumo, abstract, dedicatória, agradecimentos e epígrafe.

Formatação do texto:
  • O título deve ser centralizado; a lista dos capítulos e subcapítulos deve ser alinhado à esquerda
  • Fonte Times New Roman ou Arial
  • Espaçamento entre linhas 1,5
  • Tamanho da fonte: 12
sumário na abnt
Sumário

Elementos textuais da monografia

Os elementos textuais concentram a parte essencial da monografia: a introdução, o desenvolvimento e as considerações finais.

É nessa parte que se apresentam as discussões, os argumentos e os resultados da pesquisa. Por isso a grande relevância.

Introdução da monografia

A introdução é a primeira parte do texto da sua monografia.  De forma resumida, serve para apresentar um panorama geral da pesquisa.

Então, é importante apresentar, à primeira vista, o tema e o problema de pesquisa. Você também deve, de maneira breve, descrever os motivos para justificar a realizar a pesquisa ao longo do curso. Além de esclarecer os objetivos e a metodologia do trabalho.

Por fim, é interessante que apresente a estrutura dos capítulos da dissertação.

introdução tcc
Introdução

Desenvolvimento da monografia

Em seguida, passa-se ao desenvolvimento da monografia. O desenvolvimento é, em linhas gerais, a parte essencial da pesquisa, visto que é nesse tópico que ela é exposta com maior aprofundamento.

desenvolvimento tcc
Desenvolvimento
Fundamentação teórica

Você deve apresentar a fundamentação teórica da pesquisa, isto é, o embasamento teórico do trabalho. A fundamentação é feita com base em outras pesquisas, livros, textos que serviram para construir as ideias.

Lembre-se, nesse ponto, que todas a autoria de todas as fontes deve ser devidamente creditada, através de citações e de referências.

Resultados

Deve-se apresentar os resultados no desenvolvimento da monografia. Os resultados são, de forma resumida, a apresentação e a análise dos dados.

Figuras e tabelas

As figuras compreendem: desenhos, fluxogramas, fotografias, organogramas, etc. Devem ter numeração consecutiva em algarismos arábicos, sem distinção entre os diferentes tipos.

As legendas devem ser localizadas logo abaixo das figuras, precedidas da palavra “FIGURA” e do número de ordem.

Já as tabelas constituem uma categoria específica de ilustração. O título da tabela deve figurar na parte superior, precedido da palavra “tabela” e da numeração em algarismo arábico e ser autoexplicativo indicando onde e quando o fato foi estudado.

Tanto as figuras quanto as tabelas devem ser inseridas o mais próximo possível do texto a que se referem.

Conclusão

Por fim, você deve fundamentar a conclusão de sua monografia, a partir de deduções lógicas que correspondam aos objetivos da pesquisa.

CONCLUSÃO TCC
Conclusão

Elementos pós-textuais

Os elementos pós-textuais são aqueles que vêm depois do elemento textual da monografia.

Dentre todos os elementos pós-textuais, apenas as referências bibliográficas são obrigatórias.

Isso porque não dá para desenvolver pesquisa científica sem buscar embasamento teórico em pesquisas de outros autores. Muito menos, dá para não referenciá-las.

Referências Bibliográficas

As referências bibliográficas servem para dar crédito às citações e bases teóricas. Por essa razão, é um elemento obrigatório da estrutura de um trabalho acadêmico, especialmente para evitar que se cometa plágio.

A partir das referências também é possível identificar e localizar as fontes de pesquisa do trabalho.

Veja no esquema abaixo uma lista com modelos de referências bibliográficas:

Referências bibliográficas

Anexos e apêndices

Os apêndices e os anexos são elementos pós-textuais, que complementam o texto da pesquisa. De forma geral, eles não se conectam com o texto do trabalho, mas também são relevantes à pesquisa.

A diferença entre eles é que: enquanto os apêndices são materiais elaborados pelo próprio autor, os anexos são elaborados por outras pessoas.

A paginação dos anexos continua a do texto. Os anexos são numerados com algarismos arábicos, seguidos do títulos.

Como ter a monografia pronta e formatada nas normas abnt

Para facilitar esse percurso, conte com a ajuda do Mettzer. Não importa qual é o tipo de trabalho acadêmico, se for nas normas da ABNT, a gente te ajuda!

Apresentação Geral - Mettzer

Como ele você faz a sua monografia, de forma automática, dentro das normas ABNT.

Assim, você dedica mais tempo com o que realmente importa no seu trabalho, que é o conteúdo da pesquisa.

Se interessou? Então que tal se cadastrar para experimentar gratuitamente?

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE MONOGRAFIA

O que é monografia?

A monografia é um tipo de trabalho que tem como objetivo estudar um assunto específico, a partir de leituras, observações, investigações, reflexões e críticas.

TCC e monografia são o mesmo tipo de trabalho acadêmico?

Não. O conceito de TCC é um trabalho de conclusão de curso. De forma geral, os TCCs de cursos de graduação são monografias. Por isso, muitas pessoas utilizam termos de monografia e de TCC como sinônimos. Mas, não confunda. Também existem outros tipos de TCCs, depende do curso e da exigência da universidade. O TCC de um curso de arquitetura, por exemplo, pode ser um projeto urbanístico ou arquitetônico

O que é um trabalho monográfico?

Os trabalhos monográficos, que também podem ser chamados de monografia, compreendem as leituras, as observações, as investigações, as reflexões e as críticas feitas ao longo dos cursos de graduação e pós-graduação.

O que você achou disso?

Mande corações

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.