Você já pensou em seguir carreira acadêmica? Cada vez mais, essa se torna uma opção interessante para os recém-formados. Afinal de contas, o número de universidades particulares continua crescendo e, com isso, novas vagas de emprego continuam surgindo. Mas como é a vida do professor universitário?  O que faz um professor universitário no seu dia a dia e como a carreira na universidade se desenvolve?

Existem muitas questões sobre essa profissão que parecem ainda não serem totalmente compreendidas mesmo depois de um bom tempo convivendo com vários dos professores.

Para te ajudar a entender um pouco melhor, separamos abaixo uma ajudinha. Vamos lá!

O que faz um professor universitário

Existe uma resposta óbvia para a pergunta “o que faz um professor universitário?” Ele ensina, é claro.

Mas a forma como isso se desenvolve pode surpreender algumas das pessoas que estão cogitando seguir carreira na universidade.

Para ensinar, o professor universitário tem uma área específica dentro da qual deve decidir por suas matérias. Isso porque as universidades contratam os professores com foco em suas especialidades, aquilo que eles passaram anos estudando e se tornaram mais aptos para ensinar.

Nem sempre, entretanto, as universidades têm a capacidade de manter o professor universitário exclusivamente dentro da especialização. Isso porque a maioria dos currículos é semestral e nem sempre o currículo prevê uma matéria ligada ao assunto que ele é mais apto a tratar.

Como não é possível manter um professor para que dê apenas uma aula por semestre, é comum que os professores agreguem matérias mais genéricas do curso, aquelas que normalmente estão nos ciclos básicos, além de sua especialização.

Pense, por exemplo, num professor de jornalismo especializado em Fake News. Ele pode até ser contratado para ensinar o assunto, mas essa matéria provavelmente está nos dois últimos anos do curso, onde ela será melhor compreendida pelos alunos, que precisam passar por uma base de ensino antes. Essa base provavelmente passa por um ensino de mídia digital, e é provável que o professor seja também responsável por lecionar essa aula.

O que mais compõe a carreira na universidade

Apesar de claramente o aspecto de ensino ser o pilar de maior destaque da universidade, existem outros dois pilares que compõe a vida acadêmica.

O primeiro deles é a pesquisa, que é considerada por muitos o verdadeiro motivo das universidades existirem. A pesquisa é essencial para a criação de novos conhecimentos e é através dela que os professores ganham reconhecimento e destaque. A produção acadêmica é muito interessante para todos os professores e é impossível dissociá-la da carreira na universidade.

O outro pilar é a extensão. Nesse aspecto, é preciso ampliar os horizontes da universidade e dos alunos através de atividades extra-curriculares. Existem diversos tipos de projetos de extensão, e alguns são relacionados diretamente com a pesquisa, como a Iniciação Científica. Outros tem grande afinidade com o ensino, como os cursinhos voluntários e os estágios de licenciatura.

Esses pilares são também responsabilidade do professor universitário. No aspecto da pesquisa, o professor e o pesquisador são sinônimos, sendo que a carreira dentro da universidade exige que se faça ambas as tarefas.

Da mesma forma, também é exigido do professor que ele se envolva na extensão, propondo e administrando projetos que atraiam alunos para atividades e ajudem a expandir o alcance da universidade.

Por fim, existe um quarto aspecto relacionado à carreira acadêmica que precisa ser levada em conta que é o ensino dentro da pós-graduação.

Nem todas as universidades oferecem mestrado ou doutorado, e nem todos os professores das universidades que oferecem esse caminho precisam necessariamente lecionar na pós-graduação, mas essa é uma alternativa para crescimento e para ganho de reconhecimento muito interessante e que deve ser levada em conta.

Detalhes da carreira acadêmica

Para seguir a carreira na universidade como um professor universitário, você precisa em primeiro lugar fazer um mestrado. A pós graduação começa aqui e é preciso ao menos ter o título de mestre para efetivamente se ter a certeza de que a universidade terá interesse em lhe contratar como professor.

Em alguns casos de universidades mais distantes de grandes centros esse aspecto não é tão exigido, mas esses cargos não tem tanta estabilidade.

Com o diploma de mestrado em mãos, já é possível correr atrás de vagas de emprego como professor universitário em universidades particulares. Entretanto, os professores apenas com mestrado não tem ainda o piso salarial elevado que é tão atrativo para essa carreira. Para isso, é preciso o doutorado.

O mestrado normalmente não garante um grande salário. Por esse motivo, a média salarial para o cargo de professor universitário no site Catho gira em torno dos 3.500 reais, muito abaixo do piso salarial do professor com doutorado.

Uma vez com o título de doutor em mãos, o piso salarial passa a 4.455 reais para o cargo de professor auxiliar, o cargo com menor valor de salário. O cargo mais alto, de professor titular, ganha no mínimo 8.119 reais e pode alcançar um patamar de mais de 19 mil reais. É importante, portanto, manter o foco na busca por titulações para conquistar maior estabilidade e salário.

Para de fato conseguir seguir essa carreira, é preciso saber por onde começar. Se você ainda está na universidade, o ideal é aproveitar para tornar seu currículo mais atraente para ser aceito num mestrado. A melhor forma é justamente através dos projetos de extensão e de pesquisa que você talvez tenha de administrar se eventualmente seguir carreira na universidade.

Se você já concluiu a graduação e só agora está encarando a possibilidade, não se desespere. Você pode fazer uma especialização antes do mestrado como forma de tornar seu currículo mais interessante.

Também existem alternativas de grupos de estudo acadêmicos que aceitam pessoas não vinculadas à universidade e que enriquecem o currículo. Pesquise as opções na sua região e ponha a mão na massa.

Se você tem interesse em seguir carreira acadêmica, vai acabar tendo que escrever muitos trabalhos acadêmicos. A parte mais chata é sempre a formatação nas normas ABNT, certo? Bom, pode parar de se preocupar com isso pois o Mettzer pode te ajudar.

Trata-se de um editor de textos especializado em ajudar pessoas na universidade com a formatação e que conta com diversas ferramentas que ajudam a fazer o TCC e o artigo científico com muito mais facilidade.

Faça uma experiência grátis se cadastrando no link abaixo.

Summary
Article Name
Professor universitário: entenda como é a profissão
Description
Como é a vida e o que faz um professor universitário, é o que vamos te te ajudar a entender com esse conteúdo que preparamos. Vamos lá, acesse!
Author
Publisher Name
Mettzer