Orientador de TCC: o papel de revisão de trabalhos acadêmicos dos professores

|
Tempo médio de leitura: 9 minutos
()

Publicado em 27 de novembro de 2018. | Atualizado em 09 de março de 2021.

Você precisa escolher o orientador de TCC? Antes disso, é melhor você entender quais as funções esse professor desempenhará em seu trabalho. Vem ver.


A verdade que, de forma geral, a escolha pelo orientador de TCC pode ser um pouco complicada. Nada prepara a gente pra isso. Ninguém explica muito bem quais são as funções dos professores que orientam os trabalhos acadêmicos. E, muitas vezes, a distância entre os professores e os alunos só piora esse contexto.

Mas, se você está nessa situação, esse é o post certo. Vou explicar tudo que você precisa saber para escolher e convidar seu orientador de TCC. Pega um café e vem comigo 🙂

quais as funções do orientador de tcc?

De forma geral, a função central do orientador em um TCC é o de acrescentar a experiência do aluno na concepção de seu trabalho.

Por esse motivo, o orientador funciona como guia do trabalho acadêmico, para apresentar uma visão prática do que pode dar errado e onde encontrar soluções para os problemas.

Mas, aqui estão as funções específicas dos orientadores. É importante que você as conheça e, mais ainda, saiba que quem desenvolve o trabalho duro é o aluno. O orientador só funciona para dar a direção ao trabalho, mas quem faz é você 🙂

Conduzir e estruturar o trabalho

O primeiro passo na orientação é alinhar o tema e o formato do texto. Isso porque nem todas as universidades exigem monografias como trabalho de conclusão do curso. Além do mais, algumas vezes os alunos pretendem seguir outros tipos de trabalhos acadêmicos, que a universidade também permite.

Se for esse for caso, é papel do orientador se informar sobre as normas e indicar ao aluno como seguir. Se o aluno for seguir o padrão clássico da monografia, fica mais simples.

Afinal de contas, é o trabalho mais comum e o orientador já está acostumado.

Indicar bibliografias sobre o tema

Para iniciar a pesquisa, o orientador deve indicar bibliografias referentes ao tema da pesquisa.

É importante que, depois desse primeiro impulso, o aluno desenvolva um autonomia na pesquisa e encontre suas próprias referências.

Informar sobre a importância de observar as normas da ABNT

Desde o começo, é importante que o orientador apresente o panorama geral das normas da ABNT, como espaçamento, margens, tipos de citação e referências bibliográficas.

Além do mais, o orientador deve destacar a existência dos três tipos de elementos do trabalho: pré-textuais, textuais e pós-textuais. Isso auxilia a ter ideia da estrutura geral do trabalho.

Informar os prazos e burocracias

Nem sempre as normas da instituição é clara e, pelo menos, o professor deve orientar o aluno a conhecê-las.

Se for possível, é interessante alinhar um cronograma com as etapas e as entregas de trabalho com seu orientador.

Com isso, o aluno terá mais confiança em escrever seu trabalho e provavelmente irá cumprir melhor os prazos combinados.

 Corrigir e revisar o trabalho

Quando os capítulos estiverem prontos, o orientador deve ajudar a revisar e corrigir o trabalho, para que não passe nenhum erro.

Além do conteúdo da pesquisa, o orientador deve analisar a metodologia e a ortografia do trabalho.

Depois disso, o orientador deve retornar o trabalho ao aluno, para que faça as alterações necessárias.

Corrigir as normas da ABNT

Também é função do orientador revisar o cumprimento das normas da ABNT.

De fato, são muitos detalhes das normas para cumprir. É extremamente comum esquecer de algum detalhe. Por isso, é interessante de contar com auxílio de alguma ferramenta, como o Mettzer.

quem pode ser orientador de tcc?

Em regra geral, qualquer professor universitário e/ou pesquisador tem capacidade de orientar um TCC. Alguns professores tem maior familiaridade com pesquisa e metodologia científica. Normalmente, esses são os professores mais requisitados.

Além do mais, também é uma regra geral (que permite exceções, claro) que as instituições delimitem que os orientadores devem ser professores da própria universidade.

Por fim, outros limites que você vai encontrar são, ao mesmo tempo, direcionamento que você deve dar ao escolher um orientador para seu TCC. Vou explicar melhor no próximo tópico.

DICAS PARA ESCOLHER SEU ORIENTADOR DE TCC

Entre tantos professores da universidade, talvez você esteja confuso para escolher apenas um orientador de seu TCC. Ou, então, está em dúvida em apenas dois professores e não sabe qual decisão tomar.

Pois bem, saiba que não dá para escolher um professor apenas porque ele é carismático e acessível. Outros pontos são tão relevantes quanto esses.

Por esse motivo, separei algumas dicas para te ajudar nesse percurso. Vamos lá.

Leve em consideração a linha de pesquisa dos professores

Para que o orientador consiga ajudá-lo a desenvolver um trabalho de qualidade, ele precisa ter domínio da área do conhecimento sobre a qual você deseja produzir seu TCC.

Por este motivo, comece sua procura por um orientador a partir das linhas de pesquisa dos professores da sua faculdade que tenham relação ao seu tema. 

Uma das funções do orientador é apresentar bibliografias que se encaixam no tema e no direcionamento da pesquisa do estudante. Como nem todos os professores têm as mesmas referências, tampouco atuam na mesma área de ensino, não se pode deixar de levar em consideração o currículo do professor.

Assim, você vai evitar o risco de escolher um professor que não conhece e não pesquisa o tema de sua monografia e, portanto, pode ter pouco a oferecer e acrescentar no seu TCC.

Você pode analisar essa informação através de três passos:

Veja qual é a disciplina que o professor leciona

O primeiro passo é verificar quais são as disciplinas que a professora leciona. De forma geral, os professores lecionam as disciplinas que têm domínio. Então, essas disciplinas se relacionam à linha de pesquisa do professor. 

Consulte o Currículo Lattes do professor

Você pode, de maneira fácil, consultar o Currículo Lattes  do professor. O acesso ao Currículo Lattes é público e sigiloso. Basta saber o nome do professor. E lá estão todos os dados acadêmicos atualizados, especialmente as pesquisas que o professor desenvolveu.

Converse com o professor

Por fim, você pode conversar com o professor, para entender melhor qual é o foco de seu trabalho.

Verifique a disponibilidade de tempo dos professores

Outro problema bastante comum é de você encontrar um professor ideal para orientar seu trabalho, mas ele não ter tempo disponível para cumprir todas as funções de orientador.

Isso pode fazer com que a qualidade do TCC caia, já que, se o professor não conseguir realizar tarefas importantes para a orientação, o aluno pode ficar desamparado durante a produção do trabalho. 

Para evitar esse problema, converse antes com o professor da sua escolha e certifique-se que ele tem disponibilidade para te atender, para comparecer ao encontros e realizar revisões e correções no trabalho.

Para facilitar nesse processo e otimizar o tempo de ambos durante a produção do TCC, é possível utilizar recursos tecnológicos, como o Mettzer e videoconferência.

Leve em consideração fatores de afinidade

Para que o desenvolvimento do TCC flua da melhor maneira possível, é  fundamental que aluno e professor estejam em sintonia e tenham uma boa relação.

Por isso, na escolha do seu orientador, leve em conta também a afinidade que vocês têm, o modo de trabalho do professor e outras características como grau de exigência e de flexibilidade, por exemplo.

Isso pode te ajudar a diminuir problemas relativos à falta de alinhamento sobre o desenvolvimento do tema da monografia e discordância sobre o modo de trabalho.

Claro que, ao levar esses pontos em consideração, você não poderá se certificar que não existirão conflitos durante a elaboração do trabalho. Contudo, essa é uma forma de, pelo menos, minimizá-los.

Escolha de acordo com o tema

Não adianta você encontrar um professor que atenda aos requisitos de afinidade, se ele não tiver interesse pelo tema do seu TCC.

Isso pode fazer com que o foco do trabalho tome rumos diferentes durante a produção e você termine pesquisando sobre uma temática diferente daquela que imaginou no começo.

É importante ter em mente que essa situação pode acontecer por diversos motivos, inclusive pela evolução da sua pesquisa ou por vontade própria. O ideal é que a alteração de tema não aconteça exclusivamente por falta de interesse do professor. Entende?

Por este motivo, seja claro com relação ao seu tema e aos objetivos de pesquisa, pois assim o professor poderá analisar se ele realmente pode contribuir com o seu trabalho e vocês estarão alinhados desde o começo do projeto de pesquisa.

Converse com outros alunos veteranos

Converse com alunos que já foram orientados pelo professor que você deseja que oriente seu trabalho. A experiência que eles tiveram pode te auxiliar a entender melhor o modo de trabalho do professor.

Mais uma vez, tenha em mente que o temperamento, disponibilidade, nível de exigência e outras características do professor devem ser levadas em consideração no momento de definição do orientador.

COMO CONVIDAR UM PROFESSOR OU PROFESSORA PARA SER ORIENTADOR DE TCC?

Muitas vezes, esse é o passo mais difícil nesse processo: a hora de convidar e convencer um professor ou professora para ser o orientador de seu TCC.

Veja o melhor momento de conversar com o professor

Nessa hora, é fundamental que você converse com clareza com o professor. No entanto, cuide para não parecer mal educado ou inconveniente.

Se possível, envie um e-mail e peça um horário disponível para conversar com professor. Contudo, se isso não for possível – se o professor não responder ao e-mail ou você não tiver tempo para esperar resposta – utilize os intervalos das aulas para conversar.

Mas, preste atenção em alguns pontos. Antes de mais nada, de sair falando sobre o seu tema, pergunte se o professor pode falar naquele momento ou se tem algum compromisso. Caso ele não esteja disponível, veja o melhor horário para terem a conversa.

Tenha uma ideia preliminar sobre seu projeto de pesquisa

Depois disso, não cometa o erro de conversar com o professor antes de você ter um assunto preliminar da pesquisa. Então, faça um levantamento dos temas que te interessam e pesquise o mínimo a respeito.

Você não precisa definir o tema exatamente nesse momento. Escolha de uma a três assuntos gerais daquela área de pesquisa e leia sobre eles.

Se você não consegue definir o tema sozinho, escolha um professor da área que você tem afinidade e pergunte se ele pode te indicar algum assunto. Você pode pedir materiais para estudar e marcar uma nova conversa para tratar sobre as sugestões.

Mantenha a cabeça aberta à novas ideias

É comum que o professor te questione e plante algumas sementinhas em sua cabeça. A problematização e criticidade faz parte do processo de investigação científica.

Esteja disponível para ouvir novas ideias e leve um caderno para anotar o que o professor falar. Mostre que você se interessa pelos assuntos.

Demonstre disposição e comprometimento com a pesquisa

Você precisa mostrar que você está extremamente disposto e comprometido com a sua pesquisa.

Às vezes o tema nem é tão inovador, mas se você demonstrar que está disposto a realizar um ótimo trabalho, é possível que o orientador te escolha. Então, capriche 🙂

Processo de orientação usando o Mettzer

Se você quiser facilitar tooodo esse processo de orientação, que tal usar o Mettzer para te ajudar?

O Mettzer é um editor de texto que formata, de forma automática, todos os trabalhos nas normas da ABNT.

Ao usar o Mettzer, você reduz em até 80% do tempo de formatação do trabalho e em 40% do tempo do desenvolvimento do TCC.

Mas não é apenas isso. O Mettzer também conta com várias outras ferramentas que são extremamente úteis na no processo de orientação, com um cronograma inteligente e um sistema de orientações online. Basta você compartilhar o trabalho com seu orientador.

O que permite maior dinamicidade e facilidade nas orientações feitas à distância e evita trocas infiniiiitas de e-mails.

A boa noticia é que seu orientador não precisa assinar o Mettzer. O acesso é liberado ao e-mail que você selecionar para orientação:

No cronograma do Mettzer você pode adicionar as etapas do trabalho e o prazo para realizar a tarefa.

Ao final da tarefa, você pode marcá-la como concluída. Sendo assim, seu orientador ficará ciente do que já está pronto e em quê você está trabalhando.

Cronograma
Cronograma

Além do mais, o editor tem um controle de versões seguro, centralizado e automático:

Controle de versões
Controle de versões automático

Enfim, o Mettzer pode te ajudar a :

  •       reduzir 40% do tempo para desenvolver seu TCC
  •       diminuir 100% as chances de cometer um plágio acadêmico
  •       entregar o trabalho em Microsoft® Word ou PDF

Assim você pode focar apenas no que é importante, que é o conteúdo da sua pesquisa.

Faça um teste gratuito por 7 dias agora mesmo!

O que você achou disso?

Mande corações

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.