Conheça os tipos de pós-graduação e escolha o melhor para você

|
Tempo médio de leitura: 12 minutos
0
(0)

A pós-graduação, como o próprio nome já diz, é um aprofundamento aos cursos de graduação e compreende uma série de possibilidades.


Está em dúvida sobre qual curso de pós-graduação escolher?

Deixa que eu te explico como funciona esse sistema e quais são os tipos de cursos de pós-graduação disponíveis.

Essa é a melhor forma de escolher qual é o melhor formato e qual é a melhor modalidade para você. Vem cá ver 🙂

O que é pós-graduação?

A pós-graduação refere-se aos cursos que compreendem conhecimentos que complementam às formações de graduação no ensino superior. Como o próprio nome diz, a pós-graduação é uma formação posterior ao diploma de graduação.

Então, de forma simples, os cursos de pós servem para aprofundar e aperfeiçoar os conhecimentos de uma área do conhecimento específico, seja de forma acadêmica ou de forma mais prática para o mercado de trabalho.

O modelo de ensino de pós-graduação, no formato atual do Brasil, nasceu em 1965, através do Parecer Sucupira. Esse documento foi elaborado por Newton Sucupira e formaliza o modelo de ensino da pós-graduação no país.

Quem pode fazer uma pós-graduação?

De maneira geral, todas as pessoas que têm um diploma em um curso de graduação podem ingressar na pós-graduação.

No entanto, existem alguns cursos que exigem uma formação anterior como um requisito básico. As residências, por exemplo, exigem a conclusão de curso superior em Medicina e Ciências da Saúde. Isso significa que um bacharel em Direito não pode fazer uma pós-graduação em Pediatria.

É o caso de alguns cursos de mestrado que exigem formação específica em um curso de bacharelado ou de licenciatura. Nessa situação, pessoas formadas em cursos tecnólogos não podem se matricular.

Enfim, cada curso de pós-graduação tem requisitos específicos, que devem respeitar os limites do Ministério da Educação. Enquanto algumas exigem apenas a formação em curso superior, outras fazem exigências maiores.

Pós-graduação stricto sensu e lato sensu

Existem dois tipos de pós-graduação: a lato sensu e a stricto sensu.

De forma geral, enquanto o stricto sensu volta-se para a pesquisa científica e docência, o lato sensu serve como uma especialização e um aprofundamento da sua área de atuação.

Esse conteúdo é para trazer uma visão geral sobre cada tipo de pós-graduação. Para o conteúdo mais completo, você pode acessar nossos outros conteúdos específicos sobre mestrado, mestrado profissional, doutorado e pós-graduação lato sensu (especialização e MBA).

Pós-graduação stricto sensu

A pós-graduação stricto sensu compreende os cursos de mestrado e doutorado. O foco desse tipo de pós é essencialmente científico. Ou seja: com ênfase na produção de novos conhecimentos científicos para o desenvolvimento da ciência.

Então, é o tipo ideal para quem pensa em seguir na carreira de pesquisador ou na docência em instituições de nível superior.

Há também a modalidade de mestrado profissional, direcionada à prática profissional, não tanto à pesquisa e à docência.

Mestrado

O mestrado é um curso de pós-graduação, que se destina a formar pesquisadores e pesquisadoras em áreas específicas do conhecimento.

Ou seja, é um grau acadêmico que uma instituição de ensino superior fornece. Na hierarquia dos graus acadêmico, o mestrado está entre a graduação – licenciatura ou bacharelado – e o doutorado.

Por essa razão é que se considera o mestrado como um curso de pós-graduação stricto sensu.

Ao completar o curso de mestrado, os estudantes recebem o título de mestre ou mestra na área específica que estudou.

Para alcançar o título, deve-se apresentar uma dissertação sobre um tema que seja interessante e relevante para aquele ramo de estudo.

Além de escrever a dissertação, também deve-se defendê-la em uma banca qualificada Essa banca é formada por, pelo menos, doutores e doutoras, ou profissionais com notório saber na área.

Mestrado Profissional

O mestrado profissional também é uma modalidade de pós-Graduação stricto sensu, com enfoque especial para a capacitação de profissionais nas diversas áreas do conhecimento.

Para isso, utiliza o estudo de técnicas, processos e temáticas que atendam à alguma demanda do mercado de trabalho.

Isso porque o objetivo principal desse curso é contribuir com o setor produtivo nacional e agregar um nível maior de competitividade e produtividade às empresas e organizações, tanto públicas quanto privadas.

Doutorado

O doutorado é uma pós-graduação stricto sensu indicada para quem quer aprofundar ainda mais o seu conhecimento sobre determinada área ou matéria.

Normalmente, aprofunda-se em um tema que já se estudou anteriormente durante a graduação ou então no mestrado.

De todo modo, também existe a possibilidade de mudar de tema e de objeto de estudo no decorrer do curso.

Pós-doutorado

Por fim, existe a possibilidade de se fazer um pós-doutorado ou pós-doc, que não é exatamente um curso, mas uma extensão de uma pesquisa que, de forma geral, se iniciou no doutorado.

Para concluir o pós-doc, é necessário entregar um relatório, um artigo científico ou uma inovação de uma tecnologia ou de um produto.

Mas cuidado para não confundir o pós-doutorado com o PhD, que é um título acadêmico que equivale ao doutorado.

Pós-graduação lato sensu

A pós-graduação lato sensu são os cursos de pós-graduação que o Ministério da Educação e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES supervisionam.

Divide-se a pós-graduação lato sensu em duas modalidades: o aperfeiçoamento, com duração mínima de 180 horas/aula; e a especialização, com duração mínima de 360 horas/aula.

Nesses casos, na pós lato sensu fornece-se o título acadêmico de aperfeiçoado e especialista.

A formação da pós-graduação lato sensu tende a ter um foco maior na aplicação prática dos conceitos, para melhorar o desempenho na atuação profissional.

Então, de forma geral, quem faz esses cursos são pessoas que já desempenham atividades no mercado de trabalho

Especialização

Como o próprio nome diz, são cursos que preparam os alunos e alunos para serem especialistas em uma área do conhecimento específica.

Espera-se, portanto, que se desenvolvam os conhecimentos e as técnicas necessárias para a atuação profissional naquela área.

O foco do curso é a aplicação prática do conhecimento na rotina de trabalho.

Conforme normatizações do MEC, os cursos de especialização devem ter duração mínima de 360 horas/aula.

MBA

O MBA (Master Business Administration) é um tipo de especialização com ênfase em profissionais que buscam conquistar cargos de liderança.

Por esse motivo, é um curso que gestores, empresários e profissionais em cargo de liderança procuram.

Assim, permite ao profissional que aplique os conhecimentos e as técnicas de gestão e administração em sua área de atuação.

É importante ter em mente que no Brasil o MBA é apenas uma nomenclatura para cursos de pós-graduação lato sensu (especialização) na área de gestão empresarial.

Pós-graduação no ensino à distância – ead

A modalidade de pós-graduação à distância vem ganhando cada vez mais espaço, porque permite ao aluno ou aluna assistir às aulas e estudar no tempo que tiver disponível.

Essa é uma modalidade de ensino não-presencial, ou seja, é dispensável a presença física de um professor ou de um tutor para ministrar as aulas.

Isso significa que pode-se assistir às aulas, a partir de computadores em qualquer lugar do mundo.

Instituições credenciadas (EAD)

Para ofertar pós-graduações na modalidade EAD, a instituição de ensino deve obedecer a alguns critérios, estabelecidos por uma resolução específica do MEC.

Depois que possuem credenciamento para ofertar cursos à distância, as instituições também podem propor programas de mestrado e doutorado nesta modalidade.

Nesses casos, pode-se realizar atividades presenciais na sede da instituição, em polos de educação à distância ou em um ambiente profissional, desde que sejam regularmente constituídos e atendam aos requisitos da organização da pesquisas.

Além do mais, em nenhuma hipótese, deve-se deixar de observar as legislações e as normas vigentes da pós-graduação stricto sensu.

Também caberá à Capes a atribuição de definir os procedimentos de avaliação referentes aos cursos, tanto de mestrado e doutorado na modalidade à distância, quanto aos cursos lato sensu.

Pós-graduação presencial x pós-graduação à distância

A pós-graduação presencial é aquela em que professores ministram aulas em salas convencionais, dentro de centros universitários, faculdades, universidades e institutos em geral.

Nesta modalidade, os docentes e os alunos se encontram em uma mesma localização física, para debater assuntos das áreas do conhecimento e para realizar atividades práticas.

Por outro lado, a pós-graduação à distância (EaD) se caracteriza principalmente pela distância física entre o professor e o aluno. Na pós EaD, disponibilizam-se as aulas na internet, através de uma plataforma específica da instituição.

Nessas plataformas, os alunos podem assistir às aulas e realizar as tarefas quando e onde desejarem. Basta que tenham acesso à internet. Algumas instituições também dão a opção de realizar o download das aulas.

Qual é o melhor tipo de pós-graduação para mim?

Ao optar por uma ou outra modalidade de ensino, você deve ter em mente qual é a sua disponibilidade de tempo e a sua possibilidade de estar fisicamente na instituição.

Se, por exemplo, você mora em uma cidade e a instituição de ensino fica em outro município, é possível que o curso à distância seja uma boa opção.

Lembre-se que o investimento não é apenas financeiro, mas especialmente de tempo e de dedicação.

Validade da pós-graduação à distância

Quando cumpre-se as premissas e requisitos do MEC, o diploma da pós-graduação à distância tem a mesma validade que o diploma de um curso presencial.

Faça todos os trabalhos acadêmicos
sem dor de cabeça

Das anotações de aula até a tese de doutorado.

Trabalho de conclusão de curso de pós-graduação

Bom, você já deve saber que para concluir um curso de pós-graduação e obter a titulação, você deve entregar e, muitas vezes, defender um trabalho de conclusão.

Contudo, existem alguns tipos de trabalhos diferentes. Vamos lá.

Trabalho monográfico

Os trabalhos monográficos ou monografias constituem o produto de leituras, de observações, de investigações, de reflexões e de críticas que se desenvolvem ao longo dos cursos.

A principal característica da monografia é a abordagem de um tema único, como o próprio nome subentende. “mónos” = um só e “graphein” = escrever.

A maioria dos trabalhos acadêmicos é monográfico. Os mais comuns são o TCC, a dissertação de mestrado e a tese de doutorado.

Considera-se também como um monografia a redação de um memorial, que é o trabalho que se entrega para a seleção e a progressão na carreira docente.

Artigo Científico

O artigo científico é um modelo de trabalho muito importante para o desenvolvimento do conhecimento, já que engloba muita informação e ideias novas de uma forma mais dinâmica e objetiva.

A leitura de um artigo também é mais rápida e objetiva. Isso facilita a etapa de delimitação do projeto de pesquisa, ou até mesmo, de conhecimento geral sobre um assunto.

Para entender sobre um assunto, de forma geral, procuramos a primeira resposta em um artigo científico.

De forma direta, um artigo é uma apresentação sintética de resultados de investigações ou de estudos sobre um problema específico.

Deste modo, o objetivo fundamental de um artigo é ser um meio rápido e sucinto de divulgar e publicizar o tema da pesquisa, o referencial teórico, a metodologia e fazer uma análise dos resultados.

Além disso, as dificuldades do processo de investigação e da análise de uma questão também podem fazer parte da conclusão de um artigo.

Dissertação

A dissertação é um tipo de trabalho acadêmico, que se destina à obtenção do grau acadêmico de mestre ou mestra.

Diferente da tese, os projetos de dissertação não precisam abordar necessariamente temas ou métodos inéditos.

Entretanto, quem está produzindo uma dissertação deve demonstrar a habilidade em realizar pesquisa científica e em seguir linhas mestras na área de formação que escolheu.

Dissertação de mestrado profissional

As dissertações do mestrado profissional obedecem aos mesmos critérios e às mesmas formatações das dissertações de mestrado acadêmico.

A maior diferença é que, a maioria dos mestrados profissionais exige dissertações no formato de estudos de caso, principalmente em razão do foco no mercado de trabalho.

Tese

A tese de doutorado é o tipo mais representativo e mais consistente de trabalho científico monográfico.

Trata-se da abordagem de um único tema, que exige pesquisa própria da área científica em que se situa, com os instrumentos metodológicos específicos.

Tipo de pesquisa para tese de doutorado

Os tipos de pesquisa podem ser teóricos, de campo, documental, experimental, mas sempre deve tratar sobre um tema único, específico e restrito.

Exige-se, contudo, que uma tese de doutorado realmente ofereça respostas e soluções a um problema, demonstrando as hipóteses na evidência dos fatos e na coerência do raciocínio lógico.

Originalidade da tese de doutorado

Além disso, exige-se que a tese de doutorado ofereça uma contribuição suficientemente original sobre o tema de pesquisa.

O resultado da tese deve representar um progresso para a área científica. Deve auxiliar a desenvolver a ciência.

Aluno especial de pós-graduação

Alunos especiais são aqueles alunos que se matriculam apenas em disciplinas isoladas no curso, sem um vínculo formal com um programa de pós-graduação.

De forma geral, realiza-se esse tipo de matrícula na secretaria do curso de pós-graduação da disciplina, nas datas previstas no calendário acadêmico.

Em alguns cursos, exige-se que o aluno entre em contato com o professor da disciplina e peça autorização para participar das aulas.

Uma dica é conferir o procedimento específico da instituição de ensino que você quer fazer a matrícula.

Entretanto, o acompanhamento de uma disciplina como ouvinte ou aluno especial não vincula o aluno ao programa de pós-graduação, tampouco garante um certificado ou um diploma.

Por que fazer uma pós-graduação?

Além do conhecimento que se pode adquirir, há algumas outras razões que podem determinar a escolha de fazer ou não uma pós-graduação.

Iniciar carreira acadêmica

Um dos motivos bastante comum é a vontade de começar a carreira acadêmica. Esse motivo se enquadra para quem pretende trabalhar como professor ou como pesquisador ou pesquisadora.

Embora a trajetória para se chegar à carreira científica não seja fixa ou rígida, existem alguns passos comuns entre os pesquisadores. E o início de uma pós-graduação stricto sensu é um dos passos mais comuns.

Melhorar o Currículo

Com certeza, o seu Currículo Lattes ou o seu portfólio ficarão mais interessantes com o seu ingresso na pós-graduação.

Afinal de contas, você está dispondo seu tempo para se aprofundar em algum assunto e isso destaca alguma das suas qualidades.

Além do mais, alguns cargos exigem conhecimentos que só se tem acesso nos cursos de pós-graduação.

Aumentar o Networking profissional

Um curso de pós-graduação, especialmente na modalidade presencial, pode te auxiliar a entrar em contato com outros profissionais de sua área. Essa troca de conhecimento é essencial para muitas situações.

Aumentar possibilidades de emprego

Cursos de pós-graduação em áreas que complementam à sua formação inicial, podem expandir suas oportunidades de emprego e possibilitar que você alcance cargos de liderança.

Nesse ponto, formações mais interdisciplinares contribuem muito para ampliar as aptidões e, por consequência, as oportunidades.

Aumentar a pontuação em concursos públicos

Assim como nos cargos públicos, alguns concursos podem atribuir notas aos currículos. Nesse caso, a pós-graduação podem elevar a pontuação dessa nota.

Aumentar salário

Um estudo feito pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) de 2016, mostrou a desigualdade entre os salários da população brasileira.

Os profissionais que possuem um título de pós-graduação têm uma média salarial de até 4 vezes superior à média salarial de trabalhadores com formação apenas até o Ensino Médio.

Quanto custa uma pós-graduação?

O valor das mensalidades de um curso de pós-graduação depende de alguns fatores, como modalidade de ensino, por exemplo. Os cursos à distância costumam ser mais baratos que os cursos presenciais.

Mas outros fatores também podem influenciar no preço, principalmente á área do conhecimento, a carga horária do curso e o reconhecimento da instituição de ensino.

Contudo, os cursos de pós-graduação em universidades públicas não têm valor de mensalidade.

Além do mais, existem diversas possibilidades de descontos e bolsas de estudo. É importante que você verifique essas opções.

Formatação automática de trabalhos nas normas da ABNT

Você não deve esquecer que, independentemente do tipo de trabalho acadêmico, – seja um TCC, uma monografia, uma dissertação e até uma tese de doutorado, você deve seguir a formatação das normas da ABNT.

E nisso nós podemos te ajudar. O Mettzer é um editor de textos, que formata, de forma automática, todos os seus trabalhos nas normas da ABNT: desde a capa até as referências bibliográficas.

Já são mais de 450 mil estudantes e pesquisadores que usam o Mettzer todos os dias.

Apresentação Geral - Mettzer
Apresentação geral do Mettzer

Então, se você ainda não conhece o Mettzer, essa é uma ótima oportunidade de conhecer.

Acesse nosso site e faça um teste gratuito por 7 dias 🙂

Faça todos os trabalhos acadêmicos
sem dor de cabeça

Das anotações de aula até a tese de doutorado.

O que é pós-graduação?

A pós-graduação refere-se aos cursos que compreendem conhecimentos que complementam às formações de graduação no ensino superior. Como o próprio nome diz, a pós-graduação é uma formação posterior ao diploma de graduação.

Quem pode fazer um curso de pós-graduação?

De maneira geral, todas as pessoas que têm um diploma em um curso de graduação podem ingressar na pós-graduação. No entanto, existem alguns cursos que exigem uma formação anterior específica como um requisito básico. 

Quais são os tipos de pós-graduação?

Existem dois tipos de pós-graduação: a lato sensu e a stricto sensu, nas modalidades presencial e à distância.

Qual é a diferença entre um curso lato sensu de uma pós-graduação stricto sensu?

De forma geral, enquanto o stricto sensu volta-se para a pesquisa científica e docência, o lato sensu serve como uma especialização e um aprofundamento da sua área de atuação.

Quais são os tipos de pós-graduação stricto sensu?

Os tipos de pós-graduação stricto sensu são mestrado, mestrado profissional, doutorado e pós-doutorado.

Quais são os tipos de pós-graduação lato sensu?

Os tipos de pós-graduação lato sensu são especialização e MBA.

Qual é a diferença de um curso de aperfeiçoamento e um curso de especialização?

O curso de aperfeiçoamento tem duração mínima de 180 horas/aula e a especialização tem duração mínima de 360 horas/aula.

O que você achou disso?

Mande corações

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.