Epígrafe: saiba como construir uma para seu TCC

|
Tempo médio de leitura: 4 minutos
0
(0)

A epígrafe é um pequeno texto utilizado para inserir o leitor no contexto do trabalho acadêmico.


Você sabe por que muitos textos acadêmicos começam com um trecho de música ou de um livro?

São as epígrafes, elemento textual bastante utilizado em todos os tipos de trabalhos científicos, seja dissertações, teses ou TCC

Não há dúvidas que a utilização da epígrafe traz benefícios ao trabalho. Entre as vantagens está a contribuição para o enriquecimento do conteúdo e para a demarcação da personalidade do autor do trabalho acadêmico. Contudo, muitas pessoas ainda não sabem sua real funcionalidade. 

Pensando nisso, preparamos um material completo para te explicar o conceito a função da epígrafe. Para que, ao final, possamos te auxiliar a construir uma boa epígrafe para o seu TCC.

O QUE É EPÍGRAFE?

Primeiramente, vamos para a definição. A epígrafe é um pequeno texto, escrito em prosa ou em verso, em que são colocadas citações ou pensamentos que fazem sentido para o trabalho.

Trata-se de um elemento opcional nos trabalhos acadêmicos. Entretanto, é um componente interessante para inserir o leitor no contexto do trabalho logo no início do texto.

conceito de epígrafe

Exemplos de epígrafe para TCC

Por exemplo em um TCC que pesquisa sobre a importância da dança para a saúde mental das pessoas. Imagine como pode ser interessante iniciar esse trabalho com a frase de Jane Barry:  “Que sentido tem a revolução se não podemos dançar?” 

Ou então, uma dissertação que estuda sobre a utilização da comunicação não-violenta para resolver conflitos numa comunidade periférica. Como seria iniciá-la com a frase de Marshall Rosenberg: “se eu uso a comunicação não-violenta somente para pacificar relações de família e amigos, estarei a usando como um narcótico. A comunicação não-violenta nasceu também para transformar positivamente os sistemas sociais”. 

Outro exemplo: uma monografia sobre uma mudança positiva e radical na sociedade, sobre, por exemplo, o fim da fome no mundo. A epígrafe pode ser a frase de Fernando Birri, tradicionalmente citada por Eduardo Galeano: “A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar”

AS PRINCIPAIS FUNÇÕES DA EPÍGRAFE

À primeira vista, o elemento principal da epígrafe é a intertextualidade. Ou seja, a epígrafe funciona como um elemento que se conecta ao conteúdo do texto: um breve verso que se relaciona ao restante do texto. 

Isso não significa dizer que a epígrafe deve estar relacionada exclusivamente ao tema do trabalho ou à área de pesquisa do autor. Mas que, de alguma forma, esteja ligada ao desenvolvimento da pesquisa. Nem que esteja relacionada ao processo da pesquisa ou à conquista relacionada à conclusão da faculdade. 

Outra função da epígrafe é demonstrar um pouco da personalidade do autor. Os trabalhos acadêmicos costumam ter uma linguagem bastante técnica. A consequência disso é que há certa padronização e uniformização na escrita. Com isso, perde-se a personalidade e especificidade de linguagem do autor. Então, a epígrafe serve para mostrar um pouco da pessoa que está escrevendo aquela pesquisa científica.  

Nesse sentido, podem aparecer, por exemplo, trechos da música ou do livro preferido do autor. Ou então, podem aparecer trechos de tirinhas, charges ou quadrinhos. 

Em outras palavras, a epígrafe também serve para conectar o autor ao conteúdo do texto.  

As epígrafes também trazem um apelo estético ao trabalho. Isso porque, de forma geral, os autores escrevem textos e músicas em formatos de versos. O resultado é a apresentação do tema do trabalho por um viés poético. 

Quer dizer, de forma geral, a epígrafe funciona como um elemento interpretativo de todo o trabalho. Uma espécie de antecipação do conteúdo e das conclusões que virão depois.

Isto é, ao passo que prepara o leitor para o conteúdo do texto, a epígrafe também dá pistas sobre a personalidade de quem está escrevendo. 

FORMATAÇÃO NAS NORMAS ABNT

Contudo, preste atenção. Assim como os outros elementos textuais, para utilizar epígrafe em seu trabalho acadêmico você deve cumprir as normas de formatação estabelecidas pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Em primeiro lugar, há especificação certa do local da epígrafe: você deve escrevê-la na página seguinte à folha de aprovação ou imediatamente após a dedicatória e agradecimentos. 

Além do mais, as regras de formatação textual de epígrafe nas normas da ABNT são:

  1. Fonte em tamanho 10 (Arial) ou 12 (Times New Roman); 
  2. Espaço entre linhas de 1,5 cm; 
  3. Alinhamento justificado com 7,5 cm de recuo da margem esquerda;
  4. Citação em itálico;
  5. Nome do autor entre parênteses e alinhado à direita; 

Ainda, a epígrafe deve ser colocada no final da página. Você não deve indicar um título “epígrafe”.

Veja como você pode incluir a epígrafe de forma correta em seu trabalho: 

Enfim, agora você já sabe como pode incluir a epígrafe de forma correta em seu trabalho acadêmico.

Para desenvolvê-lo, você vai precisar do Mettzer, o melhor editor do mercado que formata automaticamente qualquer trabalho de acordo com as normas da ABNT.

Dessa forma, você pode focar apenas em sua pesquisa e não se preocupar com a formatação.

Faça um teste gratuito agora mesmo!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Resumo
Epígrafe: saiba como construir uma para seu TCC
Artigo
Epígrafe: saiba como construir uma para seu TCC
Descrição
A epígrafe é um pequeno texto utilizado para inserir o leitor no contexto do trabalho acadêmico.
Autor

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.