Essas dicas podem te ajudar a evitar a procrastinação

0
(0)

A procrastinação acontece quando você adia a realização de tarefas importantes. Mas, afinal, como resolvê-la?


Você precisa entregar um trabalho mas não consegue evitar a procrastinação?

Bom, isso é muito mais comum do que você pensa. A notícia ruim é que não existe uma receita de bolo que vai resolver a procrastinação em um passe de mágicas.

Mas temos dicas importantes que podem te ajudar nisso. Bora? 🙂

O que é procrastinação?

A procrastinação acontece quando as pessoas adiam a realização de tarefas importantes e necessárias. Em outras palavras, é realmente adiar o cumprimento de alguma obrigação.

O psicólogo Timothy Pychyl, da Universidade Carleton resume o conceito de procrastinação da seguinte forma: “você sabe o que deve fazer e não é capaz de fazer. É uma lacuna entre a intenção e a ação”.

Quer dizer, ao invés de realizar tarefas obrigatórias e importantes, a procrastinação te faz fazer tarefas menos urgentes ou apenas fazer o que te dá prazer.

Então, por exemplo, ao invés de se dedicar a escrever seu trabalho, você pode passar horas procrastinando, apenas rolando o feed do Instagram. Essa cena é comum por aí?

Por que a procrastinação acontece?

Pois bem. Uma boa forma de começar a evitar a procrastinação é entender porque ela acontece. E, na verdade, a procrastinação pode acontecer por vários motivos.

Um dos motivos mais comuns são as tarefas com prazos longos ou sem prazo de conclusão. A reação natural é prorrogá-la para mais perto do prazo final. Ou então, colocar outras tarefas imediatas na frente em um ciclo infinito.

Outro motivo que nos leva a procrastinar são as tarefas que demandam grande responsabilidade. De forma geral, fica-se esperando uma ocasião ideal – que nunca chega -, para que tenhamos as condições necessárias para começar a fazer a tarefa.

A preguiça e os estímulos externos – como as redes sociais – também nos leva a procrastinar. Você acaba se distraindo e perdendo noção do tempo que passou.

Nesse vídeo, Tim Urban traz pontos bastante importantes – e até, cômicos – sobre o que acontece na mente de um procrastinador:

Quais são os impactos de procrastinar?

Os impactos da procrastinação podem ser óbvios. Afinal de contas, existe um risco real de situações que podem acontecer com o prazo de entrega dos trabalhos. A situação mais perigosa é, de fato, não conseguir terminar o trabalho para entregá-lo no prazo certo.

Mas também existem outras consequências mais sutis. Como, por exemplo, na qualidade do trabalho que você entregar. Isso porque, se você ficar procrastinando por muito tempo, vai realizar a tarefa em um tempo muito mais curto do que deveria. A chance de o trabalho não ficar bom o suficiente é grande né?

No entanto, existem outros impactos ainda mais profundos. Que dizem respeito especificamente a como você vai se sentir.

Acontece que, mesmo que você realize tarefas prazerosas enquanto procrastina, você não se sente exatamente muito bem. Isso porque você sente culpa, preocupação, impotência… diversos sentimentos que te impedem de realmente aproveitar o momento.

Mas, afinal, como evitar a procrastinação?

Você pode contar com algumas ferramentas e alguns caminhos para te ajudar a evitar a procrastinação.

Aqui estão nossas dicas:

Analise como a procrastinação acontece com você

A procrastinação acontece diferente para cada pessoa. É importante avaliar como ela acontece para você.

Verifique, por exemplo, em quais situações você tende a procrastinar? Por exemplo, a procrastinação acontece com mais frequência quando você está estudando em casa? ou em uma biblioteca?

A procrastinação aparece no início das tarefas ou você tem mais dificuldade de conclui-la?

Além do mais, veja o que você faz enquanto está procrastinando: você vê vídeos aleatórios no YouTube ou perde tempo nas redes sociais? Ou então você joga vídeogame?

Se puder, também questione os motivos. Por que você procrastina? Você está se sentindo sobrecarregada ou tem dificuldades de lidar com alguma responsabilidade?

Mantenha o planejamento e o cronograma em dia

Além do mais, mantenha seu planejamento e seu cronograma em dia. Liste todas as tarefas que você precisa fazer e, depois, organize-as por critérios de prioridade.

Tome cuidado para estabelecer prazos que sejam possíveis de cumprir. Não adianta você estabelecer no seu cronograma que em uma semana vai conseguir terminar todas as leituras e todos os fichamentos. Provavelmente você só está se enganando.

Considere as demais tarefas que você precisa fazer, como estudar para as demais disciplinas e o tempo que você gasta no trabalho ou no estágio.

Perceba que um prazo inexequível também é inútil, porque o cronograma não servirá para sua organização.

Identifique seus horários e ciclos de produtividade

As pessoas têm diferentes ciclos de produtividade. Enquanto algumas pessoas são mais produtivas de manhã, outras são muito mais ativas de madrugada.

Uma boa maneira de reduzir a procrastinação é identificar qual é o horário que você sente mais disposição para produzir. A partir disso, você pode organizar sua agenda.

Deixe as tarefas mais simples para os horários que você sente mais dispersão. Você pode, por exemplo, deixar as obrigações domésticas – como lavar roupa, passar aspirador e lavar louça – nos momentos que você não sente disposição para escrever o trabalho.

Divida um trabalho maior em pequenas tarefas

É importante que, ao estipular as tarefas necessárias para fazer o trabalho, você seja o mais específica possível. É muito mais fácil executar muitas tarefas pequenas do que uma única grande tarefa.

Além do mais, porque quanto menos abrangente o cronograma ficar, mais realista ele ficará e, por consequência, mais fácil será de cumpri-lo com exatidão.

Vamos pensar, por exemplo, que você apenas colocou no cronograma uma tarefa “referencial teórico” de forma geral e não especificou cada atividade dentro dessa etapa que você vai precisar fazer.

Dessa forma não fica claro que você precisará fazer todas as leituras, desenvolver os fichamentos, construir as argumentações, fazer as citações de forma correta, revisar as referências bibliográficas… ufa!

Viu quanta coisa está implícita nessa etapa? Será que o tempo que você previu vai ser suficiente? Como você vai se sentir diante desse grande desafio?

Se, por outro lado, seu cronograma tiver todas essas atividades separadas, fica muito mais fácil prever o tempo que você precisará em cada uma delas.

Considere que a pesquisa bibliográfica, a fundamentação teórica e a análise dos dados tendem a ocupar mais tempo. Por isso, divida essas etapas em muitas tarefas. Por exemplo, divida a pesquisa por assuntos principais e divida a análise de dados em cada objetivo específico.

Procure conhecer o seu processo criativo

De forma geral, o processo criativo é um processo de estruturação para o desenvolvimento de atividades criativas: desde o surgimento da ideia até a realização do projeto.

Nesse contexto, executar um processo criativo é direcionar esforços para organizar pensamentos e ideias para colocar a criatividade em prática.

Tente entender como as boas ideais surgem em você. Como você sente disposição para produzir?

Depois que você conhece e define o seu próprio processo criativo, fica muito mais fácil direcionar esforços para as etapas desse processo. No fim, você otimiza o seu tempo e melhora sua produtividade.

Sem contar que a definição de um processo criativo com etapas muito bem estruturadas evita que você fique paralisada em bloqueios criativos.

Desenvolva um sistema de recompensas

Você sabe como é gratificante marcar uma tarefa como concluída né? Essa é uma recompensa que você recebe depois de tanto trabalho.

Veja como é importante recompensar-se pelas tarefas. Essa é uma forma interessante de evitar a procrastinação, porque eleva o seu senso e vontade de realização.

Ao mesmo tempo, aumenta bastante a autoconfiança para enfrentar desafios futuros. Então desenvolva seu próprio sistema de recompensas.

Você pode, por exemplo, se comprometer a tomar um café na varanda depois de concluir certa tarefa. Ou então fazer uma pausa para assistir um episódio da sua série.

Enfim, as recompensas devem acontecer por comportamentos significativos – como concluir a tarefa -, devem ser significativas para permitir que você progrida e devem ser acessíveis para que você se motive a curto prazo.

Livre-se das distrações

Nesse ponto, você já vai saber quais são as suas maiores distrações, certo? Então, crie formas para evitá-las. Limite o uso de celular, tire as notificações de e-mails e de mensagens, mude de ambiente de trabalho.

Enfim, desenvolva uma disciplina para evitar as distrações.

Utilize o editor de textos da Mettzer

Para facilitar o processo de escrita dos trabalhos e otimizar tempo, você pode contar com a nossa ajuda!

Mettzer é um editor de texto que formata, de forma automática, qualquer trabalho nas normas da ABNT.

Assim, você pode deixar os procedimentos burocráticos e normativos de lado, porque todos são feitos de forma automática, e se dedicar mais tempo ao que realmente importa, que é o processo criativo e científico do trabalho.

Apresentação Geral - Mettzer

Acesse agora e faça um teste gratuito e veja como a tecnologia pode auxiliar no desenvolvimento do seu trabalho.

O que você achou disso?

Mande corações

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.