Como fazer análise de conteúdo no seu trabalho?

5
(1)

Esse post vai te ajudar a fazer análise de conteúdo dos dados que você coletou.


Me deixa adivinhar. Você terminou a etapa da coleta de dados e aí não sabe como interpretar tantas informações. Acertei?

Bom, nesse post eu vou te mostrar como você pode fazer a análise de conteúdo no seu trabalho acadêmico. Depois disso, eu prometo que tudo vai ficar mais claro.

E então, você me conta como foi. Combinado? 🙂

O que é análise de conteúdo?

A análise de conteúdo é um método para analisar os dados de uma pesquisa qualitativa. Ou seja: é um método para analisar dados que descrevem e ilustram a realidade, mas que não podem ser quantificados.

Isso quer dizer que a análise de conteúdo serve para analisar, por exemplo, documentos como entrevistas, diários de campo ou vídeos.

Entre os principais pesquisadores sobre esse tema, é possível destacar Laurence Bardin. Isso porque Bardin escreveu um livro exclusivo sobre o método.

No livro Análise de Conteúdo, Bardin apresenta o conceito de análise de conteúdo da seguinte forma:

É um conjunto de técnicas de análise das comunicações, que emprega procedimento sistemáticos e objetivos de descrição do conteúdo das mensagens.

O foco da análise de conteúdo é verificar a semântica dos dados. Quer dizer, a pesquisa tem o objetivo de compreender o verdadeiro sentido de um texto.

Características da análise de conteúdo

As principais características da análise de conteúdo são:

  • Tem o intuito de buscar o verdadeiro sentido de uma mensagem
  • Compara as mensagens considerando receptores diferentes ou situações diferentes que envolvam os mesmos receptores
  • Orienta-se a partir de mensagens padronizadas
  • Tem a finalidade de encontrar uma descrição objetiva, sistemática e qualitativa

Como fazer análise de conteúdo?

Preparamos um passo a passo para te ajudar a fazer a análise de conteúdo. Vamos lá?

1. Pré-exploração do material

Na primeira etapa, você deve ler e organizar todo material de dados. É a etapa que você começa a compreender as ideias principais e organizá-las.

Mas ainda não é a hora da sistematização, ok?

Bordin identificou três atividades para essa fase de organização:

  • Fazer leituras flutuantes – que é o primeiro contato com os documentos da coleta de dados
  • Constituir um corpus – que é uma coleção completa de todas as informações sobre o tema
  • Formular hipóteses de conteúdo – aqui você pode sugerir explicações e argumentos

Além disso, ao organizar todos os documentos, você deve tomar cuidado em cumprir os seguintes princípios:

  • Princípio da exaustividade: para não deixar nenhum documento de fora
  • Representatividade: possibilidade de compreender todas as situações e hipóteses possíveis (generalização)
  • Adequação: é importante cumprir o objetivo e servir para responder ao problema de pesquisa

2. Exploração do material

Na segunda etapa, você deve selecionar as unidades de análise. Isso significa escolher, dentre todo material, palavras, frases, parágrafos ou temas que interessam para a pesquisa.

Nesse ponto, você também deve considerar qualquer acontecimento, objeto e personagens que podem influenciar na análise. Esse processo se chama codificação.

Além do mais, deve-se classificar os elementos constitutivos de um conjunto de diferenciação. Ou seja: deve-se olhar para as unidades de registro e transformá-las em categorias.

Isso significa agrupar unidades de registro que tenham características semelhantes. Deve-se definir as categorias com objetividade e consistência.

Esse agrupamento pode ser feito de quatro formas diferentes:

  • Semântico – a partir dos significados dos códigos
  • Sintático – a partir da organização da estrutura da frase
  • Léxico – referente à posição das palavras
  • Expressivo – através do que a pessoa que emitiu a mensagem quis dizeR

Não existe uma fórmula mágica para definir as categorias do trabalho. Para isso, deve-se considerar a fundamentação teórica e o tema do trabalho.

3. Tratamento e interpretação

Chegou a hora de fazer um esforço para realmente compreender o material de coleta de dados com profundidade. E, para isso, é necessário chegar em algumas conclusões.

Isso não significa criar uma suposição aleatória. Mas buscar embasamento em teorias e na realidade dos fatos concretos, a partir de quem produziu a mensagem e de quem recebeu.

Então, para fazer a interpretação, é necessário considerar as seguintes variáveis:

  • Variável de inferência
  • O material de análise
  • A data
  • Descrição da interpretação

A inferência deve identificar algumas características da mensagem. Esse procedimento acontece da seguinte maneira:

  • Quem? (A fonte da mensagem – quem emitiu)
  • Por que?
  • O quê? (a mensagem propriamente dita)
  • Com que efeito? (processo de decodificação)
  • Para quem? (receptor)

As principais estratégias de análise e de interpretação são:

  • Emparelhamento: referente à comparação dos dados
  • Análise história: como o fenômeno se comportou ao longo do tempo – o que mudou? o que permaneceu igual?
  • Construção de uma explicação: explicação das unidades de sentido

Formatação automática de trabalhos nas normas da ABNT

Você só não pode esquecer que, independentemente do tipo de trabalho acadêmico – seja um TCC, uma monografia, um artigo, uma dissertação até uma tese de doutorado, não se deve deixar de formatar o seu trabalho nas normas científicas.

Mas, se esse for o seu caso, você não precisa passar por isso sozinha, ok? Use a tecnologia ao seu favor 🙂

Para te ajudar nisso, conte com a ajuda da Mettzer.

Apresentação Geral - Mettzer
Visão geral do editor de texto da Mettzer

Mettzer tem o melhor editor de texto do mercado, que formata qualquer trabalho nas normas da ABNT e nas normas APA de forma automática: da capa até as referências bibliográficas.

Que tal fazer um teste gratuito por 7 dias? 🙂

O que você achou disso?

Mande corações

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.