Aprenda a fazer nota de rodapé nas normas da ABNT

|
Tempo médio de leitura: 4 minutos
0
(0)

As notas de rodapé servem para explicar e aprofundar o conteúdo e para referenciar uma fonte de pesquisa. Quer saber mais? Vem ver.


Você já reparou em alguns textos que ficam na margem inferior dos trabalhos acadêmicos? Pois bem. Essa é uma nota de rodapé.

O que poder ser uma novidade pra você é que, mesmo sendo simples detalhes, as notas de rodapé também devem obedecer às normas da ABNT.

Se você quer saber as funções das notas de rodapé e como fazê-las nas normas da ABNT, eu escrevi esse post pensando em você 🙂

Então, pega teu café e vem comigo.

Quais são os tipos de notas de rodapé?

De forma geral, existem dois tipos de notas de rodapé: explicativa ou indicativa de referência bibliográfica de alguma citação.

Nota de rodapé explicativa

As notas de rodapé explicativas servem para explicar alguma informação com mais profundidade. Em outras palavras, funcionam para agregar conteúdo no trabalho, sem necessariamente interromper a leitura ou o raciocínio do parágrafo.

Não existe um consenso quanto a um limite desejável de notas de rodapé. Por um lado, as notas de rodapé acrescentam e complementam o conteúdo e demonstram profundidade no tema. Por outro lado, há quem entenda que esse recurso deve ser utilizado o mínimo possível, para que não se deixe o assunto principal de lado.

Nota de rodapé como uma referência bibliográfica

As notas de rodapé como uma referência bibliográfica servem para dar crédito à fonte de pesquisa.

As notas de rodapé como referências bibliográficas devem seguir o mesmo formato de uma referência bibliográfica e funcionam tanto para citações diretas, quanto para citações indiretas.

O único cuidado especial que se deve ter é que no final da citação deve-se incluir o número referente a uma nota de rodapé. Por consequência, a nota de rodapé deve começar com mesmo número do texto e seguir o padrão das referências bibliográficas.

Ou seja, inclui-se uma citação e um número sequencial (quer dizer, a segunda nota de rodapé será a de número 2). Na nota de rodapé, insere-se a referência correspondente àquela citação.

Esse padrão de citações e de referências bibliográficas através de notas de rodapé é o sistema numérico. No entanto, o sistema mais comum para referenciar fontes de pesquisa é o sistema autor-data.

Você deve ter em mente que, depois que você optar por um dos sistemas de referências, você deve manter esse padrão até o final do trabalho.

Mas não é sempre que você pode escolher. Algumas instituições de ensino estabelecem qual é o sistema que deve ser utilizado em todos os TCCs, dissertações e teses. Algumas revistas também estabelecem um padrão em seus editais.

COMO FAZER UMA NOTA DE RODAPÉ NAS NORMAS DA ABNT

Nos termos da NBR 10520/2002 da ABNT, que regulamenta as notas de rodapé, as regras de formatação para as notas de rodapé são:

  • As notas de rodapé devem aparecer na margem inferior da página do trabalho.
  • As notas devem acompanhar uma numeração sequencial que se relacione à parte específica do texto.
  • Deve-se organizar as notas de rodapé por sistema numérico com algarismos arábicos (ou seja: 1,2,3,4,5,6…).
  • A numeração é sequencial ao longo de todo o texto do trabalho. Isso significa que não se inicia uma nova numeração a cada página ou a cada capítulo.
  • Espaçamento entre linhas: simples.
  • Tamanho de fonte menor que o texto (recomenda-se tamanho 10).
  • Alinhamento à esquerda, sem espaçamento entre o número e o texto.

COMO FAZER UMA NOTA DE RODAPÉ NO METTZER?

Mas se você precisar de uma ajudinha para inserir as notas de rodapé, pode contar com o Mettzer.

No nosso editor de texto, é muito simples inserir as notas de rodapé. Basta clicar em “inserir nota de rodapé” na bandeirinha do lado direito:

Inserir notas de rodapé
Inserir nota de rodapé

Depois, é só você inserir o texto da sua nota e clicar no botão “inserir”. Prontinho! Viu como é fácil?

Inserir texto da nota de rodapé

Formatação automática nas normas da ABNT

Apesar de parecer um detalhe, as notas de rodapé são muito relevantes para um trabalho acadêmico. Afinal de contas, podem garantir a consistência do trabalho ou evitar que você cometa plágio acadêmico.

Mas agora que você já sabe como fazê-las, mãos à obra?

Contudo, lembre-se de que, seja qual for o tipo de trabalho, você deve obedecer às normas da ABNT. Nisso nós podemos te ajudar.

Se você ainda não conhece o Mettzer, essa é uma ótima oportunidade!

O Mettzer é um editor de textos que formata, de forma automática, todos os trabalhos acadêmicos nas normas da ABNT.

Apresentação Geral - Mettzer

Ou seja, toda formatação é feita de forma automática e você vai poder se dedicar só ao que realmente importa, que é o desenvolvimento da sua pesquisa.

Faça um teste gratuito por 7 dias e descubra como a tecnologia pode te ajudar!

Faça todos os trabalhos acadêmicos
sem dor de cabeça

Das anotações de aula até a tese de doutorado.

O que você achou disso?

Mande corações

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.