Mas afinal, o que é LaTeX?

O LaTex não tem nada a ver com látex – produto vegetal extraído da seringueiras – ele é uma espécie de plataforma na qual você digita seus textos com as indicações de layout já definidas. Ou seja, você pode “programá-lo” para que seus textos tenham um padrão específico de formatação, como a ABNT, por exemplo.

Na verdade, a grafia correta da plataforma é Lateχ. O χ na verdade é o símbolo “chi” do alfabeto grego, e sua pronúncia é latequi.

Mas não precisa se desesperar se você já está aguardando por uma fórmula física. Vamos explicar tudo sobre o programa e como ele pode te ajudar com seus trabalhos acadêmicos e algumas de suas funções.

Mas agora que você aprendeu um pouco de etimologia, vamos ao que interessa: como essa plataforma pode me ajudar?

Vantagens do LaTeX

Todo mundo já deve ter apanhado do querido Word para fazer algum tipo de formatação. Numerações, caixas de imagem, legenda, cabeçalho, rodapé… a lista é gigante quando você está correndo para fechar aquele trabalho e empaca na parte crucial de formatar seu trabalho acadêmico.

Por isso, separamos 5 vantagens do LaTeX para que você fica mais por dentro do assunto e conheça um pouco mais dessa ferramenta:

  1. Essas dificuldades na formatação de textos no Word nada mais são do que “bugs.” Em contrapartida o LaTeX não possui bugs – sua plataforma é regular e sem falhas;
  2. As versões dos arquivos na plataforma não sofrem de incompatibilidade. Ou seja, um arquivo salvo em Tex, no dia da sua criação em 1978 – sim, ele é um senhor já – pode ser acessado e aberto hoje sem qualquer problema;
  3. Sua linguagem é indicada para artigos e trabalhos acadêmicos de todos os tipos, mas pela sua gama de funções, é possível escrever até partituras nele;
  4. Os documentos em Tex são leves e de fácil exportação, o que permitem um envio mais ágil e fácil arquivamento;
  5. E para os capricornianos de plantão e aqueles que contam as moedas para os xerox e salgados da cantina: ele é totalmente grátis e livre para uso.

Desvantagens do LaTeX

Como nem tudo são flores nessa vida, precisamos ponderar algumas desvantagens sobre a plataforma. Vale dizer que não existe certo ou errado, apenas são alguns pontos levantados para ajudar com a tomada de decisão e informar cada vez mais.

– A interface do LaTeX pode ser um pouco complexa para algumas pessoas;

– A linguagem de programação tende a “complicar” algumas ações que são mais simples em outras plataformas. A correção de erros é como corrigir um código de programação, o que requer paciência do usuário;

– Se o objeto for um trabalho acadêmico assistido, talvez o orientador não tenha conhecimento da plataforma. Nesse caso, a troca de trabalhos para revisão aconteceria em pdf, o que pode não ser ideal para revisões e correções;

– É necessário uma dose de paciência e dedicação para dominar o LaTeX. Como todo novo programa ou ferramenta, é necessário alguns conhecimentos básicos e curiosidade para errar e ir aprendendo com os erros.

– O vício em plataformas mais simples tem uma chance de espantar usuários novos do Tex – nome carinhoso – afinal, por que abandonar o word para algo complexo e que tomará um bom tempo de aprendizado?

O LaTeX é ideal para quais tipos de trabalhos?

Quando simplificamos o conceito, essas plataformas nada mais são do que programas de diagramação de textos.

O LaTeX, pela sua aparente complexidade, pode ser mais indicado para alunos da pós-graduação, como mestrandos, doutorandos, professores acadêmicos, pesquisadores, ou para todos aqueles que são curiosos ou possuem uma leve familiaridade com programação.

Para aquelas pessoas que têm mais afinidade com á área acadêmica e geralmente escrevem artigos científicos para congressos e revistas, a plataforma pode ser indicada pelo fato da familiaridade com as normas e regras de formatação.

Dessa forma, a adaptação se dá apenas na mudança de plataforma, não pelo aprendizado das regras em conjunto com a plataforma.

Um bom exemplo, é a comparação com o Word: todo mundo já sabe digitar um texto, mexer no tamanho da fonte, negrito, itálico e por aí vai.

Mas quando o assunto é formatação e diagramação nas normas da ABNT, as dificuldades já aparecem e a limitação da ferramenta em oferecer soluções ágeis e eficazes pode ser questionável.

Dessa forma, para aqueles que já são familiarizados com as normas, o LaTeX pode ser uma boa opção.  E é válido mencionar que sempre há como buscar referências e tutoriais que possam te auxiliar nos mais diversos assuntos.

Hoje em dia há um tutorial para praticamente tudo na web, a informação é mais fluída, então não há razão para não aproveitar e aprender um pouco mais.

Outras plataformas como o LaTeX

Já falamos bastante sobre o Word e o próprio LaTeX. Existe também uma outra interface chamada LyX.

Essa ferramenta de diagramação pode ser categorizada com intermediária entre o Word e o LaTeX, pelo sua interface mais amigável, porém o mesmo apresenta algumas limitações se comparado ao LaTeX, sendo considerado um pouco menos completo, porém ao mesmo tempo menos complexo.

Vale a pesquisa sobre essa e diversas outras ferramentas, mas se você está procurando por algo mais profissional para categorização de informações sob padrões preestabelecidos, o LaTeX é campeão.

O LyX pode ser encarado como transitório entre o Word e o LaTeX, pois contempla uma interface mais simples com alguns recursos mais aprimorados.

Você que gosta desse tipo de conteúdo e se interessa pelo assunto, o Mettzer é uma excelente opção para você. Acesse nosso site, fique por dentro de todas as novidades, conheça nossos serviços de formatação de diversos projetos nas normas da ABNT e faça um teste totalmente gratuito.

Já foram mais de 113 mil projetos formatados!  Uma mão na roda para todo o tipo de problema acadêmico.

Summary
Article Name
Conheça o LaTeX: entenda para serve, suas vantagens e desvantagens
Description
O LaTex não é o mesmo que látex – produto extraído da seringueiras – ele é uma plataforma para textos e você pode “programá-lo” como a ABNT, por exemplo.
Author
Publisher Name
Mettzer