Citação nas normas da ABNT: guia completo e exemplos

Compartilhe esse post:

Atualmente nenhum texto acadêmico começa do zero, sempre alguém já escreveu, nem que seja um pouquinho, sobre o tema, é aí que entra a CITAÇÃO.


Introdução

Você deve estar se perguntando 1: como assim alguém já escreveu sobre o meu tema? e 2- o que isso tem a ver com citação?

Acalma esse coração! Nós do Mettzer temos resposta pra praticamente tudo o que diz respeito à pesquisa acadêmica!

Em primeiro lugar: sim, mesmo que a lente de análise ou a abordagem não sejam a mesma, alguém já escreveu sobre o seu tema.

E isso é essencial para que você possa fundamentar e criar o seu referencial teórico de maneira sólida.

Em segundo lugar, as citações entram aí porque essa é a forma que você vai usar para incorporar ao seu texto essas outras produções que versam sobre o mesmo conteúdo.

1- Por que utilizar citações?

É fundamental que as informações extraídas da literatura utilizada estejam devidamente citadas e referenciadas.

Essas citações devem obedecer às normas que permitem a identificação das fontes utilizadas no desenvolvimento do texto.

Assim, a “citação” é a menção de informação extraída de outros documentos”.

Ela tende a contextualizar o trabalho na temática, dando credibilidade, e registrando opiniões similares ou conclusões opostas.

Por isso, você não pode escolher apenas citações que te agradam e que corroboram com as suas hipóteses. É fundamental que as teorias conversem!

Por meio delas você pode incorporar ideias, dados e frases de outros autores.

Então, se você não citar a fonte original, constitui plágio.

Veja abaixo o que são e como utilizar cada tipo de citação:

2- Citação indireta

Você também pode conhecer este formato de citação como paráfrase.

É utilizada quando a ideia de quem escreveu é incorporada ao texto com as suas próprias palavras (sim, as suas, de você que está lendo aqui).

Desta forma, você irá traduzir, ou explicar aquela ideia, facilitando a compreensão de quem lê.

Tenha o cuidado de jamais alterar o que foi dito originalmente.

Igualmente a referência da fonte deve ser feita assim como em qualquer outro formato de citação.

Em alguns casos o uso da paráfrase não precisa da inclusão do número de página. Especialmente quando a ideia parafraseada pertence ao todo da obra consultada.

Embora, seja preferível que sempre seja referenciada de forma completa.

Qual é o objetivo da citação indireta?

O objetivo da paráfrase é expressar certa ideia de modo mais acessível, com linguagem de fácil compreensão.

Além, é claro, de poder dar o seu “tom” a uma ideia que estará dentro do seu texto.

Nesse sentido, este formato de citação deixa claro que você, que está parafraseando, entende o conteúdo corretamente, podendo inclusive colocá-lo em seus próprios termos.

Para fazer uma boa citação indireta, o ideal é que você compreenda todo o contexto da obra, para não pegar uma parte isolada e acabar deturpando a ideia do autor ou autora.

Como fazer citação indireta

Desta forma, as citações indiretas aceitas na escrita acadêmica não incluem a mera reprodução, ou troca de uma palavra por outra.

Você pode considerar esses dois pontos na produção:

a) Faça um comentário explicativo, apresentando a ideia e desenvolvendo conceitos e esclarecimentos;

b) Desenvolva ou amplie as ideias do original, acrescentando exemplos ou comparações.

Não se esqueça que, diferentemente da citação direta, a indireta deve seguir a formatação do texto, sem recuo ou alteração no tamanho da fonte!

3- Citação direta

Diferentemente da citação indireta, a direta será feita com as palavras do próprio autor.

Você não estará, portando, traduzindo uma ideia, mas utilizando-a na íntegra.

Para isso, existem dois formatos de citação direta, que possivelmente você utilizará no desenvolver do seu trabalho.

3.1 Citação direta curta- até 3 linhas

A primeira delas, a curta, vem de trechos reproduzidos igualmente ao texto original, de no máximo três linhas.

Veja esse exemplo:

Exemplo de citação direta curta

– No texto

citação direta curta

– Na lista de referências

FURASTÉ, Pedro Augusto. Normas técnicas para o trabalho científico: elaboração e formatação. 14. ed. Porto Alegre: [s.n.], 2006.

3.2 Citação direta longa

A segunda delas, a longa, tem o mesmo objetivo que a anterior, mas vem de trechos maiores com mais de quatro linhas.

Além disso, sua formatação é diferente.

Essa citação deverá ser separada do restante do texto, com recuo.

Também a fonte deverá ser menor do que a utilizada ao longo do trabalho, geralmente no tamanho 10.

Já o espaçamento entre as linhas deve ser simples, não se utiliza aspas e o recuo utilizado deverá ser de 4 centímetros.

Além disso, mantenha sempre o alinhamento justificado.

Um ponto de atenção é que não sejam colocadas muitas citações deste tipo numa mesma página, porque a leitura ficará desagradável e parecerá que você apenas está copiando algo, e não desenvolvendo ou escrevendo.

Exemplo de citação direta longa

– No texto

exemplo de citação direta longa

– Na lista de referências

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração: uma visão abrangente da moderna administração das organizações. 7. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004. 634 p.

Grifo em citação direta

Também é importante que você saiba utilizar o grifo.

Deste modo, quando o texto original contiver algum tipo de grifo é preciso que isso seja reproduzido fielmente em seu trabalho, seguido da expressão “grifo do autor”.

Exemplo:

  • “São velhas e persistentes as teorias que atribuem capacidades específicas inatas a raças ou a outros grupos humanos” (LARAIA, 1986, p. 17, grifo do autor).

4- O que é apud ou citação de citação?

A citação de citação também pode ser chamada de apud, palavra em latim que significa “junto a, perto de, em”.

No contexto científico e acadêmico este termo é utilizado como sinônimo de “citado por”.

Assim, ele será empregado sempre que se inserir no texto uma citação de um autor que foi encontrada em outra obra.

É importante frisar que o ideal é sempre consultar a obra original.

Porque isso garante que o que você está afirmando (com base em outra pessoa, é claro) é verdadeiro.

Entretanto, caso essa citação seja relevante e o acesso à obra original seja dificultado, você pode usar uma citação de citação.

Este formato de citação, assim como todos os demais, possui regras próprias, definidas pelas normas ABNT.

5- Citação de citação: apud

Neste caso de citação, o apud, você estará citando outra citação.

No contexto científico e acadêmico este termo é utilizado como sinônimo de “citado por”.

Por isso ele será empregado sempre que se inserir no texto uma citação de um autor que foi encontrada em outra obra.

Entretanto o ideal é sempre consultar a obra original, para garantir que o que você está afirmando é verdadeiro.

Veja os exemplos abaixo:

Exemplo 1

A primeira maneira de se citar o trecho acima é incluindo os autores referenciados e o apud no começo da citação:

  • De acordo com Gough (1972, p. 59, apud NARDI, 1993, p. 94), “o ato de ler envolve um processamento serial que começa com uma fixação ocular sobre o texto, prosseguindo da esquerda para a direita de forma linear.”

Exemplo 2

A segunda opção para fazer a citação do trecho seria incluir o apud no final da frase:

  • Segundo Gough (1972, p. 59), “o ato de ler envolve um processamento serial que começa com uma fixação ocular sobre o texto, prosseguindo da esquerda para a direita de forma linear” (apud NARDI, 1993, p. 94).

Exemplo 3

Existe ainda uma terceira alternativa, que dispensa a utilização do termo apud, mas continua indicando que se trata de uma citação de citação:

  • De acordo com Gough (1972, p. 59), conforme citado por Nardi (1993, p. 94),  “o ato de ler envolve um processamento serial que começa com uma fixação ocular sobre o texto, prosseguindo da esquerda para a direita de forma linear.”

6- Apud na lista de referências

Esta observação é bastante importante.

Embora o apud seja uma citação de citação, na lista de referências deve-se incluir apenas a obra consultada por você, e não a obra foi citada pelo autor que você utilizou como fonte.

Porque a inclusão na lista contrariaria o uso do apud.

7- Como gerar citações de forma automática

Muitas vezes acabamos perdendo muito tempo formatando cada pequeno detalhe deste que falamos a cima.

São parágrafos, espaçamentos, números de página, citações…

Além de claro, o conteúdo!

Pois saiba que você já pode experienciar este momento de focar apenas no conteúdo e deixar que a formatação seja feita de forma automatizada.

Isso mesmo, com o Mettzer, o editor que pode mudar a sua relação com as normas da ABNT!

Aqui todas as adequações às normas ABNT podem ser feitas automaticamente, sem complicações.

Por isso, veja como é fácil criar citações no Mettzer:

citação direta curta

Faça um teste gratuito por 7 dias e veja como o nosso editor pode te ajudar!

Resumo
Artigo
Citação nas normas da ABNT: guia completo e exemplos
Descrição
A citação é a base de qualquer trabalho teórico. Neste post você vai aprender tudo sobre as citações e como formata-las nas normas da ABNT!
Autor
Publicador
Mettzer

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.