Tudo que você precisa para fazer uma síntese em 5 passos

4.8
(16)

Separamos quais são os pontos principais para fazer uma boa síntese. Vem conferir.


Se você está precisando fazer uma síntese, você chegou no lugar certo.

O objetivo desse artigo é te ajudar a fazer um bom trabalho, a partir de 5 passos 🙂

Se no final você ainda tiver dúvidas, não deixe de me escrever.

O que é uma síntese?

Antes de mais nada, é importante entender o conceito desse tipo de trabalho acadêmico.

A síntese é, de forma geral, um texto que compreende as principais ideias de um texto.

É possível fazer uma síntese de um artigo acadêmico, de uma dissertação, de uma tese de doutorado, de um filme, de uma série, de um livro, por exemplo.

Em termos práticos, a síntese é um pequeno texto que contempla os pontos principais de outro texto ou narrativa.

A partir desse conceito, já é possível concluir algumas ideias centrais:

  1. É um texto com poucas palavras. Então, deve-se dispensar todas as informações secundárias.
  2. É um apanhado de ideias gerais. Quer dizer que não existe aprofundamento nas ideias do texto.
  3. Jamais pode ser maior do que o texto original.

Como fazer uma boa síntese?

Agora que você já sabe o que é esse modelo de trabalho, vamos colocar a mão na massa 🙂

Esses são os passos para desenvolver uma boa síntese. A ideia é que se você conseguir seguir o passo a passo que proponho aqui, esse percurso de desenvolvimento e de escrita vai ser muito mais tranquilo. Vamos lá.

Por onde começar

Claro que não existe uma fórmula mágica para desenvolver trabalhos. Você deve pensar o que funciona melhor para você. Mas nossa dica é que você comece pela organização das ideias.

1. Leia com atenção

O primeiro passo é ler o texto com atenção, se estamos falando de livros e de pesquisas científicas. Se for um filme ou uma série, por exemplo, você deve assisti-los com cuidado.

A ideia é que você se torne capaz de compreender os pontos principais do texto. Quer dizer, você deve compreender as ideias e os argumentos principais de quem escreveu.

Não avance para as próximas etapas se você ainda tiver dúvidas sobre isso.

2. Sublinhe as principais ideias

Nessa procura pelos pontos principais, você pode usar algumas ferramentas para te ajudar: pode grifar os tópicos principais ou inserir comentários que já comecem a conectar as ideias.

Se for um texto muito longo, considere fazer fichamento das ideias principais.

3. Defina uma organização

A organização do texto é um fator essencial para a compreensão de quem vai ler e também é um critério importante para avaliar a qualidade da síntese.

Afinal de contas, a estrutura do texto auxilia na didática da apresentação das ideias.

Ainda que pareça óbvio, melhor não deixar de ressaltar: não basta copiar e colar partes do texto. A síntese não tem a mesma função dos fichamentos.

A estrutura da síntese deve conectar as ideias principais do texto.

Para isso, coesão e coerência textual são essenciais para que seu trabalho fique claro e objetivo.

O ideal é escrever o texto com introdução, desenvolvimento e conclusão.

Mas preste atenção: você não deve separar (muito menos identificar) esses três elementos do texto, como acontece em artigos científicos.

Durante o processo de escrita

Agora que o trabalho já está organizado, você pode começar a escrever.

4. Não altere o conteúdo da fonte de pesquisa original

Você deve escrever o texto na terceira pessoa e não demonstrar suas próprias opiniões, para não alterar as ideias originais do texto.

Tenha em mente que você não está escrevendo uma resenha crítica.

Tente pontuar quais são as palavras-chave, qual foi o método científico utilizado, quais são os objetivos, qual é a justificativa, quais os argumentos e, por fim, quais são as conclusões de quem escreveu.

5. Conecte as ideias do texto

Escreva a síntese de uma forma que conecte as ideias principais do texto.

É importante usar palavras de transição e conectivas, como: enfim, por isso, por essa razão, desse modo. Esses termos ajudam a criar uma unidade no texto.

O que NÃO é síntese?

É bastante comum a confusão entre os conceitos de síntese, fichamento, resumo e resenha.

Diferença entre síntese e resumo

O resumo também é um texto que compila as partes mais importantes do texto. Pode-se usá-lo tanto como um trabalho acadêmico independente, como para fazer parte da estrutura de outros trabalhos, como no TCC e na monografia.

A síntese é, no entanto, um texto menor que o resumo. É como se fosse uma espécie de pequeno resumo, para conter as principais ideias do texto.

Só que você nunca vai encontrar um trabalho acadêmico com um capítulo de síntese, por exemplo.

A principal distinção entre esses trabalhos é justamente o tamanho do texto e o aprofundamento nas ideias.

Diferença entre síntese e fichamento

O fichamento, por sua vez, tem um formato bastante diferente, já que seu objetivo é organizar o conteúdo em fichas.

O fichamento serve para consultas ao conteúdo do texto de forma rápida e simples. Além das ideias principais, normalmente o fichamento também compreende informações sobre quem escreveu e como foi publicado.

Diferença entre síntese e resenha

A resenha tem o objetivo de analisar um objeto e apresentar relações entre as suas propriedades e suas características mais importantes.

Ou seja: a grande diferença é que a síntese não compreende críticas ou opinião pessoal.

Enfim, essas ideias ainda estão confusas? Veja o quadro que preparamos para você.

Quadro comparativo entre síntese, resumo, fichamento e resenha

Quadro comparativo entre síntese e resumo
Quadro comparativo entre síntese e resumo

Síntese nas normas da ABNT

Bom, assim como todos os outros tipos de trabalhos acadêmicos, as sínteses também devem obedecer às regras da ABNT.

Em primeiro lugar, em reação ao número de páginas, você não deve se preocupar. Não há limite mínimo ou máximo de páginas.

Apenas não se esqueça que a síntese é um trabalho mais curto que um resumo e que de forma alguma deve ser maior que a fonte de pesquisa original.

O ideal é que você consiga pontuar as partes mais importantes do texto em, no máximo, uma página. Mas, claro, isso vai depender bastante do tamanho e da profundidade do texto original.

Se você está fazendo uma síntese para uma disciplina específica da graduação ou da pós-graduação, é melhor perguntar ao seu professor ou professora quais são as especificações do trabalho.

Nesse caso, não existe certo ou errado. Você apenas deve seguir as orientações.

Como formatar a síntese nas normas da ABNT

É importante seguir as normas da ABNT, embora não seja obrigatório. Isso vai garantir que seu trabalho siga um bom padrão para leitura e compreensão.

Mesmo porque não é por acaso que existem normas para se definir um padrão de trabalhos acadêmicos, não é mesmo?

Então, opte por formatar o seu trabalho dentro dessas regras:

  • Borda lateral esquerda e superior 3 cm
  • Borda lateral direita e inferior 2 cm
  • Parágrafo 1,5 cm
  • Espaçamento 1,5 cm
  • Fonte Times ou Arial no tamanho 12
  • Cabeçalho completo com seu nome, nome da universidade e data de entrega
  • Você não pode esquecer de informar as referências do trabalho. É provável que a referência seja apenas uma, que é o texto que você está sintetizando.
PRINCIPAIS-FORMATACOES
Formatação das normas da ABNT

Formatação automática de trabalhos nas normas da ABNT

De toda forma, você não precisa se preocupar com isso. Se você precisa formatar sua síntese nas normas da ABNT, pode contar com a ajuda do Mettzer.

Mettzer é um editor de textos que formata, de forma automática, todos os trabalhos acadêmicos nas normas da ABNT.

Apresentação Geral - Mettzer
Visão geral do editor de textos da Mettzer

Ou seja, toda formatação é feita de forma automática e você vai poder se dedicar só ao que realmente importa, que é o conteúdo do seu trabalho.

Faça um teste gratuito por 7 dias e descubra como a tecnologia pode ajudar a fazer o seu TCC! 🙂

O que é uma síntese?

A síntese é, de forma geral, um texto que compreende as principais ideias de um texto.

Quais as características de uma síntese?

1. É um texto com poucas palavras. Então, deve-se dispensar todas as informações secundárias.
2. É um apanhado de ideias gerais. Quer dizer que não existe aprofundamento nas ideias do texto.
3. Jamais pode ser maior do que o texto original.

Como fazer uma síntese?

1. Leia com atenção;
2. Sublinhe as principais ideias;
3. Defina uma organização;
4. Não altere o conteúdo da fonte de pesquisa original;
5. Conecte as ideias do texto.

Qual é a diferença entre síntese e resumo?

O resumo também é um texto que compila as partes mais importantes do texto. A síntese é, no entanto, um texto menor que o resumo. É como se fosse uma espécie de pequeno resumo, para conter as principais ideias do texto. Então, a principal distinção entre esses trabalhos é justamente o tamanho do texto e o aprofundamento nas ideias.

O que você achou disso?

Mande corações

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 16

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Junte-se aos mais de 750 mil estudantes que usam o Mettzer todos os dias

Das anotações de aulas até a tese de doutorado

Você nem precisa cadastrar o cartão para testar!

Contato


Parque Tecnológico Alfa – módulo 10, SC-401 – João Paulo, Florianópolis – SC, 88030-000
suporte@mettzer.com

Recursos



A plataforma que ajuda estudantes, pesquisadores e universidades a desenvolver pesquisas e trabalhos acadêmicos.